Close Menu

Busque por Palavra Chave

Quem é Lírio Dagort e Adriano Bortolanza?

Por: LÊ NOTÍCIAS
08/03/2018 12:01

Pensar que a governabilidade é um caminho ao céu, é um erro. Ao contrário, governar é ir para o inferno. Eles, com um tremendo abacaxi para descascar, não são Deus porque, Deus, não tem problemas. A dupla está buscando os recursos para fazer Xaxim crescer e é isso que eles e todos querem, mas a oposição, que sonha em ver os dois se afundando, querem mesmo que a cidade seja destruída? Sim ou não?

Os gestos de confiança e credibilidade que a sociedade precisa, isto é, de ver um governo cheio de crescimento, com obras e investimentos da infraestrutura e na educação, saúde e bem-estar social, está aí para que todos possam ver.

Se de um lado o governo tem feito o contrário, com dificuldades de solutividade, aquilo que a oposição tem pregado, é justamente porque a falta de dinheiro que marca o país, o Estado e o medo das empresas, está fechando movimentações. Mas é visto que eles têm trabalhado.

Quem não gosta do Lírio, que viu seu primeiro governo, está buscando no desgaste das dificuldades para dizer que a administração não tem feito nada. Como assim não tem feito nada? Apenas pelo fato de viverem as dificuldades que foram deixadas pelo governo passado, já é uma grande coisa. O governo que saiu deixou um grande buraco, uma fenda de dúvidas e, mesmo assim, a busca para resolver estes problemas herdados são muitos.

Ninguém governa sem dinheiro, muito menos com uma oposição menor ainda, que aposta na desgraça para ter argumentos de que está tudo errado, que nada vai dar certo, etc, etc. O governo tem feito, as pessoas têm visto, o cidadão é que quer muito e com razão.

O pagador de impostos, que sabe quanto custa tirar da boca para pagar quem não oferece nada, sempre quer tudo. E tem razão disso, mas a história tem que ajudar. O sucessor precisa assumir um governo viável e as parcerias serem mantidas. Quando esta matemática acontece, tudo funciona.

O Fundam que o governo estadual disse que iria repassar, que está deixando o governador Colombo e Pinho Moreira com as mãos amarradas, não é uma responsabilidade da municipalidade. Ela, que exige e quer as coisas funcionando, não sabe do fracasso político que os recursos que o governo iria repassar, e não vieram, não depende de Lírio e Adriano, mas de Brasília.

Se foi dito que iriam repassar 20 milhões para colocar Xaxim na rota do desenvolvimento, não é uma questão de Lírio e Adriano, mas do governo que é do PSD e MDB. Não é à toa que o governo agora é de Pinho Moreira. Se é dele, é do MDB. Então porque a oposição de Xaxim não busca estes valores?

Isso são discursos de Xaxim que não digeriu ainda a derrota eleitoral de 2016. Perderam e querem continuar apostando no fracasso da sociedade apenas porque odeiam Lírio Dagort e querem, por este ódio, a derrota da cidade.

Cadê o dinheiro que o MDB pode buscar com Eduardo Moreira neste momento? Imagina se, de fato, o partido com seus quadros fortes, sentem com o governador Moreira e tragam R$ 20 milhões para investimentos na terra? Seriam excelentes. O Estado não tem os recursos que havia prometido. Não é somente Xaxim, mas todos os municípios de SC vivem a mesma agonia.

Vão dizer o que agora? Que Moreira tem tempo curto para resolver e que Colombo teve quatro anos? Quem está dificultando a liberação destes quase R$ 700 milhões é o Governo Federal, do MDB, diga-se. De Temer, lembra-se.

Falar que Lírio e Adriano estão fazendo um governo ruim é brincar com a história, com as pessoas e com os homens de bem. Ao contrário, estão se mexendo e muito para fazer as coisas acontecerem. Se não deu para fazer, ainda, o que o palanque afirmou, tem três anos pela frente praticamente.

O que a oposição precisa saber e fazer é que não devem reclamar do governo Colombo porque tanto PSD quanto MDB, rezam na mesma cartilha. Se não querem ajudar, faz parte. Atrapalhar é jogar contra si mesmo. Está na hora de amadurecer.


Editorial escrito pelo editor-chefe Marcos Schettini.


Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro