Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma
Peste Suína Setembro
Beira-Mar Casan

O trunfo final de Júlio Garcia; Amin busca PSDB; Décio Lima vai; A volta de Jorge Bornhausen; Lédio de Andrade no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
22/06/2018 12:07

O retorno de JKB

Exatamente no dia em que a pesquisa da Ric Record vai desmontando intenções e abrindo um abismo entre aliados, Jorge Bornhausen desceu ontem em Florianópolis retornando da terra de Tio Sam em uma coincidência com o lançamento da candidatura de Esperidião Amin ao Governo. JKB passa o final de semana na Praia Brava e vai para Lisboa, voltando apenas 12 de julho. A data diz muito quando, na metade do mês que vem, fecham-se os entendimentos na costura ao Governo. Em tese, é na metade de julho que tudo acontece. Há quem imagine que a batida final seja em 5 de agosto. Pode ter razão. Quando Bornhausen aparece, o cenário muda. Amin que o diga. Dário Berger também.


Como o Sr. observa o papel do Judiciário neste momento de incertezas políticas no Brasil?

Bom por um lado e muito errado por outro. Está certo quando age respeitando os princípios do estado democrático de direito. Está errado quando age exatamente ao contrário. O desrespeito aos princípios constitucionais é uma ofensa e um perigo a todo cidadão e cidadã. Quando um juiz abandona a prudência, a ponderação e a imparcialidade e age como justiceiro em busca de holofotes, está destruindo a democracia.

Por que o Sr. quer ser senador pelo PT?

Primeiro para resgatar a credibilidade e a confiança na política. Nenhum país supera crise e se desenvolve com a destruição da classe política. Segundo, para ser um senador de conquistas de direitos. Será meu objetivo legislar para construir um estado de bem-estar social.


Definição

A conversa entre Esperidião Amin e Gelson Merisio ontem foi de manter o traçado que está estabelecido há um ano entre os dois partidos. Ambos comungam de que Progressistas e PSD estarão juntos no grito das urnas.

Cunha

As lideranças contrárias a Amin e Merisio tem inflacionado desentendimento entre ambos porque buscam forte interesse em desestabilizar o acerto feito entre os dois líderes e, mais do que isso, nos partidos. Por trás, leia-se Júlio Garcia.

Corrosão

Como Raimundo Colombo não pode gritar pela desistência de Gelson Merisio rumo a outubro, trabalha na habilidade silenciosa de Júlio Garcia, o Cavalo de Troia no PSD. O ex-conselheiro é o avalista que atingiu o ego de Esperidião.

Poupança

Antes anunciado para ser em Blumenau, até para honrar João Paulo Kleinübing, Esperidião Amin lança seu nome em Criciúma pelas digitais de Júlio Garcia. A futura presidência do ex-conselheiro na Alesc passa pelo êxito deste desenho.

Então

A entrevista que Júlio Garcia deu ao competente jornalista Upiara Boschi no “Cabeça de Político” tem tudo a ver. O ex-membro do TC disse, entre tantas afirmações, que o PSD não terá candidato a governador. Está em jogo sua força verbal.

Diferença

Lédio Andrade fez roteiro no Oeste ao lado de Cláudio Vignatti e tem sentido pulso positivo para ir a Brasília. Devido à vida judicial que levou como desembargador, sem deixar manchas, pode pesar positivamente na busca ao Senado.

Coragem

Décio Lima vai apostar em Ana Paula para ir a Brasília enquanto joga-se na distante e longínqua disputa a governador no estilo kamikaze que marcou Cláudio Vignatti em 2014. Míope e em tempos de PT manco, é mais um erro do partido.

Arrancada

Os vereadores tucanos Thiago Teixeira e Odir Nunes, de Joinville, serão candidatos a deputado estadual casado com Marco Tebaldi. Ambos serão lançados na semana que vem ao lado de Paulo Bauer ao Governo. Vão iniciar pelo Norte.

Gás

O deputado Narcizo Parisotto pediu licença da Assembleia, e sem remuneração, foi correr o Estado na costura de sua ida ao Senado. Informações de que Raimundo Colombo tem tropeçado em rejeição, incendiou suas intenções.

Representante

Embora estimulado a estar presente no lançamento da candidatura de Esperidião, no Sul, o ex-governador Colombo vai evitar constranger-se à medida que, em Chapecó, afirmou que seu nome ao Governo é Gelson Merisio. Júlio Garcia faz às vezes.

Furacão

A pesquisa da Ric Record ontem incendiou o debate político no Estado. Os números apresentados dizem muito e, provavelmente, vão decidir rumos de entendimento. PSDB, PSD, Progressistas e MDB vão analisar. Até Eduardo Moreira.

Longe

Os números marcaram mais faltas na área que jogadas inteligentes. Escalou jogadores com cartão vermelho, deixando os novatos, com mais sangue, fora do campo. Que o diga Raimundo Colombo. Napoleão e JPK também.

Forte

Blumenau levou R$ 86 milhões para investimentos turísticos em sua região com Vinícius Lummertz marcando gol olímpico ao lado do prefeito Mário Hildebrandt e Ninfo König. Este último, bom em tudo, é nome para ser vice de Gelson Merisio.

Descontração

Os senadores Bauer e Beber, o prefeito Mário Hildebrandt, Lummertz e König falaram muito durante uma janta ontem à noite, em Blumenau. Os números animaram Paulo que disse não sair da disputa. E Ninfo, um nome de Merisio, vai ocupando o espaço. Entre amigos.



Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro