Close Menu

Busque por Palavra Chave

Tucanos preocupados; A noiva da vez; As opções para o Senado

Por: Weliton G. Lins
26/07/2018 11:30

PREOCUPAÇÃO TUCANA

Caminhando na direção de uma disputa ao governo do estado, o PSDB de Santa Catarina começa a se preocupar com a falta de nomes para compor uma chapa que lhe dê segurança para conquistar o eleitor catarinense e vitória no mês de outubro. É bem verdade que dentro de suas hostes, os tucanos possuem quadros capazes de dar sustentação a uma candidatura, mas somente isso não é o suficiente pra vencer.

CHAPA PURA É O CAMINHO

A principal arma de um time vencedor, é a coletividade, tentar sozinho nem sempre é a melhor opção. Acontece que os tucanos não abrem mão de ter o cabeça de chapa, e aí está a dificuldade. No próximo domingo, quando será realizada a convecção tucana, o nome do senador Paulo Bauer será referendado como candidato a governador, inclusive com ata fechada, ao contrário do que fez o PSD. Sendo assim, fecham-se as portas para uma coligação com MDB e PSD que já possuem seus candidatos ao governo e não abrem mão dessa condição. Os tucanos caminham para disputar a eleição com chapa pura.

A NOIVA DA VEZ

Assumindo um protagonismo maior desde que recebeu o deputado federal João Paulo Kleinübing, descontente com o PSD e buscando um espaço na majoritária, o Democratas, partido que já teve Raimundo Colombo senador, e outros nomes importantes da política catarinense, se tornou a noiva da vez. Desejado por muitos, não poderá agradar a todos, é do jogo, faz parte.

DECISÃO DIFÍCIL

Pré-candidato ao governo, o ex-prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing não tem nada a perder nessa eleição. Cotado pra ser vice de Gelson Merisio, o presidente do Democratas catarinense pode ser também o nome do 25 catarinense na chapa encabeçada por Mauro Mariani. Desejado pelos tucanos, JPK pode surpreender e manter sua candidatura, criando um fato novo no processo eleitoral.

NADA A PERDER

Acontece que o Democratas terá poucos candidatos ao governo pelo país, e isso se torna positivo para JPK. Isso porque o precioso dinheiro do fundo partidário a qual o partido tem direito, poderia ajudá-lo em sua campanha, basta querer.

JOGO EMBOLADO

Dessa forma o jogo ficaria ainda mais embolado, tendo o candidato do Democratas podendo atrair outros partidos que buscam espaços maiores, para o seu projeto. Roberto Salum do PMN quer ser senador, da mesma forma Lucas Esmeraldino busca o espaço, assim como o Narcizo Parisotto do PSC. Por mais que tenham referendado apoio ao projeto de Gelson Merisio no último sábado, as atas estão abertas, e até o dia 5 de agosto, tudo pode acontecer.


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro