Close Menu

Busque por Palavra Chave

FÉ PRESERVADA

Casa Canônica será Casa Frei Bruno

Antiga moradia de frades é preparada para virar Centro Histórico, onde concentrará acervos importantes para Xaxim e região
Construída em 1953, a Casa Canônica ainda encontra-se em sua forma original (Foto: Felipe Giachini/LÊ) Construída em 1953, a Casa Canônica ainda encontra-se em sua forma original (Foto: Felipe Giachini/LÊ)

Documentos, fotos e objetos que contam histórias. Lembranças que vêm à memória dos fieis e que causam emoção, seja pela proximidade ou pelo legado que a essência de tal item deixa à comunidade. Assim surgiu a ideia de transformar a Casa Canônica, onde antigamente padres e freis que estiveram presentes em Xaxim repousavam, num local de nostalgia e reflexão. Uma das poucas construções antigas da cidade que ainda se encontra em estado de conservação, quase que em sua forma original, a Canônica concentra hoje a Secretaria Paroquial no andar inferior, enquanto que no superior o espaço está sendo preparado para receber um Centro Histórico Cultural Religioso: a Casa Frei Bruno. Para aproveitar o local que recebeu nomes consagrados da igreja Católica e que tiveram forte influência na formação municipal e regional, o sonho de alguns xaxinenses está prestes a ser concretizado. Projetos estão sendo elaborados para que pequenas reformas sejam feitas, sem comprometer a estrutura original, de modo a receber visitantes para que conheçam a história de fé das comunidades locais e ainda tenham contato com objetos pessoais de grandes líderes religiosos, como frei Bruno Linden e frei Plácido Rohlf. Conforme o pároco de Xaxim, frei Alex Ciarnoski, a expectativa é inaugurar o Centro na próxima Festa de Frei Bruno, em fevereiro do ano que vem.

Construída no tempo em que frei Bruno vivia na região, em 1953, a Casa Canônica foi feita para receber religiosos de todas as partes do País e do mundo. O aspecto cultural da residência dos freis mostra a representatividade do local para a história de Xaxim, que tem sua identidade reconhecida pela população local. Referência de casa, espaço e funcionalidade da Canônica destaca a presença de representantes da igreja de forte influência para os católicos da cidade. Com a construção da nova casa dos freis, atrás da antiga, o sonho dos frades xaxinenses de destinar o espaço da Canônica para a implantação de um espaço cultural no âmbito da fé, de modo a resgatar a história de fé da região, foi aperfeiçoado. Isso após a reforma na parte inferior à construção, onde funciona a secretaria, no ano passado. “Não gosto de usar a palavra museu, nós temos outro enfoque. É um Centro para resgatar a cultura da nossa cidade e região, mas contada e vista pelo viés da fé”, salienta frei Alex.

O projeto para reestruturação está sendo estudado e a expectativa é que fique pronto até, no máximo, em outubro. A preocupação em preservar a estrutural atual é destacada pelo pároco, afinal a Casa encontra-se quase que em sua originalidade. A planta inicial da construção ainda é contemplada pela comunidade, esta que foi aderida ainda na Europa e que há, inclusive, outras duas iguais a esta em Santa Catarina, porém já modernizadas. A de Xaxim, mesmo que com algumas alterações com o passar do tempo, é a única conservada. O projeto será acompanhado por arquitetos, que tem o papel de não comprometer a estrutura, tendo em vista que é uma referência arquitetônica da cidade. “Nós da modernidade, temos a tendência a imaginar que o moderno é melhor do que o antigo. Muitas obras e referências históricas de nossa cidade foram desaparecendo e tenho uma preocupação muito grande com esta. É preciso manter a história, afinal o povo que não sabe de onde veio, dificilmente saberá para onde vai”, afirma.

As reformas a serem feitas consistem na parte elétrica, pintura, restauração de portas e janelas e cuidados com a segurança para depois receber o acervo e os visitantes. Além disso, o banheiro será readequado, mas de forma moderna para atender o público. Quanto à acessibilidade, também é uma preocupação, pois para se chegar ao andar superior é preciso utilizar a escada. Estudos estão sendo feitos para possibilitar o acesso de cadeirantes, mas sem comprometer a estrutura original. O investimento ainda não foi calculado, mas tudo depende do orçamento para que tudo se encaixe conforme as necessidades da comunidade.

A visitação será durante toda a semana: no decorrer em especial para estudantes e aos fins para a comunidade de Xaxim e região. Estas serão em horários definidos para que todos tenham acesso ao acervo.

ESTRUTURA

  • Uma tradição das casas dos freis pelo mundo é a Biblioteca da Fraternidade, onde os livros escritos pelos frades ficam guardados e onde eles estudam a história das regiões por onde passam, além de ocuparem o tempo aflorando a imaginação nas leituras. O espaço antes destinado a ela concentrará uma mostra dos documentos de toda a parte histórica religiosa de Xaxim e região, o Acervo Documental. Registros em documentos desde o ano de 1904 feitos por freis que passaram pela região e documentos desde a colonização da cidade com a chegada da família Lunardi, por exemplo, estarão expostos para a comunidade. Livros manuscritos pelos freis que estiveram na região ainda no início do século passado, que estão em Lages e São Paulo, também serão copiados e anexados ao acervo, já os materiais produzidos a partir de 1932 estão todos na Canônica. Arquivos importantes, que ainda não foram mostrados para o público, sobretudo por ainda não ter local seguro e com cuidados especiais para não comprometer os documentos, irão enriquecer a Casa Frei Bruno.
  • Na antiga secretaria, onde eram feitos atendimentos e registros da Paróquia São Luiz Gonzaga, hoje na parte inferior, será montada uma Sala de Projeção que comporte cerca de 20 pessoas sentadas. A ideia é oferecer um espaço em que os visitantes conheçam, por meio de pequenos vídeos e filmes, a apresentação da história da cidade, da própria Canônica, dos freis e da Igreja Matriz, que é bastante visitada por estudantes pelo estilo gótico. Parceria com instituições de ensino serão feitas para produzir esses materiais.
  • Em outra sala, que já está sendo utilizada para isso, há toda a documentação do processo de beatificação de frei Bruno. Ela não será aberta para visitação, mas parte desse material poderá ser contemplada pelo público. Trata-se do Acervo Oficial do Processo de Beatificação de Frei Bruno.
  • Nos corredores, será ampliado e exposto o Acervo Fotográfico. Uma espécie de linha do tempo fará com que os visitantes conheçam alguns momentos marcantes e de referência para a história da cidade, imagens que estão arquivadas na Paróquia. A ideia é fazer também parcerias com alguns fotógrafos para preservar a qualidade dos arquivos, que são bastante procurados por historiadores. Neste espaço estará exposto parte do trabalho realizado pela dona Iraci Lopes Dalla Rosa, que procurou as fotografias nas comunidades xaxinenses, e também do fotógrafo Alcides Caovilla, pioneiro da fotografia em Xaxim, que ajudou a enriquecer esse acervo. Esse material está atualmente concentrado em armários para evitar que seja danificado e, inclusive, ele já foi totalmente digitalizado por garantia.
  • Dois espaços importantes para a comunidade religiosa serão destacados no Centro Histórico: os quartos de frei Plácido e frei Bruno, o último já foi exposto durante a Exposição de Presépios, no fim do ano passado, e na Festa de Frei Bruno deste ano. Objetos pessoais com valor religioso nos quartos onde eles dormiam, como cama, cadeira de balanço, ferramentas, terço, documentos e cartas, etc., proporcionarão momentos de reflexão aos visitantes, como aconteceu nas visitas ao quarto de frei Bruno. “As pessoas entraram no quarto com uma devoção tão grande que nos emociona e nos empolga até hoje. Muitas pessoas de outras cidades conheceram o espaço e aquele espírito de oração e confiança que o ambiente inspira aos visitantes é contagiante”, comenta Alex.

Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro