Close Menu

Busque por Palavra Chave

Merisio é Bolsonaro; A reação dos partidos coligados; Mauro Mariani é Meirelles; Bolsonaro é Moisés

Por: Weliton G. Lins
28/09/2018 10:08

PEGOU MAL

Pegou mal a declaração do candidato ao governo pelo PSD, Gelson Merísio, de que seu voto será em Bolsonaro. O anúncio feito no eleitoral repercutiu muito no meio político, e está dando o que falar, a atitude do pessedista, que faltando poucos dias para o 7 de outubro, declarou seu voto no capitão.

PEGOU BEM

Eleitores de Bolsonaro em Santa Catarina, onde o presidenciável lidera todas as pesquisas de intenção de votos, poderão decidir a eleição no estado. Buscando surfar na onda que invadiu a seção barriga verde, Merisio subiu na prancha. Se vai conseguir ficar de pé até o final, não sabemos.

CONSEQUÊNCIAS

As consequências do anúncio feito por Merisio, já estão sendo sentidas em sua base de apoio. Partidos que integram a chapa do candidato do PSD, demonstraram desconforto com o anúncio feito. É que segundo eles, existia um acordo na coligação, já que vários partidos coligados, também representam outras candidaturas presidenciais no estado. É o caso de PDT, Podemos, e PPL.

PDT

Dos comandados de Manoel Dias em SC, a juventude pedetista foi quem se manifestou, em nota de repúdio, os jovens do PDT reprovaram o anúncio feito por Merisio.

''A Juventude Socialista do PDT de SC vem por meio deste expressar o seu absoluto repúdio ao candidato ao Governo de SC, Gelson Merisio, que declarou apoio ao presidenciável Jair Messias Bolsonaro na tarde de hoje (27/09).

Uma decisão tomada por conveniência e fisiologismo, de forma incoerente e desrespeitando o compromisso assumido com o PDT.

O nosso partido tem candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, que hoje apresenta o único Projeto Nacional de Desenvolvimento capaz de emancipar a nação e devolvê-la a quem produz e trabalha. O PDT de Leonel Brizola nunca se curvou ao sistema, e convictos de que podemos e iremos chegar ao segundo turno, com o mais preparado, coerente e capaz, mantemos fortes nossas campanhas a Estaduais e especialmente MANOEL DIAS para Deputado Federal, prioridade das prioridades do trabalhismo catarinense. Sendo assim, pela honra de nossa história e na convicção de nosso futuro, a direção estadual da JSPDT/SC manifesta que não apoiará a candidatura de Gelson Merisio, de modo que sua militância possa nessa reta final focar na vitória do nosso projeto, elegendo nossos candidatos e principalmente CIRO GOMES presidente!

PPL

O PPL, que em SC representa a candidatura de João Goulart Filho, também é outro partido que ameaça deixar a coligação.

PODEMOS

Representante da candidatura de Álvaro Dias, em SC, o Podemos, foi mais além. Informou que o partido deixará a coligação majoritária de Gelson Merisio. Permanecerá nas coligações proporcionais onde está com PRP, PPL, PHS, Pros (para deputado federal) e com PDT, PHS, PCdoB (para estadual). Porém não fará mais parte da campanha de Gelson Merisio ao Governo do Estado.

O POSICIONAMENTO DE MAURO

Pressionado a se posicionar a respeito do voto para presidente no próximo dia 7, Mauro Mariani, através de sua assessoria, disse que seu voto será em Henrique Meirelles, candidato a presidência da república pelo MDB.

NOTA ENVIADA PELA ASSESSORIA

“Posicionamento – Em resposta a perguntas da imprensa e da militância, o candidato ao Governo do Estado pela coligação Santa Catarina Quer Mais, Mauro Mariani, reafirma seu voto no candidato apoiado pelo MDB de Santa Catarina, Henrique Meirelles. Mauro acredita que os eleitores catarinenses percebem que esta não é uma eleição de nomes, mas uma eleição de desejos de transformação e de construção de uma vida melhor. Mariani vê tais iniciativas como oportunistas e que revelam traços ligados à representantes da velha política dos caciques que querem influenciar o eleitor. O candidato do MDB do Governo do Estado reafirma que respeita a decisão individual de cada integrante da coligação e da militância. E sobretudo agradece com humildade a atenção de todos os catarinenses às propostas e a forma como tem sido recebidas por todos. Assim, Mauro garante que a campanha manterá a linha de apresentar propostas e soluções para as demandas do Estado e do povo catarinense.”

BOLSONARO É COMANDANTE MOISÉS

Depois de vários partidos divulgarem notas a imprensa, a respeito da decisão de Gelson Merisio de apoiar Bolsonaro, o partido do Bolsonaro em SC, também se manifestou. Através do candidato a governador, Comandante Moisés, o líder maior do PSL em SC, emitiu a seguinte nota.

NOTA ENVIADA PELO PSL

Tomei conhecimento na manhã desta quinta-feira (27), da postura do candidato ao Governo do Estado, da coligação “Aqui é Trabalho”, que aglutina os partidos PSD/ PP/ PSB/ DEM/ PRB/ PDT/ SD/ PSC/ PROS/ PCdoB/ PV/ PHS/ Podemos/ PRP/ PPL, declarando oficialmente seu apoio ao presidenciável do meu partido (PSL), Jair Messias Bolsonaro. Em julho, na Convenção Nacional, o PSD, sigla do referido candidato, declarou apoio ao presidenciável Geraldo Alckmin, que compõe a chapa com Ana Amélia Lemos (PP), mostrando assim que o mesmo não respeita a decisão do seu próprio partido. Tal fato me causou surpresa e uma certa indignação.

Considero que esta atitude reprovável não deve fazer parte do jogo democrático. Além do que, os compromissos assumidos, sejam eles na política ou na vida pessoal, devem ser cumpridos. Devemos, como homens públicos, dar o exemplo e pautar nossas atitudes na honestidade, responsabilidade e retidão do nosso caráter. Portanto, em um momento em que tantos buscam surfar na onda Bolsonaro em Santa Catarina, é preciso que o povo tenha a plena consciência de que só há um candidato de Bolsonaro no Estado, que sou eu, Comandante Moisés 17, o mesmo número de Jair Bolsonaro.

Nosso projeto representa a verdadeira mudança e a negação de velhas práticas. O eleitor do Bolsonaro é fiel e tem que votar no candidato que ele apoia aqui em Santa Catarina. Alinhados à Presidência, com Jair Bolsonaro, estão Lucas Esmeraldino, candidato ao Senado, eu, candidato ao Governo, e toda a nominata de deputados do PSL-SC.

Só será possível acelerar o processo de mudança e colocar Santa Catarina no hall do crescimento e desenvolvimento que as famílias catarinenses buscam, votando em candidatos que tenham o compromisso com uma nova maneira de fazer política. Necessitamos de ordem e progresso, com muito trabalho.

Será difícil parar a força de um Brasil e de um Estado que quer mudar.

COMANDANTE MOISÉS

Único candidato de Bolsonaro ao Governo de Santa Catarina


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro