Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Editorial | O que move um sonho político

Por: LÊ NOTÍCIAS
16/07/2018 15:09

Em tempos onde a credibilidade e falta de justificativa política, momento em que todos os quadros nacionais, estaduais e municipais estão com a credibilidade questionada em ética, comportamento moral e compromisso social, qualquer dos postulantes estão em xeque com o eleitor.

Mas não se sabe, ainda, quais as consequências que isso pode trazer para o cidadão comum que, indiferente, deixa os que têm interesse no poder, decidir sobre seu futuro. O que isso quer dizer? Que se o eleitor não focar nos debates políticos, não se ater às discussões eleitorais que diz respeito à sua vida pessoal, social e familiar, ele corre o risco de ter um futuro conforme foi sua indiferença, ou seja, ter um futuro qualquer.

Na eleição é o momento capaz de encontrar a saída perfeito para sua vida nacional. Se escolher errado, como um pateta, tolo e imbecil, vai ter a vida que os inteligentes e espertos oferecerem.

O que é ser massa de manobra? É ser levado, sem que se saiba, as consequências que não compreende. Ser mantido na condição de nada entendendo que tem o todo. É encontrar um lugar qualquer como ponto de satisfação de vida e, ao seu redor, nada acontecer a seu favor.

Não é fácil escolher um presidente da República, governador, senador e deputado federal e estadual. As pessoas não conhecem quem é quem, como vivem, o que fazem, porque estão no jogo. O eleitor é um tolo. Qualquer que pede seu voto está na sua lembrança. Ai, claro, depois do processo eleitoral ele, o eleito, seu representante, vai fazer o que quiser sem te consultar. Você, depois da eleição, não é nada. Ele sim é o todo. E o todo poderoso. Porque pode fazer o que quiser.

Na sucessão, sai um ruim e pode entrar outro bem pior. A pobreza aumentou, as dificuldades aumentaram e colocam a questão na economia mundial. Nada. O problema é interno. É em quem comanda. Está nele, apenas ele, o que fazer e como fazer.

Se escolhe um comandante errado, que arrebenta sua vida, dificulta seu crescimento, que não dá atenção às necessidades de uma vida digna, com fartura, emprego, renda e poder de compra, com possibilidade de ter férias com a família, viagem, as refeições necessárias para uma existência cidadã, então você escolheu errado.

Errado quer dizer que sua vida foi destruída de vez. A questão da violência está nas consequências da má distribuição de renda e oportunidades para todos. A fome, falta de oportunidade, Educação, Saúde, realizações de sonhos, gera violência e tudo que ao redor dela está constituída.

Se é um governo que tira da maioria, oferecendo tudo para a minoria, então é uma gestão de eliminação de sonhos, de possibilidades, de alcances. Se é só uma parte que tem acesso, impedindo que a outra, significativamente grande, seja ignorada em sua existência, então ela, não interessam os meios, vai utilizar das facilidades que a vida oferece, para transformar seus sonhos, seja da maneira que for, para ter a vida que deseja. Nem que seja matando, roubando, furtando. Quando não se tem meios, cria-se.

Violência é gerada pela falta de sonhos e oportunidades. Quanto mais difícil se observa a dificuldades de alcançar uma existência digna, mais a violência se expande, mais gera terror, mais a instabilidade gera exércitos de inconformados.

Se a solução é a violência, é ela que todos os que não têm acesso aos benefícios de um governo para uma nação, vão utilizar para fazer na marra. Uma nação injusta gera um exército de erros em todas as direções. Erros, neste caso, são todos aqueles de consequências de terror e medo, que a sociedade dos beneficiados condena.


Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro