Close Menu

Busque por Palavra Chave

Esperidião Amin é possível; Lançamento da candidatura de Merisio; Progressistas reunidos na Capital; A força de Lanznaster; Gigante Buligon no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
14/05/2018 09:34 - Atualizado em 14/05/2018 17:53

Mário Lanznaster é o piloto e a solução da Aurora

Os tempos de dificuldade por que passa o agronegócio, atacado pela Operação Carne Fraca, vive sua recuperação pela sensibilidade da direção de frigoríficos como a Aurora que, quase com 50 anos, chegou às posições de respeito no mundo pela capacidade visionária de homens como Aury Bodanese, seu fundador, e na sucessão do empresário Mário Lanznaster. O cooperativista sabe como pilotar esta poderosa marca que leva SC a todos os continentes. Este momento em que ele tem o controle pleno da empresa, sabendo como falar, fazer e conduzir, está apenas em sua pessoa a responsabilidade de passar por esta maré ruim e levar a Aurora para o ponto de equilíbrio. A força do cooperativismo, incapaz de ser entendido pela esquerda, vai sair mais forte desta prova de direcionamento. Se não fosse em Lanznaster o timoneiro, provavelmente já teria sucumbido.


O Sr. será o anfitrião de todas as lideranças políticas e empresariais no lançamento da candidatura de Gelson Merisio. Qual a expectativa?

Entendo que tenho que ser o grande cabo eleitoral de Chapecó. Neste evento que será a grande largada eleitoral, é o momento de dar energia a candidatura do Merisio. Consolidar a partir daqui do Oeste para que contagie todos os catarinenses. A eleição Estadual de 2018 começa dia 26 de maio. Será um grande evento.

A Chapecoense comemora 45 anos. O clube viveu a destruição e reconstrução em tempo recorde. Esta é a principal marca?

A Associação Chapecoense de Futebol é mais que um time de futebol, é um sentimento, é a expressão de uma região que se vê representada pelo espírito de luta e, acima de tudo, de resiliência mostrado pelo último ano. O que fica é a capacidade de se reerguer a cada queda, calcada no espírito de união e cooperação. Hoje a Chape é o sinônimo de solidariedade e de amor. Devemos isso a Medellín e a sua gente, que para sempre serão nossos irmãos. Foi a partir de Medellín que recebemos a solidariedade de todo o Mundo. Precisamos através dos nossos atos devolver ao universo tudo que recebemos. Isso tudo é a Chape.


Valor

Esperidião não somente tem a bagagem para imprimir no eleitorado catarinense sua potencialidade de governar, mas é uma liderança constituída sem marcas de dúvida de sua lisura no trato com o que é público. Eleição sem Amin é fraude.

Articulado

Grife do mundo eleitoral catarinense, Esperidião não precisa de publicidade em torno de seu nome. Até mesmo na juventude, distante de conhecer sua história como deveria, sabe da existência de seu nome e potencial eleitoral.

Superioridade

Não é à toa que o nome do deputado federal está presidente no debate em todas as eleições. A fartura de votos, capacidade de raciocínio e simpatia, marca o nome de Esperidião Amin. É justamente isso que Júlio Garcia observa.

Chance

Para ultrapassar Gelson Merisio na curva principal antes da reta, Júlio Garcia utiliza-se do poder de força de Esperidião Amin para, inclusive, incentivar Jorge Bornhausen a abraçar a causa. É sua última estratégia.

Movimento

Alheio às frustrações de Júlio Garcia, a equipe liderada pelo deputado Gelson Merisio prepara uma grande festa de lançamento da sua candidatura no próximo dia 26. Não são apenas os 100 ônibus e 160 prefeitos presentes, mas a arrancada.

Impacto

Júlio Garcia sabe que a possibilidade do grupo de GM colocar entre 10 a 15 mil pessoas na Efapi é a unidade dos partidos, derrubando o termo ajuntamento que tira o navio encalhado no banco de areia. E assim, o PSD vai ter candidato.

Tese

Caso Gelson Merisio consolide sua força no dia 26, vai caber a Júlio Garcia recorrer à humildade de entendimento e ser, ele mesmo, o líder deste projeto. Como mesmo disse, não é demérito reconhecer o erro e tomar outra direção.

Direção

Está correta a tese de fortalecer o nome de Esperidião Amin ao governo. Júlio sabe que, apenas pelo fato de João Amin ter ido à missa de dona Dulce, foi um carinho do DNA de dona Ângela. Merisio ignorou esta solidariedade.

Atrativo

Percebendo que Paulo Bauer não tem sustentação nem mesmo no PSDB, Jorge Bornhausen pode se inclinar a Amin. Sabe que este é o segundo sonho de Marcos Vieira depois do MDB. Esperidião reconhece que comungando com JKB, agrega.

Poder

Eduardo Moreira também foi à missa de dona Dulce. Não teria motivos se não fosse de cunho eleitoral. A missa, embora a eucaristia demonstrada, teve conteúdo político. Não é possível separar Jorge Bornhausen da luz das urnas eletrônicas.

Ensaio

O encontro hoje do Progressista na sede do partido caminha na direção da construção do nome de Esperidião ao governo. Com Silvio Dreveck no comando da reunião, Amin tem nele uma espécie de Júlio Garcia no partido. Menos ardiloso.

ACI

A Casa do jornalista realiza em conjunto com a Fecam, o Pautas e Panelas, assinada pelos Chefs Marcelo Passamai e Marco Aurélio na véspera do feriado. É Ademir Arnon, presidente da entidade, oferecendo sua competência a favor de SC.



Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro