Close Menu

Busque por Palavra Chave

A banda podre

Por: LÊ NOTÍCIAS
17/11/2016 09:27 - Atualizado em 17/11/2016 09:28

Muito se fala em transparência, participação da sociedade, consultas públicas e toda aquela falácia que, cansada, a sociedade escutou demais e não aceita mais os desmandos que o Poder Público vive a realizar nas administrações, não interessam quais sejam elas.

A transparência exigida e não demonstrada, mostra muito que não é uma lei que vai fazer com que a sociedade seja de fato respeitada, mas atitudes, comportamentos sensibilidade. O que se percebe, e aí fica mais claro, é que o conceito de transparência, uma forma justa de dar à população o conhecimento do que e como está sendo utilizados os recursos que é seu, está ficando ainda mais difícil.

Quando se busca saber investimentos e gastos que são de interesse de todos, a informação fica ainda mais embaraçosa. Justamente para não se conhecer, é que as dificuldades são impostas. O cidadão vai mergulhar firme na busca da resposta e o que ele vê são mais e mais páginas da internet abrindo-se à sua frente e nada de ter o que precisa.

Profissionais são criativos o suficiente para criar um site público com todas as dificuldades possíveis para que a informação buscada não seja conhecida. São muitos e muitos sites que, entre links, então ligados entre si que acabam por desestimular a procura, dificultando o acesso e afugentando o interesse para se saber o que se deseja.

São trunfos dos sites de governos municipais, estaduais e federais que, criados para não informar, não oferecem o papel que deveriam diante das exigências da lei. Ninguém consegue chegar à informação desejada porque os empecilhos são muitos. Impedidos de saber, a pessoa interessada deixa as dificuldades derrotarem sua curiosidade. Por que isso?

Está claro que o objetivo é não deixar que o cidadão de bem saiba onde seu imposto está sendo empregado e o que estão fazendo a seu favor, dele e de todos os membros da sociedade. Valores altíssimos que, se não são vigiados pela população, passa despercebido.

Os vereadores, deputados estaduais e federais, além de senadores, pior ainda, em sua maioria, são atrelados aos interesses de quem está no poder e, juntos, jogam contra para que os números, as formas e como está sendo feito tudo, seja plenamente escondido.

Então fica, mais do que esclarecido, de que o Poder, todos eles, juntos, não tem qualquer interesse em declarar para o povo o que estão fazendo nas instâncias que lhes pertence. A vergonha, a forma, como são feitas as falcatruas que todos têm visto, está gerando um exército de indignados, insatisfeitos, loucos que, em um momento qualquer, não serão mais controlados. Ai será tarde.


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro