Close Menu

Busque por Palavra Chave

Debates Sociais | Votos de Lula irão eleger o novo presidente do Brasil

Por: Axe Schettini
12/09/2018 14:08

A pesquisa do Datafolha, divulgada na segunda-feira (10), mostra números interessantes a quase 25 dias da eleição. Um deles é o singelo crescimento de 2% do candidato Jair Bolsonaro que, após ser esfaqueado por um tresloucado na semana passada, é derrotado em todos os cenários do segundo turno. Outro dado que desfigura a imagem do militar é a alta rejeição, que saltou de 39% para 43%, dificultando seu sonho presidencial.

Sendo assim, com estilo Marine Le Pen, da extrema-direita francesa, vencida mesmo com índices cristalizados de intenção de voto, o capitão reformado do Exército, embora toda força de seu eleitorado, caminha para um segundo turno com o carimbo da derrota em 28 de outubro.

O que está sendo colocado em xeque nesta eleição de 2018 é a força do presidente Lula, preso desde abril em Curitiba e vencedor de quatro pleitos consecutivos no Brasil (2010 e 2014 com Dilma Rousseff). Mesmo detido e impugnado pelo Tribunal Superior Eleitoral, alcançou 39% de intenção de voto na penúltima pesquisa do Datafolha e, agora, articula de dentro da cela da Superintendência da Polícia Federal, a ascensão de seu novo apadrinhado, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

O que chamou atenção nos números foi que, mesmo não sendo candidato oficial do Partido dos Trabalhadores, Haddad alcançou 9% das intenções de voto, ficando tecnicamente empatado com Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes, que é o maior potencial para herdar os votos lulistas no Nordeste, mas que pode perder torque devido à fraca máquina política, muito embora sua excelente oratória e experiência inquestionável.

Apesar de Ciro Gomes (PDT) despontar com 13%, em números estáveis e de crescimento significativo, deve ser engolido pelo poste de Lula nas próximas divulgações do instituto de pesquisa mais respeitado do Brasil, talvez já no próximo que será publicado na sexta-feira. Caso a tese de Bolsonaro, que é atacar diretamente o PT, vingue, ou seja, disputar o segundo turno com o partido de esquerda, o “Mito”, com toda sua petulância exacerbada, deverá entregar, mais uma vez e pela quinta eleição consecutiva, um novo governo aos petistas.

Doa a quem doer, mas se nada de tenebroso vier acontecer até final de outubro, Ciro Gomes ou Fernando Haddad – com maior chance devido ao apoio de Lula, irá receber a faixa presidencial de Michel Temer em primeiro de janeiro de 2019.


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro