Close Menu

Busque por Palavra Chave

ACESSO À INFORMAÇÃO

Cartilha apresenta direitos e orienta pacientes de câncer em Xaxim

Rede Feminina, Ministério Público e Celer Faculdades uniram-se para efetivar ação
Por: Janquieli Ceruti
22/11/2016 09:42
Cartilha pode ser retirada à tarde, na sede da Rede (Foto: Janquieli Ceruti/LÊ) Cartilha pode ser retirada à tarde, na sede da Rede (Foto: Janquieli Ceruti/LÊ)

Endereços úteis, serviços oferecidos pelo SUS, direitos, isenções, procedimentos cirúrgicos, entre outros assuntos que interessam aos pacientes de câncer, tudo está descrito na cartilha “Tenho câncer! Quais meus direitos?”. Desenvolvida pela Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) de Xaxim em parceria com a Celer Faculdades, a Cartilha foi impressa após destinação de verba pelo Ministério Público. Com os R$ 1.530 destinados à Rede, através do Fundo de Transações Penais – que é formado pelos valores depositados por autores de infrações de baixo potencial ofensivo que, em acordos firmados com o Ministério Público, optam pela imediata reparação do dano, sem processo judicial – foi possível elaborar e imprimir 500 cartilhas. As primeiras foram distribuídas em 19 de outubro, no Dia Internacional de Combate ao Câncer, em evento que aconteceu na Câmara de Vereadores. Além destas, outras estão disponíveis na Celer – aos pacientes que serão encaminhados pela Rede para assessoramento jurídico; e também há exemplares na sede da Rede, que podem ser retirados por pacientes ou familiares interessados.

A presidente da Rede, Maria da Glória Rigotti, expõe que, de acordo com o último levantamento feito no município, há 119 pacientes de câncer em Xaxim – sendo que 33% são mulheres com câncer de mama; e que o de câncer de colo de útero vem na 4ª posição. “Neste Outubro Rosa, realizamos palestras de prevenção ao HPV, que é o percursor de 90% dos casos de câncer de colo de útero. Percebemos que este tipo de câncer está acometendo mulheres mais jovens, justamente pela falta de uso de preservativo nas relações sexuais. Logo, se tornou urgente falar sobre isso. Também, apresentamos com ênfase a nossa Cartilha, que é um guia fácil e objetivo de onde e como buscar ajuda e por direitos. Esta foi, resumidamente, a nossa campanha, que contou com muitas palestras voltadas a diferentes públicos”.

Maria da Glória convida a comunidade a retirar a Cartilha, que está disponível na Rede. “Foram impressas 500 cartilhas, por isso estamos dando prioridade a pacientes com câncer e seus familiares, mas se alguém tiver interesse de buscar esta informação ou repassá-la a um grupo, no caso de um professor, por exemplo, nós entregaremos com satisfação. Ela foi feita para a nossa comunidade e queremos que chegue ao máximo possível de pessoas”.

FEITA COM CARINHO

A prevenção continua sendo a melhor forma de livrar-se do câncer. Conforme a presidente da Rede, “as pessoas não levam a prevenção a sério. Assim é em diabetes e hipertensão, pois acham que nunca vai acontecer com elas. É preciso prevenir e buscar ajuda assim que notar algo diferente”. Para que a comunidade não perca tempo à procura de ajuda em locais errados, a Rede desenvolveu a Cartilha, que é própria aos xaxinenses. “A Associação Brasileira de Portadores de Câncer (Amucc) e o Instituto Nacional de Câncer (Inca) possuem as próprias cartilhas, e nós queríamos uma que fosse pensada para as pessoas daqui, que as direcionasse. Algo que pudessem se apoiar. Não basta saber que tenho direitos, preciso saber onde buscar. Assim, no ano passado conversamos com a diretora pedagógica Anne Faé que disponibilizou, em parceria com os professores Marcelo Gembro e Rudinei Frese, todo o apoio para desenvolvermos o material”.

A iniciativa da Rede e da Celer foi apresentada ao Ministério Público, através de um projeto que foi também avaliado pela Assistência Social Forense. “Cada um ajudou um pouquinho e nós conseguimos. Como diz o slogan da última campanha, ‘Juntos Seremos Mais Fortes’ e alcançamos um dos objetivos: que é a confecção e impressão. Mas, falta a parte mais importante – que é fazer com que a Cartilha chegue até todos ou a maioria dos pacientes”.

O promotor de Justiça da 2ª Promotoria da Comarca de Xaxim, Diego Barbiero, reconhece a importância da ação conjunta entre Rede Feminina e Celer Faculdades. “Tudo o que vier para auxiliar e informar estes pacientes, de forma adequada e transparente, é bem-vindo por nós do Ministério Público. Este valor foi revertido em favor de toda a comunidade, e isso muito nos alegra”.

Anne Faé destaca que a parceria com a Rede nasceu, primeiramente, da amizade criada entre ela e Maria da Glória nos tantos trabalhos de voluntariado já compartilhados. “Ela nos procurou na Celer Faculdades para formularmos esta Cartilha e eu adotei a ideia. Acho necessária a explanação a respeito do tema, não só envolvendo o câncer de mama, mas de forma abrangente. Esta Cartilha é bem direta para todas as pessoas, portadores de câncer e comunidade em geral. Já montei outras cartilhas que, inclusive, já foram levadas para o exterior e congratuladas, o que se encaixou com a necessidade e o desejo da Rede. Ela informa sobre onde buscar auxílio tanto em Xaxim, quanto Xanxerê e Chapecó. Com a colaboração da Secretaria de Saúde, foi montado um fluxograma de porta de entrada para atendimento no SUS e acrescentado na Cartilha. A Maria teve a iniciativa e nós colaboramos com imenso prazer”.

Anne salientou também a disponibilidade de outros setores da Celer em contribuir com a Rede e os pacientes de câncer do município. “O Núcleo de Práticas Jurídicas, através do curso de Direito, está de prontidão para responder aos questionamentos como forma de esclarecimento para todos que nos procurarem; assim como a Clínica Escola, do curso de Psicologia, que está também à disposição da comunidade”.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Fiesc Setembro
Zagonel
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro