Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

Vendedor de geladinho pede ajuda por uma bicicleta motorizada e um freezer

Rubens Ribeiro, de 52 anos, sustenta a esposa e as duas filhas vendendo geladinhos em Xaxim
Por: LÊ NOTÍCIAS
13/12/2017 09:43 - Atualizado em 13/12/2017 09:45
Rubens Ribeiro vende geladinhos pelas ruas de Xaxim e pede ajuda para melhorar seu trabalho (Foto: Vitória Schettini/LÊ) Rubens Ribeiro vende geladinhos pelas ruas de Xaxim e pede ajuda para melhorar seu trabalho (Foto: Vitória Schettini/LÊ)

Por Vitória Schettini

As dificuldades da vida fazem parte da trajetória de todos, tanto em obstáculos pessoais, como profissionais e na vida de seu Rubens Ribeiro, de 52 anos, não é diferente. O vendedor de geladinhos batalha todos os dias em busca de uma vida melhor para sua esposa e filhas, Rayane e Daiane.

Em entrevista ao LÊ NOTÍCIAS, ele conta sobre a árdua rotina de trabalho. Rubens sai de casa todos os dias e inicia sua pedalada pelas ruas xaxinenses, junto à sua bicicleta antiga, para comercializar os geladinhos de sabores variados. “Eu sempre trabalhei, fui criado na roça e no momento, devido ao desemprego, tive de me manter com a venda dos geladinhos”, revela.

Ele conheceu a esposa em Xaxim e estão juntos há 17 anos, mas devido ao adoecimento dela por problemas no coração e na glândula tireoide, ele teve de trabalhar para manter a filha de 16 anos, a esposa e as contas da casa. Seu Rubens foi criado em Curitiba (PR) pela avó, sendo que sua mãe continua morando na capital paranaense e seu pai faleceu em 2000. Em 1998, ele veio para Xaxim e ao trabalhar nas áreas de cultivo de erva-mate, conheceu a esposa. À época, ela teve trigêmeas, mas elas acabaram falecendo.

“A situação está difícil. Todo o nosso sustento vem da comercialização dos geladinhos e nós temos que pagar o aluguel. Muitas vezes, tiramos o dinheiro da comida para poder pagar o aluguel de casa. Eu tenho problema na coluna e tento trabalhar ao máximo, não posso deixar minha família na mão. A venda dos geladinhos está indo bem, mas a bicicleta tem me dado muitos custos, como a reparação dos aros das rodas”, destaca.

Segundo Rubens, há seis meses ele vende geladinhos nas ruas e na EEB Gomes Carneiro, onde as crianças fazem fila para comprá-los, sendo que os geladinhos pequenos custam R$ 0,50 e os grandes R$ 1,00. Ele conta que sente-se satisfeito quando os clientes compram seu produto, mas que hoje precisaria de uma bicicleta motorizada, nova ou usada, para que suas pernas não doessem tanto ao pedalar e pudesse trabalhar melhor.

“Esse é o meu trabalho. O freezer da minha casa está antigo, enferrujado e vazando água por baixo. Os geladinhos demoram três dias para congelar, enquanto que num refrigerador novo, de um dia para o outro estão congelados e prontos para vender. Se alguém tivesse algum para me doar, pode ser usado, sem problemas, mas eu poderia trabalhar melhor com ele”, finaliza.

Seu Rubens pode ser contatado através da filha Rayane, pelo telefone 49 98911-6187 e pela filha Daiane pelo número 49 99820-7810.


Outras Notícias
Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro