Close Menu

Busque por Palavra Chave

Deputados boicotam Colombo e clima no PSD piora; Geovania de Sá lança reeleição; Gilberto Kassab no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
08/04/2018 22:05 - Atualizado em 08/04/2018 22:12
Merisio cumprimenta Garcia no sábado, em Lages (Foto: Divulgação) Merisio cumprimenta Garcia no sábado, em Lages (Foto: Divulgação)

Nem tudo que reluz é ouro

As palavras de fortalecimento do partido, construção de ideais de unidade e maiores discussões para produção de resultados nas urnas, é um fato importante que Gelson Merisio disse no lançamento ao Senado de Raimundo Colombo. O evento, uma espécie de tira-teima do quadro interno do PSD, coloca em pauta a fábula do sapo que carrega o escorpião nas costas. Enganando-se que são amigos, fiéis em destino e que podem conviver em perfeita harmonia, vão juntos em destino à margem do outro lado, o grande lago que separa abril até 05 de agosto nas convenções. A picada fatal que, em tese, tem cheiro de Gilberto Kassab, o ministro presente ao ato em Lages, sabe que em 1º de junho termina o mandato de GM à frente da Executiva. À toa não é o vulto de Júlio Garcia no palanque. O sapo sabe que o aguilhão está preparado. Eles se dão as mãos, mas não confiam um no outro.


Qual o caminho que o PSD toma em Santa Catarina para demonstrar unidade a partir de agora?

A reunião deste sábado mostrou um partido unido, com líderes fortes e bons candidatos, com o governador Colombo recebendo a confiança de todos os companheiros para liderar o projeto em Santa Catarina.

O candidato do PSD em Santa Catarina é Gelson Merisio?

Na hora certa o partido vai definir, sob a liderança de Raimundo Colombo, qual quadro é o melhor. O Merisio é um pré-candidato e tem suas qualidades, mas ninguém melhor que Colombo, com sua experiência e liderança, atestada neste evento em Lages, para mostrar o melhor caminho.


Apelo

O ex-governador Colombo falou aos quase mil presentes, no evento em Lages, com o coração exalando saudades de Luiz Henrique da Silveira para justificar de modo subliminar que, o caminho melhor para o PSD, é a Tríplice com Eduardo Moreira liderando.

Boicote

Sabendo que o sangue verbal de Raimundo é pela artéria ulyssista, boa parte dos deputados estaduais da base e prefeitos ignoraram o lançamento de sua candidatura. A questão de Colombo é querer abraçar tudo no perigo de ficar sozinho.

Claro

Ficou transparente a insensibilidade de mais da metade dos prefeitos, ligados aos deputados do PSD, PSB, e PP que não foram ver seu ex-patrão se lançar ao Senado. Para Colombo, o sinal perfeito para que tome posição e saia de trás do muro.

Amizade

A subida de Esperidião Amin no palanque de Lages tirou Eduardo Moreira do compromisso de gratidão pelo gesto anti-PSD de Colombo ao entregar o governo antecipado. O deputado marido de Ângela Amin, mais de que gostar, comemorou.

Retorno

Eduardo Moreira confirmou a Paulo Bauer, no retorno de Brasília na semana passada, que o MDB vai ter candidato. Do mesmo modo que o PSDB vai ter seu palanque, reagiu. Desta conversa, quem levou a melhor foi Marcos Vieira, seu algoz.

Voando

Paulo Bauer e Napoleão Bernardes foram ao Sul se reunir com prefeitos e vereadores já reunindo o ninho em resposta à dureza partidária de Eduardo Moreira de manter a cabeça de chapa. O senador esqueceu que Pinho é governador.

Cena

O afago que Marcos Vieira faz em Bauer, inclusive reconhecendo-o como o nome ao governo, é teatral. No momento certo, o presidente do PSDB vai levar os tucanos para Pinho Moreira como nome consolidado, forte nas bases, ao Senado.

Ela

Geovania de Sá comemorou aniversário duplo. A prisão de Lula da Silva, perigoso adversário de Geraldo Alckmin fora de combate e o lançamento de sua reeleição. No primeiro mandato, a deputada federal conquistou forte espaço no ninho nacional.

Carta

Jorge Bornhausen colocou sua liderança em favor de Raimundo Colombo ao Senado em texto lido por Paulinho Bornhausen, no sábado, em Lages. O poder de fogo que o ex-senador e ex-governador exerce na vida de SC é convincente e arrematador.

Leitura

Júlio Garcia não conseguiu a presidência da Casan na pessoa de Arnaldo de Souza. Eduardo Moreira tirou Adriano Zanotto do Conselho da empresa e levou-o à presidência. Se o ex-TCE não conseguiu trazer o PSD até agora, a fila andou.

Mudança

Adriano Zanotto, ex-presidente da OAB de SC, tem perfil diferente do ex-presidente Galina em muitas atitudes. Delas, a de agir com rapidez nas ações que, em tempo curto, vai beneficiar a luminosidade eleitoral de Pinho Moreira.

Reavaliação

O PT de Décio Lima quebra o ovo da serpente em SC e vai fazer chamamento político para encorajar a militância buscando a reconstrução do partido no Estado. Sabe que, agora, sem Lula da Silva, a tendência das urnas é desnutrir geral.



Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro