Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

Greve ganha o país; Mudança de data prejudica Merisio; Nova pode ocorrer na quarta

Por: Marcos Schettini
27/05/2018 23:00 - Atualizado em 27/05/2018 23:00

O tempo corrige os erros para qual lado?

O processo político, capaz de juntar quadros diferentes para tirar o dividendo necessário, agora beneficia a oposição a Merisio. O presidente do PSD corre contra o tempo para lançar sua pré-candidatura ao governo e, se a greve dos caminhoneiros se estender, a data do dia 02, igualmente, terá que ser transferida, ampliando a força contrária ao projeto de seu grupo liderado. Bem ao contrário de seus desafetos que, beneficiados pela paralização, ganharam tempo para sufocar as mexidas. Sete dias é um período longo demais para quem quer mudar o cenário a seu favor. Se estava bom, agora é que começa as trapaças para enfraquecer suas intenções. O tempo joga contra. Aos que não querem sua disputa liderando a majoritária, o atual momento é excelente. Quem vai perder com isso, não se tem total certeza. O presidente do PSD é reconhecido como um quadro com raciocínio suficiente para sair melhor do que o cenário atual. O próximo sábado é uma data com consequências políticas definidas. Para os comuns que não conseguem enxergar a dialética de tudo, só precisa de mais uns dias para saber. Por enquanto quem está ganhando, mesmo, são os caminhoneiros.


Final

A situação que foi gerada pela paralisação dos caminhoneiros esta semana, levanta a tese de que, se todas as categorias mostrarem indignação e força, o Brasil muda. A questão é se para melhor ou pior. Depois dos caminhoneiros, mudou tudo.

Fratura

Tratados com desrespeito, insensibilidade e plena falta de infraestrutura nas estradas, os caminhoneiros estão oferecendo um grande serviço ao país porque expôs, como se sabia, a fragilidade que o Estado tentou esconder.

Acabou

Este governo nunca foi legítimo. Nem a antecessora, muito menos quem a sucedeu. Temer é um político cansado e antigo. Não tem nada que sustente sua existência. Não tem intimidade com o país e, tudo o que fizer, mesmo acertando, é errado.

Mais

À medida que foi mantido no cargo por uma casta que a sociedade avalia como podre, Temer tornou-se insepulto já como vice. Os simples caminhoneiros, quem diria, foram capazes desnudar o que professores e intelectuais não conseguiram.

Perdido

Pedro Parente é um político presente em grandes posições de Estado, à exceção do PT, desde FHC. Ele transita nos mais importantes setores de comando do país. Se antes nunca mostrara-se sucesso por onde passa, revelou-se.

Nada

Os motoristas, agora mostrando força e organização, foram capazes de dar um passo grandioso e, neste gesto, mostrar à Nação que o país está, de fato, perdido e sem noção de curto prazo. Temer acabou completamente com o que restava.

Tese

Agora, conhecendo a força que tem, os empresários do ramo dos transportes estão, de modo subliminar, assinando o pandemônio. Se a PF soube somente agora, eles já sabem há anos, quando pagam o desgoverno via impostos.

Apoio

Gasolina ao preço da loucura foi o pior pesadelo que o governo construiu. Esta greve vai trazer os resultados paralelos aos combustíveis. Tudo está destruído no Brasil. Se o movimento continuar, a Nação que vai sair deste episódio é a união.

Oportunidade

Gelson Merisio não lançou sua pré-candidatura e isso implica em muitas coisas. Uma delas de que dá tempo para seus adversários se reorganizarem e desenharem um rumo que sufoque suas iniciativas. Neste caso, Amin, Bauer e Colombo.

Também

Já que Júlio Garcia não iria a Chapecó porque tinha grande movimento partidário a ser feito no Sul, lugar em que a concentração não implicava combustíveis, sua fuga presencial na nova data implica nova iniciativa. A primeira deu certo.




Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro