Close Menu

Busque por Palavra Chave

Colombo volta ao PSD; PSDB e PP buscam alternativa; Silvio Dreveck mantém-se, Moacir Pereira lança livro; César Valduga no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
24/05/2018 10:03 - Atualizado em 24/05/2018 10:06

Vida e obra de Rodrigo de Haro retratadas em novo livro

Está marcado para o dia 29 de maio, às 19h, no Museu de Arte de Santa Catarina, no Centro Integrado de Cultura, o lançamento do livro “Rodrigo de Haro, um poeta humanista”, de autoria do jornalista Moacir Pereira. O artista Rodrigo de Haro é um dos maiores intelectuais de Santa Catarina. Dedicou toda sua vida à produção artística, literária e cultural do Estado e do Brasil. Tem milhares de pinturas e desenhos sobre os mais diferentes temas, adquiridos por personalidades estaduais, nacionais e internacionais nos últimos 60 anos. O livro contém o resultado de dezenas de horas de entrevistas com Rodrigo de Haro nos últimos 10 anos. Traz uma retrospectiva de sua rica produção cultural, as inovações de suas obras imortalizadas em mosaicos, os filmes preferidos, os livros de maior sucesso editorial e de crítica. Uma entrevista com o médico oncologista Marcelo Collaço Paulo, que possui o maior acervo de suas obras, traz informações preciosas sobre o artista. O prefácio é do escritor, historiador e crítico de cinema Gilberto Gerlach, há décadas amigo de Rodrigo de Haro. A obra tem o selo da Editora Dois Por Quadro, do jornalista Valmor Fritsche. Este é, impressionantemente, o 50° livro do jornalista Moacir Pereira. Imperdível.


De Florianópolis (SC)

Qual é o projeto político do PCdoB para outubro?

Projeto do PCdoB sempre será, em primeiro lugar, defender os interesses de Santa Catarina em fortalecer a cidadania de nossa gente. Temos que estar no lado das pessoas de bem, entender suas angústias e desafios. A vida está cada vez mais cara e cheia de desafios com a casa, a família, o trabalho, os valores. Não é apenas ser um membro de partido, mas intensificar nossas bandeiras de respeito e inclusão social. A representatividade é importante porque não se constrói estes alcances no estalar dos dedos ou de um mandato, mas é uma luta constante. Vencer medos de insegurança e buscar altitudes de uma educação de excelência. O PCdoB tem a missão de manter a cadeira na Alesc e eleição da deputada federal Angela Albino.

Seu mandato construiu o que ao cidadão nestes quatro anos?

Foram mais de 2 mil ações efetivas realizadas em todo o Estado em diversas frentes de atuação e sensibilidade em favor das pessoas. Em especial nas propostas relacionadas ao desenvolvimento econômico e social da nossa gente. Fortalecer a empresa para garantir a produção, o emprego e crescimento da qualidade de vida. Dura defesa por mais qualidade nos serviços públicos, ações específicas para fortalecer a nossa agricultura e evitar a saída da juventude da sua família e vir para a cidade perder raízes e qualidade de vida. Lutamos pelo Aeroporto de Chapecó para ganhar ampliação, Hospital Regional, também por instituição de ensino, pelo Radar Meteorológico que evita tantas desgraças, melhorias em infraestrutura e investimentos na revitalização de muitas escolas e estradas do Estado. São muitas ações. A que nos dá vontade de seguir em frente é aquela que mantém nossa ética, transparência e dignidade com nossa gente. Temos o nome limpo e podemos olhar no rosto de todas as pessoas sem medo ou vergonha. Vamos buscar na nossa gente um novo mandato porque temos o que falar o que somos e o que podemos fazer mais.


Alvoroço
A coligação liderada pelo deputado Gelson Merisio está completamente focada para mostrar força neste sábado. Quer encher um pavilhão de 5 mil pessoas com impressão do dobro. Na verdade uma mexida na emoção dos incrédulos.

Aposta
Aqueles que trabalham na contramão, subliminar, de esvaziar o movimento de sábado, constroem a dúvida. Utilizam-se da distância cansativa, greve dos caminhoneiros, leia-se falta de combustíveis e, de quebra, chuva para mostrar a verdade.

Tomé
Aos duvidosos resta, in loco, zerar ou afirmar o óbvio. A imprensa estadual vai estar presente e, colocando fermento, vencido ou na validade, dar os números no dia seguinte. A importância dos contrários, uniformizados de iguais, é fundamental.


A ocupação dos hotéis em Chapecó começou. Longe de ser apenas um evento político, o turismo da região encanta. Os atrativos são muitos, inclusive. Além do estádio da Chapecoense, a noite será, entre outras imaginações, viver.

Não
Júlio Garcia não vai ao evento por questões conhecidas. Vai filiar quadros para justificar sua ausência e produzir outubro para si e Ricardo Guidi, em meio a esta divisão. O ex-conselheiro, um legítimo discípulo de Tomé, mantém a dúvida.

Sim
Ao contrário, o ex-governador Colombo vai marcar presença porque, com os olhos curados, pode ir ao evento. Raimundo não teria como faltar por ínfima uma enfermidade. É seu melhor momento para redimir dos pecados ulyssistas.

Retorno
Colombo vai ao evento para cerrar fileiras, lugar onde, em fevereiro, teria ausentado-se. Foi neste gesto de carinho antecipado ao adversário que saiu da sala de conforto para ao de dúvida. Sua volta é, em tese, mais para si que a Gelson Merisio.

Ele
Preenchido por gás nobre, Esperidião Amin subiu. As conversações em torno de seu nome para construir sua ida à majoritária, não é apenas uma possibilidade, mas a salvaguarda de Colombo ao Senado, tirando Bauer da fritura pública.

Cena
Ao levar calvário acima os pesos do Hypermarcas e do Afundam, Esperidião Amin seria o salvador nesta gólgota eleitoral. Tudo que Dário Berger, centurião, precisa para se motivar. Paródia à parte, vale pelo raciocínio. 2002 e 2008 que o diga.

Fora
João Amin não vai estar presente pelo DNA. Não justificaria, observando-se no evento, aplaudindo quem ele, sem entender, vê cinco maior que 30. Sabe que esta aritmética é mais que a sábia matemática. Complica porque é preciso.

Caleidoscópio
O deputado progressista mexe para ele mesmo e se encanta no desenho que cria. Sabe que vai virando, que as cores vão fazendo-o feliz, mas no final, vai guardar. Esperidião é nome, mas o partido quer GM.

Controle
Marcos Vieira é a altura que o PSDB demonstra. E tem, em qualquer região de SC, o prestígio merecido. Sua presença na majoritária é a salvação que o partido precisa na agonia de Paulo Bauer.

Exemplo
Silvio Dreveck é discrição plena. Não é fácil ser presidente do Progressistas com a estrela inigualável de Esperidião Amin e manter-se na vice-presidência da Mesa no tratamento de Aldo Schneider. Na ideal grandeza e simplicidade.



Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro