Close Menu

Busque por Palavra Chave

Quando uma cidade se despede de um amigo!

Por: Júnior Chisté
16/01/2018 15:40

Talvez pudéssemos escolher inúmeros adjetivos para essa pessoa que possuía ou certamente possuirá para sempre incontáveis amigos na agenda da vida.

Ultimamente um dos seus passatempos favoritos era acompanhar seu filho e vê-lo jogar futebol nos diversos campos da vida. Fazer o que qualquer pai fã deste esporte faz questão de realizar: dar forças, participar, estar sempre por perto e quando o tempo permitisse, lá estava o Gilvair. Não conhece? Não lembra quem? Sim, o Thirilo como era chamado desde os tempos onde corria no Ginásio São Francisco e possuía ao lado de seus amigos um belo time de futsal do Coral Arautos do Grande Rei, me lembro muito bem disso.

O Gilvair Gasperin, ou melhor, o Thirilo sempre foi um entusiasta pela vida. Severo, sério quando tinha que ser, mas todos sabiam que possuía um coração bem maior que sua própria estatura forte e rígida. Um homem de anedotas múltiplas, de caráter. E não estou escrevendo tudo isso porque nós brasileiros temos a infeliz cultura de sempre elogiarmos pessoas quando essas desaparecem. Não, eu disse isso a ele inúmeras vezes. Quem está lendo esta pequena matéria sei que está concordando comigo e sendo conivente com tudo o que estou registrando aqui.

Vai meu caro Thirilo, vai ser representante de inúmeros produtos nos quais você sempre vendeu com maestria. Vai meu caro, vai acompanhar logo ali, como as doutrinas religiosas chamam de "anjos" seu filho Lorenzo, sua filha Milena e sua esposa Sidiane, sua fiel parceira, amiga e que jamais lhe abandonará, pois na vida o que fica na verdade são os inesquecíveis momentos, dure eles a intensidade que tenham que durar. O importante é que essas sensações só vocês viveram e só vocês guardarão em seus corações, mentes e almas.

Gilvair, nosso sempre Thirilo, não deu pra gente se reunir na antiga sede da AABB e fazermos o último churrasco. Não deu tempo pra gente se dar um último abraço e falar do Grêmio, do Inter, da exorbitância com que ganha um jogador de futebol e da falta de respeito dos jovens de hoje para com seus pais. Não deu tempo para muitas coisas... mas certamente deu tempo para que você deixasse para sempre um exemplo de homem honrado, de pai, de filho, de irmão, de amigo, exatamente daqueles que quem lhe conheceu um dia jamais lhe esquecerá.

Dá um forte abraço em que quer que esteja lhe recebendo nessa nova dimensão e olhai para todos nós amigo, mas zele especialmente pelo seu filho, pela sua filha, por sua esposa e por sua família. Afinal, você nunca deixará de fazer parte dela!


Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro