Close Menu

Busque por Palavra Chave

Udo Döhler nunca foi MDB; Temer quer reeleição de Pinho; Parisotto e Jorginho acertam; Os 50 anos da Casa do Jornalista; Valmir Comin no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
16/05/2018 09:42 - Atualizado em 16/05/2018 09:56

Casa do Jornalista será homenageada na Alesc

Deputado Marcos Vieira é autor da proposta de Sessão Especial em homenagem aos 50 anos da Casa do Jornalista, que acontece dia 05 de junho, na Assembleia Legislativa. Justa lembrança do parlamentar tucano que reconhece o valor da democracia, da liberdade de imprensa e do respeito profissional. O presidente Ademir Arnon (foto) e todo o corpo diretivo, além de membros antigos da instituição, se farão presente à comemoração. Cercada de um trabalho responsável e grande atenção aos associados, o aniversário de cinco décadas dá dimensão do seu valor e necessidade na história econômica, política e cultural que o evento vai reconhecer. Não é uma data apenas, mas a demonstração de organização e plena dedicação às causas da profissão que narra, com fidelidade, a história que o mundo constrói. O prestígio que a Alesc oferece dá luz à brilhante trajetória de muitas mãos oferecidas pelos seus melhores e bons quadros.


Qual o maior desafio que o Sr. observa para a reeleição nestes tempos de falta de fé na classe política?

Acredito que um dos maiores desafios será chegar na casa do maior número de eleitores a informação do meu trabalho prestado ao longo desse período na vida pública, ao qual me credencia ao próximo mandato.

A reunião do Progressistas na segunda-feira consolidou qual linha para a retomada do poder estadual nestas eleições?

Tirar o Partido Progressista do isolamento foi a maior conquista, como consequência, ratificamos o compromisso pactuado perante a convenção em agosto passado. Um arco de aliança com o PSD e outros partidos que nos permita, depois de 16 anos, voltar ao Governo do Estado.


Atrasado

Prefeito Udo Döhler está insensível aos apelos dos joinvilenses em duas situações que a prefeitura ignora. A abertura dos boxes de peixe e carnes aos domingos. E pior que isso, grande parte destes não estão licitados. Por ser a maior cidade de SC, não justifica.

Também

O sistema rotativo, uma utilidade pública dos grandes centros, não tem em Joinville. A terceira maior cidade do Sul, fora das capitais, está perdendo para Xaxim, no interior do Estado. O comércio inteiro prejudicado pela administração.

Suspeito

Quando Eduardo Moreira e Mauro Mariani sufocaram as intenções de Udo Döhler, na majoritária de 2018, agiram certo. O prefeito de Joinville, embora sua fidelidade a LHS, nunca foi ulyssista. Sua roupa política sempre foi na linha da antiga Arena.

Identificação

Mais que estar fora do pleito, o prefeito de Joinville tem cordão umbilical com Esperidião Amin e Gelson Merisio. E, se de fato apoiar a candidatura de um deles ao governo, não assusta. Sua carteira ideológica nunca foi do Manda Brasa.

Animado

Eduardo Pinho Moreira tricota com Michel Temer em várias pautas de interesse para SC com conversão eleitoral. Dois fatos iluminam o governador. A inclinação empresarial à MP 220 e Mauro Mariani ter votado a favor da investigação do presidente.

Fortalecido

Ao saber da falação de Mário Lanznaster de que seu nome tem grandiosas chances de ser reeleito em outubro, empresário de peso e liderança econômica em SC, o governador do MDB entendeu que, pelas ações feitas, está no caminho certo.

Veredicto

O setor de inteligência de Eduardo Moreira, que está construindo sua reeleição, dentro e fora do governo, entendeu que a liderança de Gelson Merisio foi, isoladamente, a responsável em tirar o fôlego das empresas na Alesc.

Ele

Liderando os deputados para derrubar a MP 220, justamente sendo um nome com força reconhecida, estrutura e partidos para disputar o pleito, teria que ser, ele mesmo, Gelson Merisio, o líder para que o projeto fosse aprovado.

Política

Gelson Merisio vai enfrentar, já dentro no processo eleitoral, vários questionamentos do setor econômico por ter derrubado a Medida Provisória que lhes beneficiaria. Eduardo Moreira capitaliza porque entende que o deputado não teria argumento.

Sinuca

Mauro Mariani está fora da proporcional. Em seu lugar entrou Carlos Chiodini que já tem agenda de construção rumo a Brasília em todo Estado. Se quer a majoritária, o deputado federal sabe que, se o PSDB somar em duas vagas, só a cabeça de chapa.

Espaço

O presidente do MDB quer que Eduardo Moreira abrace sua candidatura ao governo no verbo do bigode. Por isso que, se o governador firmar o pé e atrair os partidos parceiros para o desafio, sobra-lhe a Alesc ou derrubar Chiodini.

Retorno

O ex-governador Paulo Afonso quer o congestionado espaço de senador do MDB. Depois que saiu do governo, seus passos sempre foram nesta direção que a Tríplice Aliança de LHS sempre ignorou. Municipalista, é sua bandeira junto aos prefeitos.

Ajustamento

Os presidentes do PSC e PR, deputados estadual e federal, Narcizo Parisotto e Jorginho Mello, sentaram para conversar para desenhar o futuro de SC e o projeto político do evangélico rumo à disputa pelo Senado. A conversa e o entendimento entre eles foram quentes.




Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro