Close Menu

Busque por Palavra Chave

Partidos consolidam Merisio; Júlio Garcia fragiliza-se; Dário Berger tem estrutura eleitoral; Silvio Antônio Giordani no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
28/06/2018 11:27 - Atualizado em 28/06/2018 11:27

Estrutura é mais que motor e velocidade

Os quadros envolvidos no projeto político de outubro querem, verdadeiramente, se referendarem nele. Não estão preocupados com Júlio Garcia e seus animados que o cercam. A estrutura, sempre ela, para garantir a volta de cada um deles, fala bem mais alto. Só tem um quadro contrário a Gelson Merisio com capacidade estrutural à altura do que o presidente do PSD tem apresentado. Este nome passa pelo senador Dário Berger. O ulyssista é a única referência nesta direção. Os demais, bafo de boca. Enfrentamento faz parte. Querer ser candidato é uma situação, chegar a ser, é outra. Se o primeiro é um sonho, o segundo a desilusão. Ser homologado na convenção é fácil, sair de lá atraindo, é outra. Fora o apresentado até agora, apenas Berger chega à altura. Rubinho Barrichello conseguiu chegar à Fórmula 1, ocupou posição respeitável na Ferrari, mas sempre foi coadjuvante. O estrelato apresentado em sua carreira convenceu, mas a demonstração disso, não. Segundo ou terceiro, aí permaneceu. Quando obteve a oportunidade de ser o primeiro, foi orientado a manter-se onde foi sua posição natural. Estrutura é tudo para quem lidera. Os demais apenas seguem. Ter uma Ferrari é bem mais que sua velocidade, é ter braço para segurar a fúria do motor.


Por que faltam políticas públicas para o uso de bicicletas em favor do meio ambiente?

Porque as indústrias de bicicletas não têm representantes na classe política. Os que se dizem representantes, não tem força pra discutir junto à classe política. As grandes montadoras de veículos têm seus próprios representantes com muito poder.

Qual o papel social que a bicicleta tem hoje na sociedade?

O principal papel da bicicleta na sociedade é a saúde do usuário. Comprovadamente quem faz uso da bicicleta regularmente tem menos problemas de saúde. Com isso, todos ganham, empresas com menos falta dos funcionários, municípios com menos pessoas nos Postos de Saúde, consequentemente menos ônus para municípios e Estados e inúmeras vantagens para toda a sociedade. Mas para que isso seja possível, os municípios precisam investir em ciclovias. Muitos municípios fazem uma faixa nas ruas e dizem que são ciclovias. A segurança dos ciclistas é fundamental para que mais pessoas façam uso das magrelas.


Calendário

A marca da data da convenção do PSD é um recado, direto, à liderança de Esperidião Amin. O ex-governador sempre será uma grande presença nas lembranças do eleitor catarinense, mas não tem estrutura para manter sua posição.

Fuga

O recado que os partidos deram depois do lançamento do nome de Amin, em Criciúma, enviando Notas Oficiais, é um entendimento de que ele, se disputar a eleição ao Governo com Merisio de vice, será abandonado no altar da convenção.

Mais

Os partidos não querem Esperidião Amin como candidato. Se ele for o nome do Progressistas, vai ficar só. Todos aqueles que já assinados na intenção eleitoral do presidente do PSD, abandonam esta intenção e vão para o MDB que detém o Governo.

Ele

Júlio Garcia toma conhecimento, através dos partidos que assinaram o entendimento com GM, das intenções dos partidos no projeto de outubro. Ele tem construído a destruição da coligação e, nas Notas Oficiais, há nova derrota.

Despreocupado

O ex-conselheiro do TC, com seus menores, não quer apenas fragilizar o nome de Gelson Merisio junto à coligação que este lidera, mas tirar o Progressistas do jogo. Infla Esperidião Amin para buscar outubro na cabeça para favorecer o MDB. Os partidos entenderam.

Insistente

Candidato a deputado estadual, e posteriormente à presidência da Casa, Júlio Garcia buscou, com inteligência, destruir a imagem de Gelson Merisio dentro e fora do PSD. Com as Notas Oficiais dos aliados, o candidato de Eron Giordani tropeça nas siglas.

Dentro

Filiado ao PSD, Júlio Garcia criou o nome de João Rodrigues para colocar sombra em Gelson Merisio. Suas intenções são legítimas e com lances inteligentes que, ao contrário, despertou nos adversários do deputado federal, o seu calvário agora conhecido.

Fora

Atuando além fortemente, Júlio metralhou o nome do presidente do partido em entrevistas, buscou a dissolvição do PSD, desmobilizou o pré-lançamento do companheiro de partido e nutre o nome do desafeto Esperidião Amin. Merisio é o pesadelo de Garcia.

Razões

Dentro do campo político tudo é válido. O enfrentamento de Júlio Garcia à liderança de Gelson Merisio é entendido como uma dor de cotovelo do ex-conselheiro do TC. É que o presidente do PSD suplantou-o em tudo e isso tirou seu sono e lua política.

Ajuntamento

Claro que os partidos que estão ao lado do pré-candidato emitiram Nota Oficial para reafirmar o entendimento. O recado é mais para Júlio Garcia que, necessariamente, para Esperidião Amin. O ex-governador, por ele mesmo, afirmou afinação.

Afinação

Esperidião sabe que, se ele for o nome do Progressistas para disputar a eleição, terá debandada dos quadros e deputados. Se atrair o PSDB para seu projeto seria, de fato, um grande sinal, mas de muleta. No ninho tucano até Paulo Bauer sabe do engano.

Real

Se Paulo Bauer é enganado dentro do PSDB, imagina Esperidião. Os deputados tucanos e progressistas riem para Amin, piscando para Gelson Merisio. Desatrelados em ambos os partidos, têm sede de estrutura para voltar à Alesc e Brasília.




Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro