Close Menu

Busque por Palavra Chave

Sinproeste combate proposta do Sinepe, conquista reajuste salarial e mantém direitos

Por: LÊ NOTÍCIAS
20/03/2018 16:29 - Atualizado em 20/03/2018 16:30
Na última rodada de negociação com o Sinepe, o Sinproeste avançou e conseguiu barrar a retirada de direitos proposta pelo Sinepe (Foto: Sinproeste) Na última rodada de negociação com o Sinepe, o Sinproeste avançou e conseguiu barrar a retirada de direitos proposta pelo Sinepe (Foto: Sinproeste)

Na última rodada de negociação com o sindicato patronal, o Sindicato dos Professores do Oeste de Santa Catarina (Sinproeste) avançou e conseguiu barrar a retirada de direitos proposta pelo Sinepe. Além disso, a entidade avançou no reajuste salarial. No início da negociação, o Sindicato dos Estabelecimento Particulares de Ensino (Sinepe) não concordava nem com a reposição da inflação. Foi conquistado o reajuste salarial no valor do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que fechou em 1,81% mais 50%, representando reajuste de 2,71% para a educação básica.

Para a educação superior, a proposta é reajustar os salários em 1,81% a partir de março ou só a partir de agosto em 1,81% mais 50%, também chegando aos 2,71%. A negociação também conquistou reajuste de 10% para o piso salarial. Também, o Sinproeste conseguiu barrar o desmonte das cláusulas sociais, impedindo a possibilidade de contratação de professores terceirizados e pelo trabalho intermitente. Também conseguimos manter o triênio, as indenizações, férias e demais benefícios.

Ainda está sendo negociada a questão da homologação das rescisões, para o que sindicato possa acompanhar e uma nova cláusula sobre demissão voluntária. Para a diretora do sindicato, professora Juleide Almeida Corrêa, que participou de todas as reuniões de negociação, o trabalho do sindicato foi fundamental para que os professores tenham seus direitos garantidos. “Sem o sindicato ficaríamos todos sem reajuste salarial e com condições de trabalho muito precárias. Iríamos perder todos os direitos conquistados ao longo de várias Convenções Coletivas de Trabalho. É por isso que os professores devem manter-se unidos junto ao Sinproeste, para que possamos continuar sempre nosso trabalho na defesa da nossa profissão e pelo nosso reconhecimento”, destacou Juleide.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro