Close Menu

Busque por Palavra Chave

Na Essência | A história do gol que valeu mais do que seis...

Por: Júnior Chisté
27/06/2018 10:26

A vida é uma eterna magia. Um sopro pode virar uma lástima e este mesmo sopro pode ocasionar ricas gargalhadas.

Aqui, na terra, tudo pode se transformar. Depende da maneira como você interpreta os fatos diante da vida que você costuma levar.

Sartre já dizia isso, sim o grande filósofo, pensador Sartre, francês resumiu tudo isso numa única frase: "O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós".

Copa do Mundo da Rússia, o ano é 2018, o dia é 24 de junho, o jogo é Inglaterra e Panamá. Os poderosos ingleses que se dizem os inventores também do futebol passeavam e goleavam sem pudor seus fracos adversários os panamenhos, seis a zero. Tanto que seu goleador que já havia feito três gols, saiu nem na metade do segundo tempo. Eis que de repente uma explosão de alegria sacudiu aquele estádio na Rússia. Um título? O Panamá virou o jogo? O árbitro haveria expulsado de uma só vez cinco jogadores do time inglês? Não, não, o Panamá com um jogador que inclusive já vestira a camisa do Grêmio há mais de dez anos atrás e que hoje está com quase quarenta anos de idade, chamado Baloy, anotava seu primeiro gol, o primeiro gol do Panamá em uma Copa do Mundo de futebol.

Nenhum panamenho acreditava naquilo. As expressões eram de quem havia vencido a Copa do Mundo. Os ingleses se sentiram envergonhados, pois ninguém, em nenhum dos seis gols anotados tinha vibrado tanto, tinha tanta alegria espontânea como aquela gente humilde, simples e que transbordavam da alegria verdadeira. Da explosão real da vida, da verdadeira magia. Não paravam de dançar. Seus semblantes eram como uma dança da celebração de estamos vivos, de agradecimento por aquele instante que não acabaria jamais. O Panamá finalmente fez UM GOL na Copa do Mundo, e aquele gol foi melhor dos seis anotados pela Inglaterra.

Nos detalhes nós conseguimos expandir onde está a verdadeira alegria e a grandiosidade humana. Ao findar o 90 minutos, no cumprimento dos dois treinadores o humilde e sorridente treinador do Panamá que acabara de levar uma sonora goleada de seis a um, mesmo assim demonstrando toda sua gratidão por estar naquele palco, sorrindo foi cumprimentar o técnico inglês, este, frio, sem esboçar sequer qualquer reação facial, meio que forçando o cumprimento estendeu a mão, virou as costas e tomou seu rumo aos vestiários.

Alegria tem interpretação. Não é o montante que alegra. É a forma como você recebe e é grato. Pode ser menos e ao mesmo tempo aquilo pode significar mais. Pois quem tem muito, necessariamente não sabe o valor de se ter menos, isso é exatamente o reflexo da INGRATIDÃO e da INSENSATEZ perante ao mundo.

Valeu Panamá, vivemos a história onde um gol, valeu mais do que seis.


Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro