Close Menu

Busque por Palavra Chave

Papo Justo | A população brasileira é pacata?

Por: Diego Barbiero
04/07/2018 10:51

Muitas vezes ouvimos e lemos afirmações como a do título. E isso se diz largamente porque, quando o assunto é política ou economia, geralmente o brasileiro se abstém de comentar ou de tomar posicionamentos em relação às questões em discussão. Mas será que essa característica é inata ao brasileiro ou diz somente ao (des)conhecimento do assunto tratado?

Vejam bem: muitos criticam (sem motivo, ao meu ver) a paixão do brasileiro pelo futebol e a mudança da rotina em razão da Copa do Mundo. Acontece que, diferentemente do que promulgam esses críticos, o mundo inteiro praticamente dá um “stop” para acompanhar os jogos. Até mesmo em Zurique, maior cidade da Suíça (com cerca de 380 mil habitantes), uma zona de concentração popular foi montada e, em plena terça-feira, reuniu mais de 4 mil pessoas para acompanhar, em praça pública, o duelo contra a Suécia. Isso faz do suíço um ignorante político? Obviamente que não!

E o brasileiro – o futebol têm mostrado – não é pacato, não senhor! Como li esses dias em um desses memes: “já imaginou se o brasileiro cobrasse do Temer a dedicação e o desempenho que cobra do Tite?”. Eis aí o ponto: não é que o brasileiro seja acomodado ou não goste de expressar sua insatisfação: ele apenas o faz quando entende e tem paixão pelo objeto de discussão (no caso, o futebol). O problema não é do brasileiro em si: é da descrença plantada e semeada por grande parcela da classe política e do total abandono de uma formação moral e cívica na base que afastam o brasileiro de temas tão importantes à sociedade. Teria sido tudo isso programado justamente para vivermos deitados eternamente em berço esplêndido?


Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro