Close Menu

Busque por Palavra Chave

Direito em Foco | O valor do trabalho

Por: Gustavo de Miranda
02/05/2018 10:27 - Atualizado em 02/05/2018 16:41

Antes de mais nada, quero registrar a importância do trabalhador e a sua posição de um dos pilares da construção do país, das riquezas de uma nação, como a força movimentadora de toda atividade em comunidade.

O dia do trabalhador não pode ser só mais um feriado e um dia de folga, deve ser um lembrete da relevância da força do trabalho como o motor social que move a sociedade, que concretiza tudo que é idealizado, que dá sentido ao sentimento de utilidade que o ser humano tem desde que pôde conceber a natureza com a consciência, e não só com o instinto.

Nessa época de posicionamentos políticos divisores, maliciosa e estrategicamente divisores, que decompõem e classificam as pessoas em classes e meios sociais, é importante refletir e tentar enxergar a quem e a quê interessa dividir o próprio povo com o intuito de insuflar o conflito.

Há os que tem mais talento e se adaptam melhor para alguns serviços, outros a outros, todos diferentes, mas nenhum é menos importante que os demais, todo trabalho dignifica o homem.

Entretanto, havia o tempo em que a dignidade de um homem trabalhador era exaltada pela honra e pela honestidade, e agora o que temos? Pessoas mal instruídas que chamam salafrário de “esperto”, que acreditam que o sentido de honestidade é só pagar as contas, que ingenuidade.

Eu costumo dizer nas minhas lidas do Direito e em rodas de política que nenhum trabalhador quer ganhar o mesmo que o outro, ele quer ganhar o que acredita que merece e viver bem com isso. Talvez o maior desafio que enfrentamos seja encontrar esse caminho, num campo onde uns jamais vão ao chão da fábrica conhecer as dificuldades da produção e outros acham que só podem ser dispensados se tirarem sangue dos colegas – já ouvi isso nem uma nem duas vezes.

A verdade é que falta honestidade pra assumir que as condições a que um empresário administrador é submetido nesse país são onerosas demais, do mesmo modo que os custos de vida são altos pra quem precisa do salário e valorizá-lo é essencial pra mantença de famílias. Todos que trabalham arcam com seus custos e riscos, não há salvos nesse meio, por isso que a honestidade pra reconhecer as dificuldades uns dos outros seria o começo da revolução que muitos buscam.

Uma revolução que colocasse os valores do trabalho e de sua valorização como basilares da sociedade, valorizando e premiando os esforçados e interessados, os buscadores e qualificados, onde os desidiosos e desonestos não verão sucesso e nem se escorem.

É a isso que a valorização do trabalho vai levar, é só recomeçar a dar ao trabalho o valor e a honestidade que tinha há tempos atrás, mas se perdeu.


Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Campanha Santur
Rech Mobile
Alesc Facebook - Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro