Close Menu

Busque por Palavra Chave

Pesquisa RIC reduz Décio Lima; MDB mantém empate com PSD; Esperidião e Colombo na ponta; Jorginho Mello distante; Gui Pereira no Duas Perguntas

Por: Marcos Schettini
25/09/2018 10:38 - Atualizado em 25/09/2018 10:43

O eleitor e a escolha ao Senado

A demonstração de quase 55% de indecisos para a escolha de nomes ao Senado, mesmo que seja acima da metade do eleitorado de SC, os principais nomes com potencial de lembrança junto ao eleitor, principalmente quem foi governador, neste caso Esperidião Amin e Raimundo Colombo, estão folgados à frente de Jorginho e Paulo Bauer. Como a eleição não se define hoje, a busca pelo voto ao Senado é um território de ninguém. O nome de Paulo Bauer acima de Jorginho Mello, faz o tucano trabalhar para derrubar o ex-governador do PSD. A luta do republicano está nos indecisos. Tarefa difícil faltando 12 dias de disputa. Além de tudo isso, o candidato a deputado federal Jorge Goetten aguarda o tropeço para assumir o partido.


Quais suas ideias para o mandato de deputado federal?

É preciso renovar a representação catarinense em Brasília. A população deseja e espera que os deputados federais eleitos em outubro combatam os privilégios e atuem incansavelmente por boas ações para Santa Catarina. Um novo pacto federativo é urgente e com ele garantir que os municípios recebam o maior percentual dos impostos pagos, pois é na ponta que o cidadão sente falta dos serviços públicos da qualidade. A duplicação das BRs 282 e 470 são bandeiras fundamentais para serem erguidas, pois garantem mais segurança aos usuários e abrem o corredor de escoamento da produção do grande Oeste catarinense. Além disso, é preciso ter um parlamentar mais atuante na cobrança sobre o anel viário da Grande Florianópolis, uma obra importantíssima para desafogar o trânsito na nossa região. Já a via-expressa, que liga a BR-101 a Florianópolis, apesar de já ter iniciado a terceira faixa, precisamos cobrar o projeto completo, com ciclovias, duplicação da marginal e todos os equipamentos que já foram projetados e agora dependem de recursos e boa vontade política em Brasília para se concretizarem.

Seus compromissos com Santa Catarina serão em qual direção?

Uma das ações mais urgentes é a atualização do percentual destinado a SC pelo Sistema Único de Saúde. Estamos, vergonhosamente, atrás dos outros dois Estados do Sul e nossa população reclama um serviço de mais qualidade. Nosso Estado tem vocação para o empreendedorismo e para a inovação e é preciso fazer chegar recursos para fomentar os pequenos negócios, em especial na área da tecnologia, que possui grande valor agregado e requer pouco espaço físico e baixa produção de resíduos. É preciso também um olhar mais próximo na questão da segurança nas nossas cidades. Precisamos trazer de vez o Governo Federal para esse enfrentamento e garantir as melhores estratégias para reduzir os índices de criminalidade crescentes em Santa Catarina. A redução do Estado e eficiência dos gastos também são pilares do que acredito, a exemplo da economia histórica que fiz, como presidente da Câmara de Vereadores, ao devolver R$ 11,4 milhões à Prefeitura de Florianópolis. Esses recursos são muito mais importantes para garantir a merenda na escola e o remédio no posto de saúde.


Pintura

O quadro saído da pesquisa apresentada ontem à noite pela RIC Record, deu ao candidato do MDB na espontânea, um ponto a mais que Gelson Merisio. Mauro Mariani saltou melhor que na estimulada, onde ambos subiram 4%.

Diferencial

Os números da espontânea na consulta anterior davam empate na saída e, agora, vantagem ao MDB. Ambos, embora diferenciados, se igualam junto ao eleitor. A disputa pela principal Cadeira está entre ele e PSD. Décio Lima perdeu músculo.

Prudência

Empatados na margem de erro, a guerra entre Gelson Merisio e Mauro Mariani se dá no encaminhamento para a etapa seguinte. Como o MDB produziu zero para Alckmin, o PSD vai silenciando no nacional esperando o bote.

Furada

Como tem o PSDB na chapa, Paulo Bauer e Napoleão Bernardes, Mauro Mariani abraçou Geraldo Alckmin, mas não tem respondido em SC. O presidenciável paulista está a portado ao abismo vendo-se desamparado total. Merisio, até agora, nada.


Longe

As pesquisas de ontem do Ibope indicaram que Geraldo Alckmin, o candidato de Mauro Mariani, caminha ao contrário na ida ao Bolsonaro e, neste gesto, jogando os lulistas para Gelson Merisio que, silencioso, não abraçaria ninguém.

Ele

Jorge Bornhausen, que indicou sua ida a Mariani via Napoleão Bernardes, vê um MDB que virou as costas para Geraldo Alckmin. Provavelmente indignado, fique silencioso no 2º turno. Os ulyssistas não valorizaram sua manifestação.

Lucro

Gigante Buligon arrancou a trinca da porteira chamando os prefeitos para o colo de Bolsonaro e marcou terreno no 2º turno. Evita que os ulyssistas assumam a posição no tropeço de Alckmin e, assim, bancam descompromisso de Gelson Merisio.

Distante

Quando não sinaliza para lado nenhum, o candidato do PSD ao governo não bate de frente com o PSL nem PT. Sabe que o sonho dos petistas é ver a pele ulyssista pendurada no varal com sal. Neste caso, Mauro Mariani e aliados.

Igual

Assim como o MDB entrou na Justiça para impedir a divulgação dos números do Vox Populi, o PT pela não apresentação dos números do 2º turno na aferição feita pelo Instituto Real Time Big Data com a RIC Record e a Fecomércio.

Necrose

A rejeição dos petistas da 1ª para a 2ª avaliação dobrou de 22% para 44%. Décio Lima carrega os pecados do partido no plano nacional. Seu modo de governar, que deu-lhe dois mandatos à frente de Blumenau, gangrena.

Confirmação

A segunda demonstração de ontem aumentou a tensão de Jorginho Mello com o MDB e, entre ele e Paulo Bauer, a afiação da lâmina. O republicano soube, pelos números, que Amin, Colombo e o tucano caíram e ele subindo. Vai buscar.

Fôlego

Se no Ibope Jorginho viu-se aos leões, na pesquisa da RIC dobrou os votos. O presidente do PR vê chances de passar Bauer, mas precisa, nos 12 dias do pleito, buscar 18 pontos para alcançar Colombo. A questão não é o tucano, mas o lageano.





Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro