Close Menu

Busque por Palavra Chave

Editorial | Dúvida ou reação

Por: LÊ NOTÍCIAS
09/04/2018 18:03

A história contada pelos líderes marxistas do PT de que, se prender Lula da Silva, os movimentos vão se organizar e colocar fogo no Brasil, é papo furado. Lula não somente foi preso, seja de modo injusto ou não, os chamados intelectuais que estão fumando cachimbo e lendo conteúdo revolucionário, continuam em casa e o país seguindo em frente.

Não se pode esperar que o chamado setor pensante, cujos livros lidos e ensaios escritos, vai às ruas levantar as bandeiras da luta de classe e exigir a soltura imediata do líder operário e de massas. Eles, os intelectuais, são exatamente o eixo que colocou o metalúrgico dos anos 70 nestas condições.

Foi a burocratização que eles geraram nestes 14 anos de poder petista, isto é, o modo equivocado de gestão sem expandir o conhecimento de classe que levou, o agora, preso, Lula da Silva. Por que os sindicatos não reagiram, foram em massa defender a Justiça que diz ferida em relação à sentença?

Onde estão os estudantes secundaristas e universitários da UNE e UBES, artistas, pensadores, movimentos comunitários, sindicatos de várias centrais? Foram onde? Não se sabe porque o governo petista esqueceu-se das bases de construção e sustentação das causas operárias ao longo do governo e pensou, erroneamente, como um inocente, que as víboras não convivem com coelhos.

Esqueceu que os partidos que sempre combateram, foram justamente aqueles que participaram de seus governos e comeram a sustentação política e estratégica de garantir a continuidade do Poder em favor dos humildes e operários, defendendo a produção e imediatamente entregando-as às pessoas.

Não há limite para tirar qualquer possibilidade de retorno das esquerdas ao poder. Talvez Ciro Gomes possa ser a ponte para este recomeço que o próprio PT sempre desconsiderou.

Agora Lula está só, em uma cela fria, voltou às origens de humildade que marcou o começo de sua vida e, se souber fazer, pode reconstruir, de lá mesmo, a conquista do Poder Operário. Os marxistas são a elite do proletariado que não vão às ruas com o mesmo sentimento que tem um trabalhador que vê seu representante cercado de nada em um ambiente onde agoniza seu grito e esconde suas dores

Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro