Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

“Congresso na Celer trará reflexões para uma sociedade melhor”, afirma Anderson

Por: LÊ NOTÍCIAS
23/11/2016 14:48 - Atualizado em 23/11/2016 14:49
Professor Anderson Tedesco destacou ao repórter Felipe Giachini a importância do Congresso para toda a comunidade xaxinense e de outras regiões do Estado  (Foto: Janquieli Ceruti/LÊ) Professor Anderson Tedesco destacou ao repórter Felipe Giachini a importância do Congresso para toda a comunidade xaxinense e de outras regiões do Estado (Foto: Janquieli Ceruti/LÊ)

Anderson Luiz Tedesco é professor, pesquisador e coordenador de Pesquisa da Celer Faculdades, em Xaxim. A formação do professor, que concluiu o mestrado e está prestes a concluir o doutorado, é voltada à área da Filosofia, assim como os temas de abordagem e pesquisa, que estão intimamente relacionados à ética, bioética e aspectos gerais da sociedade contemporânea. Ele, que é natural de Jaborá, mora há três anos em Xaxim com esposa e filha. Professor universitário há seis anos, Anderson também já atuou na educação básica. Constante estudioso, além da sala de aula – como aluno e também professor, ele também está envolvido com outras ações dentro da Celer Faculdades. Nesta semana, ele coordena o Iº Congresso Regional de Direitos Humanos: Educação, Ambiente e Saúde, que começa amanhã (24) e segue até sábado (26), nas dependências da instituição de ensino.


LÊ NOTÍCIAS: Como foi programado o Congresso? O que os participantes podem esperar dele?

Anderson Tedesco: A proposta do Congresso foi criada muito em função da própria institucionalização da coordenação de Pesquisa na Celer Faculdades, que tem por objetivo construir um espaço para iniciação científica aos acadêmicos da instituição. Neste sentido, se pensou em, além de criar este espaço para a pesquisa, a possibilidade de articular com eventos científicos. Os espaços nós fomos criando, haja vista a própria estruturação de uma revista online, a Revista Conversatio. Além desta ferramenta, pensamos em eventos científicos e este é o nosso primeiro. Ele tem esta função de ser um espaço para o diálogo, tanto é que nós relacionamos os palestrantes que virão para o evento e que são de outras instituições de ensino. A expectativa deve ser de um convite à reflexão das escolhas que fazemos enquanto seres humanos e enquanto profissionais. Em que medida sou responsável pela minha própria ação? No que diz respeito a direitos humanos, educação, questões ambientais e da saúde.

LÊ: O Congresso é aberto à comunidade em geral? Onde as inscrições podem ser feitas?

Anderson: Organizamos para que possa ser desfrutado por nossos acadêmicos, dos nossos 11 cursos, e comunidade externa. O tema é algo extremamente atual e imprescindível, em que uma instituição de ensino superior se sente chamada a ser responsável em discutir estas questões da temática do Congresso. Ele também assume um caráter de formação continuada aos nossos professores de outras esferas. As inscrições podem ser feitas no site da Celer Faculdades, no link do Congresso, no valor de R$ 10 para o público interno, e de R$ 30 para o público externo, podendo ser efetuado o pagamento em nossa tesouraria ou no dia do evento com a equipe de credenciamento. Vale lembrar que as inscrições seguem até amanhã (24) e que congressistas terão certificado de 20h. Além disto, este evento fornecerá certificado aos congressistas que enviaram trabalhos, que serão apresentados na tarde desta sexta-feira, a partir das 16h.

LÊ: Como foi feita a escolha dos palestrantes? O que eles poderão agregar à bagagem dos inscritos?

Anderson: A Celer Faculdades, nesta mudança de marca e neste espírito de transformação, está também se pluralizando, à medida que busca ter este diálogo com outras instituições. Pensando em pesquisa e produção científica, fizemos a escolha de professores que estão vinculados a programas de mestrado ou de doutorado. A escolha foi feita já na perspectiva de formação acadêmica continuada para ampliar o campo de visão de nossos estudantes. Além disso, os palestrantes são conhecidos e renomados pelos estudos e pesquisas que desenvolvem dentro de suas áreas de interesse.

LÊ: Qual a importância das temáticas e o ganho para Xaxim em sediá-lo?

Anderson: É um tema de extrema atualidade. Se pensarmos por uma ótica global, todas as questões que dizem respeito à migração, a guerras civis, entre outros, carecem de uma reflexão mais apurada na ótica de direitos humanos. O espaço do ser humano no planeta Terra, por exemplo, como está acontecendo? Como estão os processos de convivência, de relação social? E, sobretudo, como está sendo pensada a própria responsabilidade de nós, indivíduos, com questões que dizem respeito à educação, ambiente e saúde para cada cidadão? Xaxim sai na frente por dar espaço a pautas como estas.

LÊ: A Celer Faculdades tem tradição em grandes eventos voltados não só aos acadêmicos, mas à comunidade em geral. Isto deve ser motivo a mais de valorização por parte da comunidade?

Anderson: É um evento que busca ser para além das salas de aula; para além daquilo que se faz dentro da nossa instituição. Ele tem como propósito ser regional. É uma discussão ímpar para Xaxim. Não sei em que momento houve, aqui em Xaxim, proposta de um evento que vinculasse outras instituições com pesquisadores renomados que pudessem vir e apresentar os seus estudos e reflexões sobre este tema tão importante que é os direitos humanos. Em uma época que é considerada líquida, em que se classifica pela fragmentação dos valores, existe a necessidade urgente de refletirmos quais serão os caminhos da sociedade. Todos somos responsáveis, perante as nossas escolhas, dentro desta proposta dos temas do Congresso, a dar uma resposta sobre o que podemos fazer para construir um mundo melhor. O Congresso trará reflexões para uma sociedade melhor. Xaxim só tem a ganhar participando deste evento.

Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro