Close Menu

Busque por Palavra Chave

Prévias entre Pinho e Mariani; Entendimentos entre PP e PSDB; Amin, Bauer e JKB; O novo no Senado; César Souza Filho no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
23/05/2018 09:55 - Atualizado em 23/05/2018 09:59

Cadê a pesquisa dos estreantes ao Senado?

Os nomes de Paulo Bauer, Esperidião Amin, Raimundo Colombo, Mauro Mariani, Jorginho Mello, Narcizo Parisotto, Lucas do PSL, Napoleão Bernardes e Valdir Colatto, ainda não foram avaliados para ganhar, como deveria, o debate das ruas. O eleitor, cansado de ter sempre os mesmos, impulsiona aos novatos, sem nunca terem passado por Brasília, a entrar forte na apreciação. Não é possível levar em consideração que quadros com nome forte e sem riscos judiciais, estreantes neste espaço majoritário, tenham mais apreciação que os veteranos. O cidadão das eleições de 2018 quer tirar os velhos nomes e apostar em novidades. Bauer, Amin e Colombo sabem disso.


De Florianópolis (SC)

Sua presença como prefeito da Capital melhorou o que na vida dos cidadãos?

Como prefeito, levamos a capital ao primeiro lugar no Brasil em Saúde e Educação. Viabilizamos o primeiro financiamento internacional de um município brasileiro: o BiD Educação, que garantiu mais de R$ 100 milhões para a qualificação da nossa educação. Transformamos o nosso mercado público, que estava prestes a ser fechado, no melhor do Brasil, dentre tantas outras obras e ações. Mas a conquista que mais nos orgulha, é a de melhor cidade do Brasil para criar os filhos, concedido por organismos internacionais.

Sua busca a deputado federal em outubro é resultado de qual trabalho em favor de SC?

Como deputado estadual fui autor da Lei da Ficha Limpa Estadual, exemplo para dezenas de outras no país. Também fui autor da lei que ampliou direitos de transporte para idosos carentes. Na mesma linha, impedimos a venda de uma área nobre do Estado e viabilizamos sua transformação num belíssimo Jardim Botânico. Ou seja, buscaremos levar a Brasília dinamismo na defesa dos interesses do nosso Estado que, aliada a nossa experiência de prefeito, aproximará nossa atuação em defesa dos municípios.


Prévias

A disputa de bastidores do presidente do MDB com o governador Eduardo Moreira vai se desenhando internamente no partido para saber, qual deles, é o nome para outubro. A conversa a sós para enterrar a disputa, é outra.

Ferramenta

A chamada prévia, asfixiada no início de março, serviu exclusivamente para tirar Udo Döhler da disputa. Ela, agora, volta forte para, se necessário, ocorrer na metade de junho, tempo suficiente para dar fôlego ao MDB construir coligação.

Erro

Os ulyssistas sabem que, se deixar para escolher o nome para o dia da convenção, o partido fica isolado e faz o jogo da oposição. Neste caso, os quadros querem que Eduardo Moreira assuma o posto ou desocupe as intenções.

Veredito

Mauro Mariani correu vários municípios na semana passada e já constrói entendimento com PMN, PRTB, PTC e 60 diretórios para casar intenções. E tem conversado com João Kleinübing para construção. O PR de Jorginho Mello sinaliza.

Posicionamento

A demora de Pinho Moreira, em tirar suas dúvidas para outubro, tem deixado o partido incomodado. Entendem que a indefinição coloca em xeque o tempo de costura e prejudica, no paralelo, o presidente do MDB que quer o desafio.

Silêncio

A informação de Udo apoiar o nome de fora do MDB não estranhou. A questão do prefeito de Joinville é com o governador, que ele entendeu ser o responsável por demover sua liderança da disputa ao sufocar as prévias. Mexe-se no silêncio.

Preliminares

A conversa entre Esperidião Amin, Paulo Bauer e Jorge Bornhausen, ocorreu no último domingo, quando o ex-presidente Nacional do PFL foi se inteirar das movimentações em SC. JKB vai apenas se inclinar em consultas. Isso, por si, mexe.

Amanhã

Ao atrair Amin e Bauer para café, JKB inicia seus primeiros passos em direção a outubro. Palavra forte e com luz eleitoral, Bornhausen vai ocupando o que nunca deixou vago. O encontro alimentou em Esperidião o sonho de 98.

Chapa

Paulo Bauer está combalido dos ataques vividos pelas denúncias e, sensibilizado, não quer colocar água no ninho. Sentar à mesa com Bornhausen e Amin é um passo importante do tucano para sair de cena e produzir novo cenário.

Eles

Esperidião e Paulo Bauer, chapa que venceu o MDB de Paulo Afonso, poderia se repetir dentro de uma costura de JKB no silêncio buliçoso de Júlio Garcia. A tentativa é esvaziar o Progressistas de Gelson Merisio e fortalecer Colombo.

Sapo

Para engolir esta tese, JKB movimenta-se para mostrar sua força e atrair o desafeto Esperidião Amin para o desafio das urnas. O deputado federal e o senador tucano precisavam deste ingrediente para criar um fato novo com resultados fortes.

Leitura

A ida de Esperidião ao lançamento de Gelson Merisio passaria, agora, a cumprir ajustes. Se ambos disseram que vão levar o argumento das pesquisas para definirem o nome, JKB foi, agora, o impulso. Amin seria, com Bauer, campanha barata.



Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Campanha Santur
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro