Close Menu

Busque por Palavra Chave

Casan tem seis meses para regularizar integralmente abastecimento de água de Xaxim

Por: LÊ NOTÍCIAS
13/11/2017 10:10
De 45 irregularidades na captação, tratamento e distribuição de água, 23 permanecem sem solução (Foto: Arquivo/LÊ) De 45 irregularidades na captação, tratamento e distribuição de água, 23 permanecem sem solução (Foto: Arquivo/LÊ)

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) tem o prazo de 180 dias para implementar as medidas necessárias para correção dos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água no Município de Xaxim. O prazo foi estipulado em sentença proferida em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Na ação, a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Chapecó, relata que, em 2013, a Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS) listou 39 irregularidades no sistema operado pela Casan em Xaxim. Em nova vistoria, no ano seguinte, a ARIS constatou que apenas 4 das irregularidades foram sanadas e, além disso, foram constatados seis novos problemas.

Diante do reiterado descumprimento dos prazos dados pela ARIS à Casan para resolução dos problemas apontados, e sem que qualquer penalidade fosse aplicada pela agência à concessionária do serviço, a não ser uma pena simbólica de advertência, em julho de 2016 o Promotor de Justiça ingressou com a ação.

Foi somente após a concessão de uma medida liminar requerida na ação, em agosto de 2016, que a Casan deu início à resolução dos problemas. Ainda assim, passado mais de um ano, ainda persistem 23 irregularidades sem solução.

Agora, com a sentença proferida pelo Juízo da 2ª Vara da Comarca de Xaxim, foi fixado o prazo de 180 dias para a regularização completa de todo o sistema de captação, tratamento e distribuição de água no Município de Xaxim.

Caso descumpra a decisão judicial, a Casan fica sujeita a multa diária de R$ 1 mil, limitado ao valor de R$ 106 mil, calculado como o necessário para resolver todas as pendências. A decisão é passível de recurso. (ACP n. 0900065-19.2016.8.24.0081)


VEJA ABAIXO AS IRREGULARIDADES AINDA NÃO SOLUCIONADAS

  • Não há iluminação adequada no entorno das captações.
  • Não há placa de identificação das unidades.
  • As instalações de Captação do Sistema Principal são improvisadas e necessitam de melhorias.
  • Não há cercamento adequado na Captação do Sistema Secundário.
  • Falta de dispositivo de monitoramento de nível, dinâmico e estático, na captação de água subterrânea.
  • Na ETA do Sistema Principal o depósito, os cilindros e dosadores de cloro estão em desacordo com a legislação. Deve atender ao estabelecido na NBR 12216/1992 e demais normativas pertinentes.
  • Há estruturas apresentando irregularidades nos aspectos de manutenção e conservação:
  • A ETA do Sistema principal apresenta problemas na pintura, rachaduras e infiltrações.
  • Não há estrutura de medição e controle de vazão na entrada e/ou na saída dos reservatórios.
  • Não há iluminação adequada no entorno dos reservatórios.
  • Não há extravasor e duto de ventilação no Reservatório 2.
  • Há falha e/ou deficiência na proteção e segurança entorno dos Reservatórios 1, 3, 4 e 5.
  • Não há placa de identificação nos reservatórios 4, 5, 6 e 7.
  • Não há nos Reservatórios 1, 3, 4, 5, 6 e7 guarda corpos em locais de circulação potencialmente perigosos, conforme preconiza a Norma Técnica.
  • Não há dispositivo indicador de nível nos Reservatórios 2, 4 e 5.
  • As tampas da caixa de inspeção dos Reservatórios 1 e 2 são feitas em material inadequado.
  • Os reservatórios 1, 2 e 3 apresentam irregularidades quanto aos aspectos de conservação.
  • Escadas e gaiola em condições inadequadas que podem comprometer a segurança dos trabalhadores. Reservatórios 4 e 5.
  • Não realizar gestão de manejo e disposição adequada de lodos e subprodutos do tratamento de água.
  • Não há sistema de macromedição em ambos os SAA´s.
  • Não apresentar planos de emergência e contingência paa o SAA.
  • Foi constatado que o ERAT do Sistema II ou Sistema Secundário não possui dispositivo de identificação.
  • Foi constatada a inexistência de dispositivo de identificação no Booster do Sistema Principal.
  • Foi constatada a inexistência de conjunto motobomba reserva instalado no Booster do Sistema Principal.

Outras Notícias
Fecam
OktoberFest
CORAÇÃO DE SC
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro