Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

Rachas no PP, PSDB, PR, PSB e PPS são trunfos do entendimento

Por: Marcos Schettini
08/12/2016 10:39
Foto: Janquieli Ceruti/LÊ Foto: Janquieli Ceruti/LÊ

Ao indicar três nomes para o primeiro escalão, Adriano e Lírio vão dando passos importantes rumo às iniciativas de governabilidade a que defenderam na campanha. De chapa pura, poderia fazer o chamado cabidão a que teria direito. Mas entendem que agora, a exigência do tempo é secar despesas. Vencendo a eleição, estão com um projeto montado para fazer um grande governo. E vão fazer. O objetivo é pavimentar o entendimento para, na próxima eleição, construir com mais sabedoria o coletivo. Os rachas do PP e PSDB, PPS e PR além de PSB, mostram um leque de lances inteligentes. É a dupla derrotada perdendo mais uma. A inteligência vencendo como sempre.


Continuidade

O processo eleitoral em Xaxim ainda não terminou. Tanto PMDB quanto PP, tem buscado dificultar tudo o que puder para impedir que a dupla Adriano e Lírio ganhem o espaço necessário para governar. Ontem a dupla ganhou mais uma.

Novamente

O segundo turno imposto no desejo de impedir que a dupla, como sempre foi, buscar vereadores eleitos para assumir espaços voltados à administração, foi vencido pelos quatro votos necessários para ser derrubado. Uma inteligente iniciativa.

Certo

A intenção de Orly Bernardes é grandiosa. Pequena é a atitude de quem, escondido no Observatório, desejou dificultar a construção da equipe que vai governar os próximos 48 meses. Este debate deveria ter ocorrido antes da campanha.

Equivocado

O PMDB está certo em jogar areia no governo da dupla vencedora, mas o PP perdeu mais uma. É Fábio Cordenonsi sendo derrotado à distância. É a segunda consecutiva. A Mesa de fevereiro, com sua interferência, será o 3º turno.

Também

Agenor Maier, um jovem e talentoso quadro do PP, tem tudo para vencer os desafios políticos. Estando presente à apresentação da equipe de Adriano e Lírio, mostrou desejo de aproximação. É a ala derrotada percebendo o erro de outubro.

Bobagem

Ficar escutando quem perdeu a eleição é perder duas vezes. Maier é um bom rapaz ao lado de outros melhores que, afinando, tem tudo para ganhar a altura que quer buscar. Manter alinhamento com quem caiu é ficar tropeçado.

Anotar

Aos poucos a dupla vencedora nas urnas vai avançando as discussões em torno de um entendimento pela maioria. Vai conseguir porque o PP é um primo irmão do PSD e, por isso, justifica um entendimento. Escutar quem é derrotado é tolice.

Tolice

A turma que perdeu a eleição foi a mesma que metralhou Tinho Vicenzi em 2012. O partido ficou quatro anos fora do poder e, pelos mesmos, tem mais quatro para curtir dor de cotovelo. Escutaram o erro e agora pagam a conta.

Afinação

Agenor Maier poderia, logo após o resultado, ter ligado aos vencedores e afirmado que teria feito tudo para derrota-los e que, diante da vitória, estaria completamente à disposição. Este gesto o carimbaria para o futuro.

Correto

Escutar derrotado eleitoral é uma tolice inconcebível. PP e PSD, além do PSDB, precisam agora arrumar o tablado e pensar o projeto de 20 anos de controle político. E os inteligentes que precisam do poder, aos poucos, estão se aproximando.

Descontrole

Fábio Cordenonsi está, aos poucos, perdendo seus aliados que, dia a dia, vai se encostando em quem venceu a campanha e tem poder de mando. É o empresário, novamente, a fragilidade de sua liderança que as urnas demonstraram.

Trabalhando

Enquanto os derrotados vão apanhando os turnos, Outubro e a proposta do Observatório, Adriano e Lírio vão produzindo entendimentos. Agora estão com discussão com a reitoria da Unochapecó para ocupar o prédio e economizar em aluguéis.


FALEI

“Nós estamos felizes com o retorno de nossos amigos”.

Adriano Bortolanza, vice-prefeito eleito, rindo com o coletivo que, aos poucos, estão reatando interesses futuros.


“Nosso grupo é um time de águias”.

Lírio Dagort, prefeito eleito, apontando um leque de nomes que vão estar na linha de frente do governo.


“Os desafios são enormes mas quem disse que na vida as coisas são fáceis?”.

Geverson Giacomelli, secretário de governo de Adriano e Lírio, peça orientadora das ações administrativas e da trinca de frente.


Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro