Close Menu

Busque por Palavra Chave

Décio Lima defendeu um governo de causas e de renovação para Santa Catarina

Por: LÊ NOTÍCIAS
25/09/2018 15:33
Denner Ovídio Candidato participou do segundo debate da Acaert, na manhã desta terça-feira (25) em Florianópolis Candidato participou do segundo debate da Acaert, na manhã desta terça-feira (25) em Florianópolis

O candidato ao governo do estado pela Coligação Renova Santa Catarina, Décio Lima, voltou a defender a renovação na política, diante dos candidatos do governo que representam a tríplice aliança há 16 anos no poder e um governo de causas para Santa Catarina, com base no diagnóstico da situação econômica e social do estado.

Décio Lima apresentou seu programa de governo para saúde, educação, gestão pública, turismo e geração de emprego e renda no segundo debate promovido pela Acaert com os postulantes ao governo do estado, na manhã desta terça-feira, 25, em Florianópolis.

“Vou realizar um governo de causas: a causa da agricultura familiar, da educação, da saúde, das vocações regionais, dos micro e pequenos empreendedores”, disse o candidato.

PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Décio Lima defendeu políticas de inclusão para as pessoas com deficiência física e criticou a ausência histórica do estado na educação especial. “Temos 1,3 milhão de catarinenses – crianças, jovens, e adultos – com algum tipo de deficiência física, 3 milhões se levarmos em conta as famílias, mas o estado não tem política clara para inclusão dessas pessoas”.

EDUCAÇÃO

Para melhorar a qualidade da educação no estado, Décio lima voltou a garantir que vai dobrar o piso salarial dos professores em quatro anos, desbloquear a carreira e capacitar as escolas com tecnologia e inovação.

“As escolas e a educação em Santa Catarina estão sucateadas e os professores fazendo milagres. A realidade das escolas é cruel e triste: mais de 100 escolas fechadas no estado nos últimos 16 anos no estado, lamentou Décio Lima. “Preferiram criar as ADRs (Agências de Desenvolvimento Regional), em detrimento das políticas públicas, como a educação”.

SAÚDE

Décio Lima também defendeu a criação do SUSC (Sistema Único de Saúde de Santa Catarina), envolvendo a estrutura do estado, a filantropia e a saúde básica, com os prefeitos. “Hoje, meio milhão de pessoas esperando atendimento em Santa Catarina e o déficit na saúde é de R$ 1 bilhão, a maior parte com a filantropia, processo em curso pela má gestão da saúde nos últimos 16 anos”, disse.

INOVAÇÃO

O candidato da Coligação Renova Santa Catarina também defendeu a modernização e inovação da gestão pública, com o uso de tecnologia. “Vamos ter um aplicativo de celular para que o cidadão tenha acesso aos serviços públicos como emplacar o carro e solicitar atendimento médico e remédios,”. E disse que vai “ estabelecer uma nova convenção com o povo de Santa Catarina”, com a presença física e orçamento nos 295 municípios catarinenses.

No encerramento, Décio Lima, convocou o povo catarinense para uma reflexão: “O eleitor tem que decidir se quer um governador do Temer e/ou o governador do atual governo. Eles estão há 16 anos no poder. Temos que acreditar numa renovação de ideias e do jeito de fazer política”.

O segundo debate da Acaert (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão) com os candidatos ao governo do estado foi transmitido ao vivo por 53 emissoras de rádio em todo o estado e foi dividido em cinco blocos, com perguntas da produção e de candidato para candidato.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro