Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma
Peste Suína Setembro
Beira-Mar Casan

Amin ganha altura; Progressistas divididos; Merisio deve ir ao lançamento; Júlio Garcia assina Amin; Milton Hobus no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
21/06/2018 11:27 - Atualizado em 21/06/2018 11:42

Defensoria Pública de SC faz muito com pouco

A assistência jurídica tem grande importância social que, atendendo a quem não tem condições de pagar um advogado, dá voz defensiva aos humildes que estão no cinturão de miséria. O trabalho deixado por Ralf Zimmer Júnior (foto) aos cuidados de Edson Schimitt é o de garantir a criação de 238 cargos, totalizando 358, número suficiente para cobrir a demanda em todos os municípios. Os 19 defensores substitutos já estão destinados e até reforçam a instituição, mas é insuficiente. Os 117 não conseguem dar cobertura aos 3 milhões de habitantes do Estado nestas condições. A luta pela valorização da carreira é permanente. Falta o Estado garantir. SC foi o último a instalar o órgão em 2012.


A candidatura de Esperidião Amin coloca em xeque o projeto do Gelson Merisio?

A vontade da maioria das lideranças do PP é estar com o Merisio, e acredito que ao final é isto que vai acontecer, mesmo porque a candidatura do Merisio está consolidada.

Os partidos em volta de Gelson Merisio estão afinados e mantêm a coligação mesmo se Progressista ficar fora?

Todos os demais partidos estão totalmente alinhados, foi construído uma coligação que além de consolidar uma candidatura ao Governo, garante a viabilidade dos partidos nas eleições para Assembleia e Câmara Federal. E caso o PP possa sair, que não acredito, outros partidos podem vir.


Bis

Esperidião Amin é o nome da semana quando tem sua liderança lançada no Sul do Estado e, a badalação em torno desta movimentação, é para reafirmar que o ex-governador, em todas as campanhas, vai estar presente.

Demonstração

O Progressistas acompanha seu maior líder partidário rumo às belezas da região Sul para aplaudir sua disposição que, no final, será de composição ao Senado. Amin, enquanto tiver força física, será candidato a governador.

Então

Como Gelson Merisio já tem seus filhos batizados, deverá estar presente ao lançamento do seu companheiro anti-MDB na terra de Eduardo Pinho Moreira, com o incentivo pessoal de Júlio Garcia, o ex-conselheiro do TC, que já filiou o que tinha disponível.

Esperança

Colombo deve passar por Criciúma para abraçar seu companheiro do Progressistas e dando a ele o incentivo de coragem e demonstração de força eleitoral. Tem sido este evento que Raimundo tem sonhado para carimbar sua ida a Brasília.

Lázaro

O lançamento de Esperidião Amin ao governo é um sonífero ao ex-governador Colombo. O momento é de noite às claras para entender os motivos de sua dificuldade para ir a Brasília por oito anos. Se isso ocorrer, Raimundo ressuscita.

Salvador

Para Colombo subir à Tribuna do Senado, Esperidião precisaria levar o ex-governador à tira colo, convencendo lideranças a mergulharem neste projeto. O desgaste acumulado por várias circunstâncias coloca sua chegada em perigo.

Líder

Os Progressitas vão ao lançamento de Amin por vários motivos evidentes. Pela experiência, grandeza e conhecimento que o ex-governador exala, sua força eleitoral e respeito pelo que é público. Isso, por si, dá a ele esta necessidade.

Firme

Mauro Mariani começou, ontem mesmo, a construir sua ida às urnas. Já tem conversado com os presidentes dos partidos para buscar esta lógica. Vai começar a falar mais com Eduardo Moreira para ganhar verbo do quadro no Estado e achar culpados.

Demorou

Os ulyssistas que cercam Eduardo Moreira alertaram que Júlio Garcia não teria forças para manter o PSD e dar continuidade à Tríplice. Erraram ao ouvir as mensagens de rompimento que Merisio enviava, mas insistiu nesta confiança.

Pessoal

Silencioso, mas trabalhando para garantir o tropeço de GM na liderança de Esperidião Amin, Júlio Garcia ganhou a pecha de perseguidor do presidente do PSD de SC. Teria rompido, inclusive, com seu temperamento para justificar este enfrentamento.

Explicação

As lideranças estranham o comportamento de Júlio Garcia que, simpático e gentil, tornou-se agressivo nas investidas. Não teria aceitado que Merisio ganhara a altura que ele sempre desejou, mas não alcançou. Se isso é real, vai piorar.

Tomé

Próximos ao ex-conselheiro entendem que a altura de homem público, serviços prestados em favor de SC e sua liderança reconhecida, são predicados que vão se dissolvendo até o processo eleitoral, alinhando-se ao projeto impresso em GM.



Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro