Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

SAÚDE COMPROMETIDA

Xaxinense busca ajuda, mas retorna para casa sem atendimento

Em nota, secretária informou o que deve ser feito em casos como este
Por: Janquieli Ceruti
25/11/2016 10:45
Xaxinense teria buscado apoio na Unidade de Saúde do bairro Ari Lunardi (Janquieli Ceruti/LÊ) Xaxinense teria buscado apoio na Unidade de Saúde do bairro Ari Lunardi (Janquieli Ceruti/LÊ)

O foi procurado por uma pessoa da comunidade xaxinense, que informou não ter recebido atendimento médico na Unidade de Saúde do bairro Ari Lunardi. De acordo com ela, ânsias de vômito, fortes dores de cabeça e fraqueza a levaram até a Unidade. Para buscar atendimento, a mulher, que preferiu o anonimato, pediu dispensa do trabalho, mas ficou na obrigação de apresentar atestado médico posteriormente, o que comprovaria a urgência em faltar ao serviço.

Na madrugada de segunda para terça, a xaxinense teria passada mal até o amanhecer. Mesmo tendo vomitado durante toda a noite, no dia seguinte ela seguiu para o trabalho, onde permaneceu durante toda a manhã e metade da tarde. Como o mal-estar não passava, ela então pediu dispensa do trabalho e foi até o Plantão 24h, onde foi orientada a procurar a unidade de Saúde do bairro em que mora, tendo em vista que o mesmo está atendendo somente casos de urgência e emergência.

Ao chegar à Unidade do Ari Lunardi, a mulher teria recebido a informação de que o limite de consultas do dia já havia sido atingido e de que ela deveria voltar no dia seguinte. A mulher teria explicado que não conseguiria e que, inclusive, havia perdido o dia de trabalho para buscar o atendimento. Mas, mesmo assim teria voltado para casa sem a devida atenção. Ainda conforme a xaxinense, a mãe dela teria passado pela mesma situação no dia anterior, quando teria ido até a mesma Unidade para retirar pontos feitos na cabeça e teria sido informada de que deveria voltar no dia seguinte.

Procurada pela Redação do , a secretária da Saúde do município, Marli Cerutti Machado, enviou uma nota. Conforme ela, “verificamos o fato apresentado e segundo informações da enfermeira coordenadora da referida ESF, todos os pacientes que procuraram atendimento no dia de ontem [terça-feira] foram atendidos. O que pode sim ter acontecido é que pediu-se para o paciente aguardar para avaliação em virtude da grande demanda de pacientes e o mesmo não o fez. Como não nos foi informado o nome do paciente não temos como afirmar”. Ainda conforme Marli, “como falamos sempre nos meios de comunicação, cada unidade de Saúde tem um rotina diferente de atendimento. As mesmas são discutidas e aprovadas pelo Conselho Local de Saúde que reúne-se mensalmente para reunião”.

DIREITO GARANTIDO

A secretária solicita que “sempre que houver falta de atendimento e/ou outros, os munícipes devem dirigir-se até a Secretaria Municipal de Saúde para conversar com a Equipe de Gestão”.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro