Close Menu

Busque por Palavra Chave

CRESCIMENTO SAUDÁVEL

Movimento #humanizacidade é abraçado por estudante de Xaxim

Conscientizar candidatos quanto à arquitetura e urbanismo da cidade é objetivo da ação
Por: Janquieli Ceruti
30/09/2016 11:22 - Atualizado em 30/09/2016 16:13
Juliana Michailoff procurou candidatos durante todo o dia de ontem para apresentar carta-compromisso Juliana Michailoff procurou candidatos durante todo o dia de ontem para apresentar carta-compromisso

A construção de cidades mais justas socialmente e sustentáveis ambientalmente é uma das metas que desafiam a sociedade brasileira. Ao mesmo tempo, ela se apresenta como uma oportunidade, tanto para os atuais quanto para os futuros gestores e legisladores públicos, que irão comandar nossos municípios a partir do ano que vem. E para contribuir com esse processo urgente e inadiável de transformação, a estudante xaxinense Juliana Lanzarin Michailoff, que cursa o 5º período de Arquitetura e Urbanismo, abraçou o movimento #humanizacidade. Juliana, que estuda na Uceff Faculdades, em Chapecó, visa alcançar o maior número de candidatos a prefeito e vereador por Xaxim e apresentar a eles uma carta-compromisso, onde se comprometem a participar de um pacto pela qualidade das cidades.

Conforme o projeto, o movimento acadêmico #humanizacidade surgiu da necessidade de aproximar o meio com os órgãos públicos e profissionais arquitetos e urbanistas para juntos planejar e pensar a cidade adequadamente. Assim, baseada na Carta Aberta aos Candidatos a Vereador e Prefeito, desenvolvido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU)/BR, a estudante, preocupada em incluir o planejamento urbano integrado da cidade na agenda dos candidatos, trabalha para que a carta-compromisso chegue aos candidatos e que esses, juntamente com toda a comunidade, adotem a #humanizacidade, nas redes sociais.

Tal carta visa nortear a elaboração de políticas públicas que promovem o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida nas cidades brasileiras. De acordo com Juliana, o movimento começou com uma simples conversa de grupo de WhatsApp, entre a coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da Uceff, Adriana Baldissera, e membros do Conselho Nacional e tomou proporções cada vez maiores ao atingir um grande grupo de pessoas, e envolvendo o corpo discente e docente da Uceff Faculdades, que não mediram esforços para tornar este movimento real e legítimo dos acadêmicos da instituição. “Os alunos do 10º período estão muito engajados com o movimento. Eu, que estou no 5º, decidi abraçar a causa depois que eles passaram nas salas e pediram quem estava disposto a encarar esse desafio e ajudar na divulgação. Estou responsável por Xaxim e falando com os candidatos que abrem espaço, já que não são todos que aceitam ouvir o que temos a dizer. Depois, com as cartas assinadas, entregarei à minha coordenadora e ela enviará ao CAU/BR, para que fique arquivado o compromisso. Além dos candidatos, todos podem demonstrar apoio através do compartilhamento da #humanizacidade nas redes sociais”, destaca a acadêmica.

Ainda segundo Juliana, o movimento, que é apartidário, visa motivar o futuro gestor a trabalhar junto com a população e com os estudantes. “Percebemos problemas no desenvolvimento das cidades; nos loteamentos; nas obras e derrubadas da vegetação. Quem assina se mostra disposto a trabalhar pelo município. Os loteamentos estão com muito problema de infraestrutura, depois quem sofre é a população. Queremos que nossas cidades sejam planejadas como deveriam ser, para as pessoas e pelas pessoas, com o auxílio dos profissionais urbanistas”, conclui.

CARTA-COMPROMISSO

Ao assinar, os candidatos comprometem-se a auxiliar no desenvolvimento da governança metropolitana; no plano de desenvolvimento urbano integrado e integrador da cidade e seu desdobramento para as escolas do bairro, da quadra, da rua e do lote; e no monitoramento constante das metas desses planos, a ser efetuada pelos gestores das cidades, com total transparência para a população. No primeiro item, a criação da governança viabiliza a metrópole e, sobretudo, o seu planejamento como oportunidade de desenvolvimento e organização equilibrada de atividades.

Já na segunda questão, os projetos setoriais incluem priorizar o pedestre; tornar nossas cidades socialmente inclusivas; priorizar empreendimentos habitacionais para população de baixa renda; adotar o modelo de cidade ambiental e socialmente sustentável; promover a preservação da memória paisagística, urbanística e arquitetônica da cidade; valorização das frentes de água, integrada aos corredores verdes; associar mobilidade e território; confecção de editais consistentes como base essencial para a realização de licitações de obras públicas a serem implementadas obrigatoriamente apenas após a elaboração prévia de projetos completos de arquitetura e urbanismo.

No que diz respeito ao monitoramento de metas, a carta-compromisso destaca que é necessário repensar a representatividade do Conselho da Cidade e demais conselhos; construção de instrumentos que possibilitem a ampla participação popular; formação de uma rede de instituições públicas e privadas que possam estabelecer um canal de relacionamento sobre o desenvolvimento urbano do município; e utilização de indicadores sociais como parâmetros de auxílio ao planejamento, entre outros quesitos. De acordo com o ofício, “a governança cidadã e o planejamento urbano qualificado e rigorosamente monitorado são essenciais para o acesso a recursos orçamentários ou financiamentos para a implementação das diferentes ações que viabilizam o projeto de cidade dentro da premissa de arquitetura e urbanismo para todos”.

Lembrete:

Interessados em assinar a carta-compromisso podem entrar em contato através do telefone (49) 9834-8989.

Foto: Janquieli Ceruti/LÊ


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro