Close Menu

Busque por Palavra Chave

ENTREVISTA

Presidente da Câmara de Xaxim, Maier garante que rixas políticas ficaram de lado

Por: LÊ NOTÍCIAS
13/08/2018 14:23 - Atualizado em 13/08/2018 14:24
Ramon Schettini/LÊ Agenor Júnior Maier, presidente da Câmara de Vereadores de Xaxim Agenor Júnior Maier, presidente da Câmara de Vereadores de Xaxim

Agenor Jr. Maier (Progressistas) está no segundo mandato no Poder Legislativo de Xaxim. Em entrevista ao LÊ NOTÍCIAS, ele conta as dificuldades, trabalhos e ações feitas no período, em prol da sociedade xaxinense. Presidente da Câmara de Vereadores, Maier também é formado em Contabilidade e é empresário do ramo supermercadista. Nas eleições de 2016, o vereador foi eleito com 426 votos.


LÊ: Neste período na presidência na Câmara, muitas mudanças foram feitas. Quais foram aos principais trabalhos desenvolvidos durante sua gestão?

Maier: Eu gosto muito de ressaltar que o trabalho não é somente do presidente. Tudo que temos que analisar e resolvemos colocar em prática, é discutida na mesa pelos onze vereadores. Tudo é feito coletivamente.

LÊ: Então acabou a divisão partidária na Câmara?

Maier: Esse foi o objetivo e todos concordaram. Chega na hora das sessões e tudo se aprova de forma unânime. Antes, havia uma discussão calorosa, de pôr o ponto de vista ou deixá-lo escondido. Isso não acontece mais. Para que o povo xaxinense tivesse mais acessos às comissões, nós criamos uma sala especial, transmitindo em áudio e vídeo, toda a discussão através do site e pelas redes sociais. Além disso, deixamos as transmissões das sessões na íntegra.

LÊ: O vereador de plantão é pioneiro na região e tornou-se exemplo para demais Câmaras da região...

Maier: Esse modelo é sim pioneiro na região, mas deu uma certa polêmica porque alguns vereadores à moda antiga, que não estão mais nessa gestão, criaram alarde, ‘por que onde já se viu vereadores prestar plantão?’. O vereador tem um compromisso, de aproximação, de prestador de serviço e ele tem que estar à disposição da população. É só saber que tal dia da semana o vereador vai estar na Câmara. São cinco horas semanais cada escala de vereador e ele bate ponto mesmo. Se não cumprir, tem desconto salarial. Desconta R$ 100,00 da folha de pagamento por cada falta que tiver.

LÊ: Como tem sido a aceitação das pessoas sobre esse projeto?

Maier: As pessoas têm aceitado bem, tanto que nós tínhamos praticamente zero procura na Casa Legislativa, e hoje nós temos um público muito efetivo e que vem atrás dos vereadores, todos os dias tem alguém de plantão que é procurado aqui. Nós encontramos também a necessidade de levar a Câmara até as comunidades, ai nós demos sequência no projeto das Sessões Itinerantes. O vereador que vai à comunidade. Assim, nós fomos para os bairros, fizemos três sessões, uma no bairro Frei Bruno, um bairro Anita Garibaldi e outra na Vila Diadema. Nós passávamos o dia na comunidade, íamos de manhã cedo, passávamos em todos os comércios, em todos os setores públicos, como posto de saúde e escolas. Nós fazíamos um levantamento geral do lugar e no dia da sessão itinerante, nós fazíamos um documento oficial encaminhando para o Executivo as principais reivindicações. Foi muito importante e muito interessante.

LÊ: Quais as principais ações realizadas pela mesa diretora?

Maier: A Casa estava em situações lamentáveis, há pouco mais de dez anos da inauguração do prédio. Nós tínhamos problemas de infiltração em todas as dependências, principalmente na sessão plenária. Fizemos uma reforma no telhado, colocando um isolamento na cobertura, uma manta asfáltica em todo o telhado para evitar a entrada de água. Nós fizemos uma pintura interna e externa em toda a área da Câmara e melhoramos a jardinagem. Em relação aos equipamentos, havia muitos defasados, como computadores e os trocamos por notebooks. Fizemos várias campanhas, como a Xaxim Cidade Limpa, em parceria com várias entidades e empresas da cidade. Fomos para as ruas, para os colégios, abordamos as pessoas, recolhemos lixo, para dar o exemplo. Está longe de chegar a uma solução, sabemos disso. Agora vamos para uma segunda fase, que é dentro das escolas, trabalhando com os alunos, apresentar o projeto e buscar levá-los até o aterro sanitário, conhecer onde é a reciclagem de Xaxim. A educação é a esperança. Sem falar nas homenagens e sessões solenes que realizamos, como os 45 anos de Lions Club, 50 anos de Rotary, fizemos homenagens ao Darci Lopes e à Chapecoense. Tivemos um lado marcante, principalmente após o trágico acidente, onde o poeta Darci fez um lindo poema para a Chapecoense, e nós fizemos uma placa e entregamos aos dirigentes. Fizemos homenagens para a Rede Feminina, e mais outros, como Amigo Energia da Aurora.

LÊ: Qual é o diferencial desta nova safra de vereadores?

Maier: O principal foi que as rixas políticas ficaram de lado. Conforme o político fica calejado, digamos assim, ele começa a levar o lado pessoal, o lado partidário, para dentro e fora das sessões da Câmara. Quando você tem uma leva nova de vereadores, você não traz essa carga com eles. Isso que deixou a coisa fluir. Todas as ideias colocadas são acatadas.

LÊ: O senhor criou uma ideia de emendas impositivas para os vereadores. Como isso funcionaria?

Maier: Ele se assemelha aos trabalhos feitos pelos deputados, tanto a nível federal, quanto a nível estadual. Dentro do orçamento anual, o vereador teria uma porcentagem de 1,2%, que seria da Câmara de Vereadores. Muitas Casas fizeram com que 1,2% fossem divididos em 11 fatias, a qual cada uma vai para um vereador. Nós entendemos que isso seria um projeto político. Nós fizemos com que fosse um trabalho coletivo, onde a maioria dos vereadores definiu um direcionamento e fechamos em 50% na ação na Saúde e 50% na Educação. Todo ano, a Câmara teria um R$ 1 milhão a RS 1,2 milhões para destinar a qualquer bairro, qualquer comunidade, em obras ligadas à Educação e ou à Saúde. Esse projeto partiu daqui, mas foi vetado pelo Prefeito Lírio, infelizmente. Nós buscaremos isso ano que vem, porque eu acho importante que mude o patamar da Casa de Xaxim. Nós deixamos de ser um órgão que sugere e indica para ser um órgão que participa, que é efetivo, que executa. Isso leva o trabalha da Casa a outro nível.

LÊ: Uma mensagem ao povo xaxinense?

Maier: Quero agradecer a confiança nos vereadores depositada, pelo nosso trabalho, aos funcionários e à população que tem entendido essa nova forma de política, tem comparecido mais, que tem vindo até a Câmara buscar suas reivindicações.


Outras Notícias
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro