Close Menu

Busque por Palavra Chave

BERÇO DO VERDÃO

Chape enfrentou o Figueira no Estádio da Montanha

Há quatro décadas, campo do Guarany de Xaxim foi palco do duelo entre o alvinegro e o novato do Oeste
Por: Janquieli Ceruti
29/11/2016 14:10
Estádio Índio Condá, inaugurado em 1976, foi primeiro campo próprio da Chape (CEOM/Chapecó) Estádio Índio Condá, inaugurado em 1976, foi primeiro campo próprio da Chape (CEOM/Chapecó)

O confronto, realizado há pouco mais de quatro décadas, aconteceu no Estádio da Sociedade Esportiva Recreativa Cultural Guarany, conhecido como Estádio da Montanha, em Xaxim. Naquele jogo, em 27 de abril de 1975, a Chapecoense e o Figueirense nem imaginavam os duelos ferrenhos que viriam pela frente, mas, de acordo com antigos torcedores, os clubes mostraram garra desde a primeira partida. No jogo, válido pelo Campeonato Catarinense, o empate de 1 a 1 provou a determinação das equipes em busca do título. A sede pela vitória era a mesma, já a experiência entre os times era bem distinta. Ainda sem estádio próprio, o pequeno clube do interior do Estado completaria dois anos de fundação no mês seguinte ao confronto, enquanto que o Figueirense contava com pouco mais de meio século de existência.

MEMÓRIAS VIVAS

O xaxinense Ivanor Piaia, que jogou nos primeiros anos do Guarany, é também um fiel torcedor da Chapecoense. Ele relembra com muitos detalhes os primeiros jogos disputados pelo time. “Não tinha estádio em Chapecó, por isso da escolha pelo Guarany de Xaxim. Sempre muito acolhedor, o Clube permitiu que o jogo acontecesse. Para os xaxinenses também era um bom negócio, pois o Guarany estava se reerguendo depois de um período difícil e um jogo como este movimentaria a cidade e chamaria a atenção do Estado”.

O primeiro técnico e também fundador da Chapecoense, Moacir Fredo, destaca a dificuldade enfrentada pelo Clube em seus primeiros anos. “Naquele tempo, nós mal pensávamos em disputar o Catarinense, nem imaginávamos que chegaria ao patamar que está hoje. Não tínhamos nem o estádio. Foram, pelo menos, dez jogos disputados no campo de Xaxim. Foi, praticamente, a primeira casa da Chapecoense”.

Fredo, que participou do primeiro confronto entre a Chape e o Figueira – como o time é conhecido -, explica que para que o jogo acontecesse foi paga uma taxa ao alvinegro. “Era muito longe. Times como o Avaí e o Figueirense cobravam para se deslocar até o interior do Estado e, como éramos estreantes, tínhamos que aceitar”. Outra dificuldade para a Chape neste tipo de duelo era a distância percorrida para jogar. “As idas eram muito exaustivas. Ficávamos metade dos campeonatos dentro do ônibus. Além das viagens longas, os times de Florianópolis eram muito ajudados pela arbitragem”, relembra Fredo.

Caravanas organizadas em Chapecó lotavam o estádio de Xaxim. A lembrança de Fredo também é compartilhada por Altair Zanella, outro fundador do Clube. “Era um estádio modesto, mas nos ajudou muito na época. Ele nos salvou e possibilitou que disputássemos o começo do Campeonato Catarinense que, ao final, foi ganho pelo Avaí”, conta. Zanella expõe também que o Figueira era um time que já tinha nome, o que fazia dos jogos grandes confrontos. “Éramos o caçula em quase todas as partidas. O começo foi difícil, mas hoje é gratificante. Estamos na Série A e a alegria é imensa por essa conquista”, manifesta.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro