Close Menu

Busque por Palavra Chave

Produtos de qualidade geram renda para agricultores chapecoenses

Por: LÊ NOTÍCIAS
27/07/2018 16:31 - Atualizado em 27/07/2018 16:39
Os produtos cadastrados incluem frutas, verduras, carnes, lácteos, sucos, peixes, doces e panificados (Foto: Prefeitura de Chapecó) Os produtos cadastrados incluem frutas, verduras, carnes, lácteos, sucos, peixes, doces e panificados (Foto: Prefeitura de Chapecó)

Toda segunda-feira de manhã, o produtor Lenoir Rodrigues, da Linha Rodeio do Herval entrega seus produtos no Banco de Alimentos em Chapecó. Ele produz frutas e verduras e entrega esses produtos à Prefeitura de Chapecó que por meio da Secretaria de Assistência Social os encaminha para os serviços da Rede de Atenção Social de Chapecó. Para Rodrigues, que trabalha junto com a esposa Ivete, a renda é fundamental para manutenção da família no campo. “Se eu não tivesse essa renda e a comercialização desses produtos, certamente não estaria mais no campo, essa renda é fundamental para manter os pequenos produtores no campo”, comentou.

Verduras e legumes são os principais produtos que o produtor Edivaldo Dellalibera trabalha na Linha Almeida em Chapecó. Além do consumo da família ele explica que a renda obtida é fundamental para os agricultores, especialmente para ele, jovem que retornou ao campo depois de tentar a vida na cidade. “Hoje eu ganho três ou quatro vezes mais, faço os meus horários, tenho o meu negócio. Eu não penso em abandonar a produção”, comentou.

Esses são exemplos de produtores chapecoenses que comercializam seus produtos no Banco de Alimentos e garantem segurança alimentar e nutricional que visa melhorar a renda e fortalecer a agricultura familiar no município, além de promover o acesso à alimentação. Os produtos cadastrados, incluindo frutas, verduras, carnes, lácteos, sucos, peixes, doces, panificados, dentre outros, adquiridos através do programa, abastecem 32 programas da Prefeitura, entre eles: Restaurante Popular, Banco de Alimentos, Cozinha Comunitária, Rede de Acolhimento (Abrigos) e a rede socioassistencial privada (entidades), com inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social de Chapecó, além de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social.

GESTÃO

Os servidores do Banco de Alimentos fazem o pedido diretamente para os produtores, que entregam os itens de acordo com a necessidade do município. A entrega é realizada toda segunda-feira e os funcionários realizam a separação e pesagem dos itens. Os dados são lançados em um sistema do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. Quinzenalmente os produtores, a maioria de Chapecó, segundo a Secretária de Assistência Social Ulda Baldissera, emitem a nota dos produtos e recebem o pagamento cerca de 30 dias depois em conta bancária aberta pelo Ministério em nome do produtor. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, destaca a importância do programa. “O Município recebe produtos de qualidade para utilizar em seus programas e serviços, e além disso, consegue incrementar a renda dos pequenos produtores”, esclareceu.

DADOS 2018

O valor pactuado para 2018 é de RS 800.000,00. Estão inscritos no projeto, 486 agricultores chapecoenses, para entregar 89 produtos cadastrados. Nos primeiros seis meses do ano, 52 mil quilos de alimentos já passaram pelo Banco de Alimentos e foram utilizados parar servir cerca de 137 mil refeições.


Outras Notícias
Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro