Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

INTEGRAÇÃO

Haitiano desenvolve método de ensino de idiomas para imigrantes em Xaxim

Welvens desenvolveu uma apostila de idiomas que facilita a aprendizagem dos imigrantes haitianos (Foto: Acervo Pessoal) Welvens desenvolveu uma apostila de idiomas que facilita a aprendizagem dos imigrantes haitianos (Foto: Acervo Pessoal)

Por Vitória Schettini

Após o terremoto que devastou o Haiti, em 12 de janeiro de 2010, milhares de haitianos tiveram de deixar seu país, em busca de melhores oportunidades de vida e de trabalho para suas famílias. Um dos principais destinos foi o Brasil, que acolheu os imigrantes e ofereceu melhores chances de vida. Nesse sentido, Xaxim também recebeu os haitianos, além de senegaleses, que passaram a viver na cidade.

Um dos principais obstáculos encontrados quando desembarcam no Brasil é a diferença enorme entre o português e o crioulo, idioma do Haiti, que dificulta a adaptação e o convívio no País. Com o intuito de ajudar os seus companheiros imigrantes e tornar a adaptação no Brasil mais fácil, o haitiano Welvens Charlisma desenvolveu um método de ensino de idiomas, uma apostila adaptada para esses imigrantes.

Em entrevista ao LÊ NOTÍCIAS, ele conta sobre a escola de idiomas que criou com o auxílio de duas amigas, para ajudar os imigrantes que estão em Xaxim. “Eu vim do Haiti e estou há mais de dois anos no Brasil, e há cerca de um ano, desenvolvi essas apostilas, a fim de ajudar os haitianos que queriam aprender o português. Sou professor de idiomas desde que morava lá e esse meu trabalho virou uma grande paixão na minha vida”, relata.

De acordo com Welvens, apesar de ter mudado de país, o gosto de ensinar idiomas não o abandonou e quando chegou ao Brasil, começou a trabalhar na Rafitec. “Muitas vezes, eu trabalhava como tradutor (inglês - português) lá na empresa e isso chamou a atenção de alguns funcionários que gostariam de aprender o idioma. Eu passei a dar aulas particulares de inglês e isso caiu nos ouvidos de outros haitianos, de que eu falava muito bem o português e assim, muitos começaram a me procurar para receber aulas de português”, salienta.

Com o aumento da demanda, surgiu a ideia de montar uma escola para ensinar os alunos de forma mais profissional. Nesse sentido, Welvens fez uma apostila de crioulo, português e francês para ajudar os imigrantes que queriam aprender português e para os xaxinenses, que gostariam de aprender crioulo e francês.

“Após um tempo, tive de pedir ajuda de uma amiga de São Paulo, chamada Renata Dantas, que dá aulas de português. Ela veio morar em Xaxim para ajudar os haitianos de forma voluntária e ela continua ajudando na escola dando aulas de português. A Michele Tavares também nos auxilia, no entanto, mais na parte administrativa. Ambas falam crioulo e isso facilita o aprendizado dos alunos, nos diferenciando das demais escolas de idiomas do município e região”, conta ao LÊ NOTÍCIAS.

Atualmente, a escola funciona na casa dele, localizada na rua Segismundo Nardi, 133, no bairro Alvorada, com aulas nos finais de semana. As aulas são voltadas à conversação e situações do dia a dia como trabalho, escola e conversas cotidianas no comércio, com o objetivo de que em três meses, o estudante já consiga conversar no idioma que está aprendendo.

De acordo com Welvens, a escola funciona com duas turmas e há um planejamento para expansão e melhorias na infraestrutura. As apostilas custam apenas R$ 50,00 e está disponível em português, crioulo, francês e inglês. “Os alunos que compraram já se comunicam bem em português. Há outros, que mesmo estando no Brasil há três ou quatro meses, já conseguem se comunicar e até mesmo arrumaram um emprego pelo bom desenvolvimento no idioma. Eu me sinto orgulhoso em ajudar haitianos como eu a aprenderem o idioma, e terem uma vida digna aqui no Brasil”, finaliza Welvens.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro