Close Menu

Busque por Palavra Chave

Na Essência | A terrível tarefa de sermos conscientes...

Por: Júnior Chisté
17/08/2018 11:04

Toda vez que olho pro meu fiel companheiro Freud, Shitzu que há oito anos me acompanha nesta jornada, fico imaginando uma série de fatores.

Os animais por serem irracionais e isso não é novidade pra ninguém, brincam todos os dias, dormem e acordam praticamente no mesmo horário, eu nunca vi o Freud com depressão, bipolaridade, ou quaisquer outros transtornos mentais, a não ser que eu pare de lhe dar os "petiscos" ou deixar ele sem água ou ração, o que seria humanamente irracional.

Estar inconsciente do tempo em que está se vivendo é como se vivesse para sempre, não tem como pensar no amanhã, na hora seguinte.

No meu livro eu falo um capítulo inteiro sobre a finitude, não que isso me amedronte, mas isso está entre os três principais medos da humanidade o de que logo mais chegaremos ao fim, fato!

Então como diz um filósofo reconhecidamente em todo o país e até brincando com a situação, depois dos quarenta a gente não comemora mais aniversário apenas se lamenta.

Não estou aqui sendo depressivo, muito menos alardeando e querendo dizer que aniversários não são datas comemorativas. Mas depois de tanto ler culturas ocidentais e principalmente orientais eu aprendi algo de tão extraordinário em minha vida, que todos os dias são datas estupendas para comemorarmos o dia simplesmente por estarmos respirando novamente. Comemorarmos, no caso meu, o dia 23 de agosto, poderia ser o 02 de fevereiro, como o 05 de dezembro, qualquer outro dia. Mas, por favor, me entenda, todos os dias pra quem sente o coração pulsar junto às coisas boas da vida são datas comemorativas. Como pra mim é um porre o tantas outras datas como Natal, Virado do Ano, Dia do São Nunca e tantas outras, respeita-se a história sim. Mas nestes dias o foco é para os banquetes, para as roupas que se usam, para as produções cinematográficas, para as festas que, aliás, já estão sendo vendidas. Já me ofereceram uma virada do ano no litoral com direito a "open bar" e tudo mais pela bagatela de R$ 8.000,00 pra passar a noite ouvindo tum-tum-tum e lá pelas tantas vai ter até sertanejo universitário. Quase comprei, mas faltou pouco. (risos)

Então sim, talvez eu até chore no dia 23 por estar conseguindo transformar pessoas, conseguir com todos os ensinamentos que obtive nos últimos anos e me aperfeiçoar dia após dia tornar a vida de centenas de pessoas melhores, isso sim é motivo pra minha comemoração. Saber que um vendedor de jornais, que começou a trabalhar aos 12 anos de idade como sonoplasta e que hoje consegue falar para multidões e fazer com que essas enxergam triunfos e alternativas para suas "perebas", então isso vai me deixar realmente emotivo.

Que cada um enfim comemore suas datas festivas como lhe convier, a minha este ano, será reclusa e de muita reflexão, ao lado de meu Freud, que me entende e que vai querer brincar comigo, pois jamais vai imaginar que seu tutor está de aniversário, pois nem o seu fiel companheiro acredita muito nisso...


Palhoça Você em Dia - Mobile
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro