Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Agora vai melhorar

Por: Celso Zamarchi Cenci
23/11/2016 14:25

Uma semana e pouco atrás teve eleição presidencial nos Estados Unidos. Os candidatos com chance de vencer, como todos sabem, eram Hillary Clinton, do Partido Democrata, e Donald Trump, do Partido Republicano. No fim das contas o Trump ganhou, felizmente.

Lá eles estavam um pouco melhores de opção do que nós estávamos em 2014. Nós tínhamos que escolher entre a Dilma, uma ex-terrorista que não sabe nem falar direito, e o Aécio, um que teve os escândalos do aeroporto pra família e do helicóptero com cocaína. Lá eles tinham que escolher entre uma esquerdista hipócrita e ditadora em potencial, com o perdão do excessivo pleonasmo, e um bilionário bem sucedido com planos de governo pra levar os Estados Unidos ao rumo correto.

O Trump tem propostas de: deportar os imigrantes ILEGAIS e completar o muro que o Bill Clinton fez em parte da fronteira com o México, além de barrar a entrada de muçulmanos para evitar mais casos de terrorismo; parar com as frescuras de desarmamento, pois é mais fácil uma pessoa armada se proteger que uma desarmada; manter a proibição do aborto, exceto em casos de a gravidez ser fruto de estupro; reduzir os impostos pagos tanto pelos ricos quanto pelos pobres, que têm um padrão de vida melhor que os pobres daqui; cortar gastos, e parar de mandar tanto dinheiro a países aliados.

Se for analisar, não é nada de assombroso. Não precisa fechar totalmente as fronteiras, mas também não dá pra deixar qualquer um entrar sem mesmo estar legalizado. Depois, o desarmamento não funciona. Claro que não se deve dar armas pra qualquer um, mas tendo atestado de sanidade mental devidamente expedido por um psiquiatra, não haveria problema. E não se deve liberar geral o aborto. Se a gravidez é resultado de um estupro, por exemplo, beleza, mas se for resultado de sexo consentido sem proteção, a pessoa que arque com as consequências. Quanto à redução de impostos, tem que baixar mesmo. Chega numa hora que certos setores ficam inviáveis pelo excesso de imposto e burocracia. E todos os governos devem cortar gastos. Pena que o brasileiro está tentando controlar os gastos de maneira errada. E tem o fato de que o que se arrecada de imposto num país deve ficar no dito país. Não tem nada que mandar dinheiro pra outros países. A Dilma e o Lula mandaram bilhões pra Cuba, Venezuela, Bolívia e outros países socialistas. O resultado tá aí na crise dos cofres públicos. Claro que a roubalheira e o mau investimento colaboraram bastante, mas junta uma coisa com a outra e o bolo cresce. A Hillary pretendia o contrário. Enfim, dos males o menor.


Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro