Close Menu

Busque por Palavra Chave

A vergonha dos super salários dos desembargadores

Por: LÊ NOTÍCIAS
18/11/2016 11:01

O salário no Brasil tem um teto. Não pode ultrapassar o valor recebido pelos ministros do Supremo Tribunal Federal, o STF, hoje em R$ 33.763,00. Na prática, já se sabe há um tempo, não é bem assim que funciona. Um levantamento mostra que a correlação é bem mais desproporcional. Um desembargador, como é chamado o juiz de segunda instância nos Estados, em Minas Gerais ganha, em média, líquido, R$ 56 mil por mês. Em São Paulo, R$ 52 mil. No Rio de Janeiro R$ 38 mil.

Os salários básicos são engordados por adicionais legais, sustentados por interpretações da legislação. Mas formam vários andares acima do teto. Os juízes são o topo da cadeia de servidores públicos. Na sequência vêm Polícia Federal, Receita, advogados do Executivo, Banco Central e Tesouro Nacional, uma fila que se estende até funcionários administrativos e professores que, este último, é a barata abaixo do pilão.

A fixação de um teto para os gastos públicos é uma oportunidade se, de fato, a proposta do ajuste é cortar despesas de todos, inclusive de desembargadores que, como mostrou as redes sociais esta semana, tem quem receba R$ 200 mil por mês. O Judiciário não é o poder mais importante e, justamente por julgar o que é de direito, deve dar o exemplo em casa e abrir as suas contas para que a sociedade saiba. O chamado site da transparência, que deveria mostrar tudo para a sociedade, esconde na verdade. As circunstâncias políticas, em que o Judiciário é protagonista, principalmente na área criminal com a Operação Lava Jato que acusa tudo e todos, que coloca em ridículo, sem provas, pessoas apenas para antecipar o julgamento, demonstra que o sistema inteiro é podre.

O Judiciário precisa dar o exemplo e mostrar que o Brasil tem jeito e que, o Direito que é Constitucional, não podendo apenas dar a eles, por terem capa preta, superioridade sobre as demais categorias. Ou se passa o país a limpo ou de fato não tem mais solução. Este país é uma fraude e o Judiciário é a cereja do bolo.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro