Close Menu

Busque por Palavra Chave

Empresária de Chapecó concilia vida fitness com ateliê de biquínis no Instagram

Por: LÊ NOTÍCIAS
13/03/2018 16:26 - Atualizado em 13/03/2018 17:04
Deysi Foppa, de 29 anos, é formada em Designer de Moda e trabalha em seu próprio ateliê (Foto: Reprodução/Instagram) Deysi Foppa, de 29 anos, é formada em Designer de Moda e trabalha em seu próprio ateliê (Foto: Reprodução/Instagram)

Por Axe Schettini

Acumulando cerca de 70 mil seguidores no Instagram, a empresária Deysi Foppa, de 29 anos, chama atenção pela forma de empreender, conciliando as redes sociais com o seu ateliê de biquínis Bellis Body, marca que criou em outubro de 2016, mas que iniciou os trabalhos ainda em 2013.

Formada em Designer de Moda pela Unochapecó, Artes Visuais – Cultura e Criação pelo Senac de Florianópolis e Moulage e modelagem para moda pela PUC/PR, Deysi utiliza as redes sociais para divulgação do seu trabalho desde quando seu ateliê também trabalhava com confecção de outros segmentos, como social, casual e esporte. “Foi o meio mais fácil que encontrei para divulgar meu trabalho. Anteriormente eu utilizava o Facebook e o Snapchat, mas agora gerencio apenas o Instagram, pois administrar várias redes sociais demanda muito tempo. Hoje tenho quase 70 mil seguidores no Insta e isso é uma surpresa muito grande para mim, pois tudo aconteceu de maneira espontânea, mas ainda estou tentando lidar com este meio é que cheio de conclusões e pré-conceitos”, disse em entrevista ao LÊ NOTÍCIAS.


Entusiasta da moda, a empresária nascida em Caxambu do Sul, conta que a ideia da confecção de moda exclusiva iniciou quando surgiram dificuldades em encontrar peças para seu biótipo e preferência. “Nas lojas as peças são vendidas em conjunto, ou seja, parte de cima e de baixo, que para as mulheres acaba sendo um empecilho, pois para a maioria das mulheres uma das partes acaba não servindo, devido aos detalhes de modelagem que são difíceis de encontrar quando as peças são produzidas em grande escala”, disse, salientando que seu trabalho de conclusão de curso foi sobre modelagem para moda praia em diversos biótipos físicos femininos.

CORPO, VIDA E SAÚDE

Deysi explica que sempre teve cuidados com a alimentação, porém não praticava exercícios, foi quando a academia surgiu em sua vida por uma questão de saúde. “Eu trabalhava em uma empresa e ficava o dia toda sentada, sendo assim busquei a ginástica mix e depois mergulhei na musculação. Então a partir daí me apaixonei por este estilo de vida e, com apoio de algumas pessoas, me torno, a cada dia, mais entusiasta da musculação”.

De maneira muito humilde, a empresária conta que não utiliza o seu corpo para impor ou ditar padrões, mas que seu corpo auxilia na divulgação dos seus produtos. “Nunca quis impor meu corpo como padrão, pois tudo isso foi consequência do meu estilo e paixão pela academia. Então as peças que desenvolvo são para vários biótipos, indiferente se for magra/gorda ou musculosa, pois todo corpo feminino é fascinante. Mas eu busco mostrar mais o lado de cada uma se aceitar e gostar do próprio corpo, inclusive com algumas dicas que possam ajudar algumas mulheres e que se identificam com o modo de cuidar do meu corpo, que eu chamo de minha casa”, explica.

Ao ser indagada sobre qual mensagem deixaria para as mulher se cuidarem mais, Deysi é enfática e rebate, afirmando que não pode impor algo que ela gosta. “Creio que é mais legal eu deixar uma mensagem para as mulheres que se identificam com meu trabalho e com a maneira que eu cuido do meu corpo. Então, primeiramente aprendam a se conhecer, saber seus limites, conhecer seu corpo, aceitar as diferenças, inclusive admirando os outros, mas sempre fazer para si, com amor”, responde.


ASSÉDIO NAS REDES SOCIAIS

A designer de moda também contou ao LÊ NOTÍCIAS sobre o assédio no Instagram, principalmente devido às fotos que divulgam seu trabalho, que às vezes não é visto com bons olhos por ambos os sexos. “Eu uso o Instagram também para falar exatamente deste tema. Tudo tem o lado bom e o ruim e estou ainda apreendendo a lidar com as diferentes opiniões que surgem referentes ao meu trabalho. Os homens levam mais para o lado sexy e apelativo ao corpo, então acredito que para muitos faltam um pouco de bom senso e respeito, pois as propostas e os elogios utilizados são inadequados, sendo que a maioria não me conhece e eu não dou devida intimidade. Por outro lado, algumas mulheres parabenizam e outras demonstram uma sensação de ciúmes devido à exibição”, desabafa Deysi.

Ainda, ela lembra que ambos os sexos tem admiração pelo seu trabalho, inclusive com mensagens de incentivo, fazendo com que a divulgação dos seus produtos cresça diariamente. “Trabalhar com moda praia no Oeste catarinense não é fácil, pois onde não tem praias o biquíni é visto como produto de férias, viagem e praia, então ainda tenho esperança que nossa cultura evolua neste sentido, fazendo com que as pessoas compreendam a expressão e tenham respeito, afastando a maldade, malícia e prostituição, para que assim possamos promover a liberdade assistida por valores que nossa sociedade ainda precisa compreender”, relata.

LOJA BELLIS BODY

A maioria dos modelos são criados por Deysi Foppa, sendo que os clientes auxiliam na confecção, explicando as preferências, então ela desenha, realiza a modelagem e confecção. Ela explica que todos os modelos são únicos e exclusivos, pois todos tem algum detalhe diferente. “Eu trabalho com a loja física, onde atendo as mulheres da região, e a loja online, onde o contato é feito pela cliente, então tiro dúvidas, e ajustamos o modelo de preferência. Algumas solicitam os tamanhos padrões, mas em outras utilizamos medidas exatas, aí corto, confecciono e entrego em até cinco dias úteis”, finaliza.


Outras Notícias
Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro