Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

Vereador quer corte de 50% do salário; Fake News é mais forte que TSE; Norte olha Chiodini federal e Mariani senador; Claudio Jacoski no Duas Perguntas

Por: LÊ NOTÍCIAS
26/04/2018 10:45 - Atualizado em 26/04/2018 14:43

Fake News e as eleições

A entrada do Deic no gabinete do deputado Valdir Cobalchini ganhou a solidariedade do deputado João Amin que, autor do Boletim de Ocorrência, quis saber a origem da matéria falsa onde o filho de Esperidião Amin criaria um projeto de lei que beneficiava os deputados a terem 15 dias de auxílio para a prática de esporte. Os agentes apreenderam o computador para identificar se, de fato, é dali a produção do material. O deputado do MDB, também, está curioso, falou na terça à noite com João que, se for confirmado, exonera imediatamente. Como a Secretaria da Segurança Pública é comandada pelos ulyssistas, a isenção para apurar o delito recebeu elogios do PP. Fake News é a democracia ameaçada colocando dúvidas para o grito das urnas em outubro.


De Florianópolis (SC).

O que representa este novo espaço Institucional para Chapecó e região?

Chapecó e região careciam de instalações com a infraestrutura que estamos oferecendo. Este novo espaço constitui-se em um moderno e adequado local para recebermos os melhores eventos e ser utilizado por toda a comunidade. O Salão Nobre possui uma área de quase 1.300m². A edificação atende normas de acessibilidade, com elevadores, rampas, corrimãos, piso e mapa tátil, identificações de ambientes, balcão de atendimento, entre outros. O espaço interno é climatizado, com sistema de conforto acústico e luminotécnico, possuindo cabine independente para operação de som, vídeo, iluminação, microfones, púlpito, dois camarins e salas de apoio com bilheteria e depósito. É equipado com sistema de vídeo para gravações e videoconferências. Possui 02 projetores multimídia que, em função unificada, projeta tela de 400 polegadas. Também é equipado com sistema de prevenção e combate a incêndios. Seu auditório é dotado de 490 poltronas e mais 10 locais preferenciais de acessibilidade para cadeirante, totalizando 500 lugares. O formato de auditório torna o espaço plural para a realização de atividades, adequado tanto para congressos, como para seminários, aulas magnas, conferências, solenidades e eventos culturais.

Este oferecimento melhora em que o mercado de eventos e negócios?

O espaço soma-se aos já existentes na cidade e região, e dá novas condições para quem realiza eventos. Cabe citar por exemplo, as atividades da Mercoagro, que serão neste ano realizadas neste espaço, além de diversos outros eventos já agendados, sejam da Unochapecó, sejam eventos educacionais e culturais da comunidade externa.


Então

Vereador de Xanxerê e ex-presidente daquela Casa, Wilson Martins, levantou um assunto que, se ganhar as outras 294 Câmaras do Estado, vai levantar um debate no mínimo desafiador em SC. Cortar 50% dos salários da Câmara e prefeitura.

Desafio

Para os nove vereadores de Xanxerê, com um presidente da Casa filiado no Partido dos Trabalhadores, a redução de cortar pela metade o salário dos prefeitos, secretários, comissionados em geral e dos edis, será o tema que ganha as ruas.

Medidas

Wilson Martins é do PSDB e oposição ao prefeito Avelino Menegolla (PSD), dentro do terreno eleitoral de Gelson Merisio. Neste caso, o vereador provoca o PT para dar o exemplo e dá sinuca-de-bico no presidente que terá que colocar em votação.

Argumentos

Diante de um país onde as instituições públicas navegam em revoltos mares de escândalos e cobranças da sociedade para eliminar mordomias e custas pagas pelo cidadão, Wilson Martins levanta um interesse que precisa ser aprovado.

Nada

A Fecam é uma grande instituição que, pesando zero em favor do cidadão, não dá eco às iniciativas de corte de despesas como esta de Xanxerê, mas bate à porta com o pires nos gabinete de Brasília e Florianópolis pedindo recursos.

Absurdo

Um secretário em Xanxerê, como sustenta o vereador tucano, é mais caro que o orçamento da pasta na prefeitura. Ele ganha 10 mil por mês e os recursos da secretaria são 20 mil ao ano. Ou seja, ganha 100 mil a mais que a área onde atua.

Moralização

A questão de cortar salários e diminuir comissionados, não vai ser pauta na Federação dos Municípios porque, em tese, lobo não come lobo. Não é somente os ganhos, mas as excelentes diárias, seja na Fecam e Uvesc, a cada 30 dias.

Cenário

O federal Mauro Mariani quer o Senado e no corpo partidário já há um chamamento nesta direção. O deputado estadual Carlos Chiodini quer Brasília em outubro e ambos acertados nesta direção. O MDB do Norte buscando grande.

Renovação

Assim como Carlos Chiodini articula sua ida para Brasília em 2019, Fernando Krelling, presidente da Câmara de Joinville, quer ir para a Alesc. Ele fez mais de 10.500 votos e quer canalizar isso para o projeto estadual. Está construindo.

Relação

Ligado a Udo Döhler, Fernando Krelling foi secretário de Esporte e gerou teia de relações em toda as regiões do Estado. Na benção do prefeito, quer a Assembleia. É o desafio que o chefe municipal tem para coroar sua liderança.

Expectativa

O PSD de Chapecó está esperando o desfecho em torno do deputado João Rodrigues para tomar o rumo. A tese de que ele será libertado para buscar a reeleição, está viva. Zé Caramori, por exemplo, não quer nem falar no assunto.

Aperto

Os chamados Embargos Declaratórios que podem trazer JR às urnas, asfixia a decisão e podem prejudicar no tempo para a reconstrução de outro nome se, negado, mantê-lo fora do pleito. Caramori, fiel, só entra no jogo depois do sim do deputado.




Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro