Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Comissão de Ética quer tirar mandato de João Rodrigues, Marcelo Rego dá ritmo à Comunicação e Paulo Brincas no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
27/02/2018 22:29

Um Brasil com distribuição de renda

O discurso que o presidenciável Ciro Gomes fará ao PIB e estudantes do Oeste vai no sentido de fugir do extremo a que se referiu Raimundo Colombo sem deixar de ser um quadro com conhecimento para tirar, como ele mesmo afirma, o país da lama. O trabalhista pisa no fundo do quintal de SC mais uma vez para deixar a impressão que não é Lula da Silva ou próximo às manifestações de extremismo de Jair Bolsonaro. É quadro renovado, capaz de escutar o suficiente para tirar a juventude, inclinada ao militar, para o campo do debate do novo Brasil. Vai ter que dizer muito. Se tem um seguimento que se inclinou plenamente para o capitão do exército, é a juventude. Ignoram as fotos de Che Guevara em camisetas e livros de Marx, para aquele que, falando o que todos estão gostando, colocam-no nas pesquisas em uma posição que assusta o meio e a esquerda. O pedetista precisa do Espírito Santo.



O judiciário vive uma avalanche de cobranças da sociedade pelo exagero de mordomias. Chegou a hora da limpeza?

Sim. É hora do dinheiro do contribuinte ser empregado com eficiência. Não só o Judiciário, mas todo o serviço público brasileiro vive esse momento. Principalmente em função da crise econômica pela qual passa o país, e da transparência que vem sendo cada vez mais exigida pela sociedade. O cenário não comporta mais mordomias de qualquer natureza e em todas as esferas, seja no âmbito da Justiça, ou no Ministério Público Federal e Estadual, Legislativo ou Executivo, a urgência é a mesma.

A democracia está em xeque no Brasil ou as instituições estão sedimentadas?

Acredito que as instituições estão sedimentadas, mas ainda assim vivenciamos riscos para a subsistência da democracia. A enorme quantidade de casos de corrupção recentemente descobertos provocou uma justificada reação de inconformismo e revolta na sociedade. Só que essa revolta se generalizou a toda a classe política, que perdeu demais em credibilidade e respeitabilidade no país. Isso também é um problema porque, para que haja democracia, a política é necessária, e para que haja política, é preciso políticos. Falo, evidentemente, da boa política: aquela verdadeiramente voltada aos interesses da comunidade. Então, se a sociedade não confia de forma generalizada na classe política, há sim um sério problema de sobrevivência da democracia brasileira.


Odor

Começa a tomar conta dos céus de SC as denúncias feitas pelo deputado estadual Mário Marcondes que questiona a compra de um prédio pela Assembleia no valor de 83 milhões. Ação popular pede o bloqueio do pagamento que foi pago.

Inalando

Quem não gostou das atitudes do deputado, agora no MDB, foram os membros da Mesa presidida, então, pelo deputado Silvio Dreveck que queria economizar nos gastos de aluguéis pagos pela Casa, alegando economia comprovada.

Reflexos

Por trás de toda a munição do deputado Marcondes, as digitais do MDB que busca no parlamentar a voz para atingir os aliados de Gelson Merisio, o maior desafeto dos ulyssistas no pleito. Querem dar tempo perdido e dor de cabeça para a Mesa.

Ataque

Em rota de colisão, tanto Gelson Merisio quanto Eduardo Moreira, jogam para tirar o melhor dos dividendos deste confronto que coloca ambos no caminho das urnas em outubro. Sabem que, mais à frente, a tendência é piorar. Pinho adotou um estilo.

Energia

Marcelo Rego assumiu ontem a área de Comunicação do governo e, com seu estilo de boa conversa e atenção, quer fazer os empresários de comunicação esquecerem da era João Debiasi com nova cartilha de atenção às mídias regionais.

Equipe

Ao lado de Marcelo Rego, além do grupo que acompanha as ações de Pinho Moreira, Paulo Bossle vai dirigir a Divulgação com a experiência demonstrada em outras grandes oportunidades. Como Debiasi, esquecer Rodrigo Smaniotto.

Time

Com a Secretaria de Comunicação montada, Marcelo Rego, Rejane Andrade, Paulo Bossle, Chico Alves, Soledad Urrutia, Lúcia Evangelista Vieira, Gonzalo Pereira e Sabryna Sartott, Pinho Moreira diz ao MDB e adversários que é o nome.

Eles

A trinca composta por Milton Martini da Administração, Luciano Veloso Lima na Casa Civil e Marcelo Rego na Comunicação, são as apostas que Eduardo Moreira vai acionar para produzir sua imagem de candidato forte à reeleição.

Coletiva

Gelson Merisio, correndo todas as microrregiões de SC, fala à imprensa o que quer para o Estado nos debates que fará no processo eleitoral. Quer dizer do seu projeto esquecendo o adversário e imprimindo seu perfil para 2018.

Conversação

Ciro Gomes e Gelson Merisio se encontram hoje para afinar intenções. Com o PDT declarado para apoiar seu jogo na sucessão, o presidente do PSD de SC vai deixar a porta aberta aos trabalhistas enquanto os tucanos olham do muro.

Sangria

Paulo Maluf do PP, Lucio Vieira Lima e Celso Jacob do MDB e João Rodrigues, vão enfrentar a Comissão de Ética da Casa pedindo suas cabeças. Serão sorteados 12 deputados para fritar seus pares pedindo a perda do mandato na tese do “antes eles que nós”.

Reposição

Élio Cella aguarda o desfecho do caso João Rodrigues para dar o sim de sua saída do PR rumo ao PSD e disputar a vaga de deputado estadual e Zé Claudio Caramori para federal. Embora confiantes na absolvição de JR, preparam o mergulho.




Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro