Close Menu

Busque por Palavra Chave

Por um mundo dos sonhos? Qual?

Por: LÊ NOTÍCIAS
20/04/2018 15:39 - Atualizado em 23/04/2018 09:40

Não existe mundo dos sonhos em um lugar onde o dinheiro, sempre ele, comanda o futuro das pessoas. Exemplo disso é que, em uma cidade perto de Florianópolis uma jovem de 29 anos, formada em Farmácia, de boa índole, rosto agradável, com um filho de 4 anos, um marido também formado na mesma área, 31 anos, vendia, nos semáforos, coxinha de galinha para buscar a renda extra que não conseguem. Por quê?

Devido às diferenças que o país oferece a um jovem casal, iniciante na vida, estudados e com garantia de felicidade que a profissão que buscaram não ofereceu. Isto quer dizer que eles, se dedicaram anos indo à faculdade, chegando tarde para conseguirem um lugar profissional de respeito, mas as condições de uma nação desrespeitosa e insensível, devolveram os dois para a rua como se fossem ninguém.

Vendem em torno de 100 unidades por dia para um lucro de 20% disso para, somado, vencerem o mês. Pensaram em colocar uma farmácia de manipulação, mas não conseguem crédito em lugar nenhum. Vendendo coxinha eles vão conseguir o valor ideal para a realização de um sonho, ou seja, fazer o laboratório, em 30 anos. Ou seja, quando tiverem, ele mais de 60 e ela, quase isso, para começar a vida porque os bancos, do Brasil e da Caixa Econômica, não oferecem a estrada.

Então para que serve o BB e a CEF? Para que serve estudar, dedicar tempo, se apresentar para a vida ainda jovem, pensando o futuro se, o país que você acredita tanto não se esforça não te dá a orientação?

Felicidade, para eles, não existe. Estudaram para nada e, deste nada, fazem um dia de cada vez. Novos, cheios de vida, ele não tem alternativa porque, na turma de formandos dele, há dois anos, entraram no mercado 34 jovens como ele.

Farmácia tem em cada esquina. Por quê? Porque a sociedade é doente, sem vida, não tem saúde mental e física para tolerar uma resposta de felicidade que nunca chega. Vender coxinha é até interessante porque, às vezes, quando estão com fome, comem umas delas, diminuindo o ganho. Sensacional.


Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro