Close Menu

Busque por Palavra Chave

Editorial | Animais em luta em uma pátria de mentiras

Por: LÊ NOTÍCIAS
26/03/2018 11:30 - Atualizado em 26/03/2018 11:36

O encontro entre um leão e uma zebra, como se vê nas selvas, é desigual. Ou seja, sabe-se que a presa vai sim perder para o predador. Natural dentro das observações da cadeia alimentar. Quando um Leão encontra outro, de mesmo peso e força, não se sabe qual será vencedor porque, com igualdade em tudo, isto é, ferozes em equilíbrio, a luta entre os dois é quase impossível de saber quem vai vencer.

Para quem é de fora, é importante marcar um deles como forma de referência para conhecer o desafiante e saber, no final, qual deles venceu.

Ainda é cedo para saber o que vai acontecer com Lula da Silva e seus opositores, seja Geraldo Alckmin ou Jair Bolsonaro. Este último, seus adeptos, tem uma forma agressiva de provocação que marca, de fato, a personalidade do seu líder em Brasília. Diferente do governador de SP que, mais pacífico, é do diálogo.

São três personalidades com direito de disputa sendo que, o paulista, diferente de ambos, não tem estereótipos que demarca o terreno, isto é, Geraldo Alckmin é um quadro de controle agressivo, sem palavras duras, com harmonia. Este procedimento mais respeitoso, poderá ter grande influência no cenário eleitoral porque o eleitor, perceptivo e mais racional, vai perceber o clima de completa animosidade que marca as torcidas de Lula da Silva com a de Jair Bolsonaro.

O que é preciso é dar garantias para que o eleitor possa exercer sua cidadania com liberdade sem que marque, na voracidade dos dois lados, o poder de escolher.

Escolher é um direito de todos e podem sim, se entender nesta escolha, votar em quem é melhor para o Brasil, esta pátria perdida em enganos, mentiras e corrupção. Pátria desrespeitosa com sua gente, com as verdades, com o que lhe impõe responsabilidades.

Enquanto cenários de guerra marcam o enfrentamento entre adeptos de Lula e Bolsonaro, do outro é fácil observar que o centro tem sim capacidade de levar as eleições. O terror dentro do PT e do PSL de Bolsonaro, tem estranhos métodos de intimidação que vai dar ao eleitor a conclusão de um lugar que pode ser entendido “nem tanto ao mar, nem tanto a terra”, para demonstrar que o extremo, seja ele qual for, é ruim para a democracia. Feras marcadas por ódio e rancor, enganam os observadores.


Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro