Close Menu

Busque por Palavra Chave

A preocupação dos petistas; Debate da NSC TV nervoso; Jessé é Daciolo; Biruta de aeroporto e o jogo de compadres

Por: Weliton G. Lins
04/10/2018 10:03

Culpados

Coordenadores da campanha de Fernando Haddad se reuniram na tarde da última terça-feira, e avaliaram quem seriam os seus principais opositores, do ponto de vista político, que estariam fazendo com que o candidato petista perdesse votos. Avaliando pesquisas externas e internas, inclusive do próprio partido, os comandados de Lula da Silva concluíram que, mulheres, pobres e evangélicos, estão desestabilizando a corrida presidencial, fazendo com que o capitão do PSL, aumente sua vantagem.

Preocupação

A preocupação do comando petista, é com os líderes das grandes denominações evangélicas, que desde o último final de semana, teriam resolvido se posicionar a respeito do processo eleitoral desse ano. A exemplo de Edir Macedo, líder da Igreja Universal, que tem como braço político o PRB, que inclusive está na coligação de Geraldo Alckmin, e José Wellington, líder da Igreja Assembleia de Deus, que se posicionaram, levando consigo milhares de fiéis.

Debate da NSC

O debate promovido pela NSC TV na última terça-feira a noite, foi pra lá de acalorado e nervoso. Ambos os candidatos demonstraram desconforto em algum tema. Cada um cuidando com o calcanhar, fragilidades ficando expostas. Marqueteiros de cabelo em pé, candidatos se desequilibrando.

Biruta de aeroporto

Perguntado por Gelson Merisio sobre seu posicionamento em relação a escolha presidencial, Mauro Mariani contra atacou. Não disse em quem vai votar no dia 7 de outubro, e chamou Merisio de “biruta de aeroporto”, apontando que o peessedista não tem lado, joga no time que estiver ganhando.

Sem recuo

Sem recuar, Merisio reafirmou o voto em Jair Bolsonaro. Disse que seu voto é no capitão, no primeiro e no segundo turno. De forma firme e enfática, Merisio tentou enquadrar Mariani, que de forma hábil e prudente, se defendeu.

Incomodado

Candidato ao governo do estado pelo PSL, partido de Jair Bolsonaro, o Comandante Moisés sem mostrou incomodado, com o que vê como oportunismo, a tentativa de Merisio em surfar na onda Bolsonaro em Santa Catarina. É que aqui no estado, os índices do capitão, são os melhores possíveis, e o eleitor catarinense tem mostrado desde o início da campanha, que já escolheu seu presidente.

Jogo de compadre

Sem se atacar, e com um levantando a bola pro outro, esse foi o comportamento de Leonel Camasão do PSOL, e Décio Lima do PT, no debate promovido pela NSC TV. Décio, que possui maior competitividade, aproveitou o tempo que teve, para tentar convencer, que Merisio e Mariani são iguais, e a renovação, é ele. O petista tenta, assim como o candidato do PSL, chegar ao segundo turno.

Jessé é Daciolo

Evangélico, presbítero da Igreja Assembleia de Deus de Camboriú, e candidato pela primeira vez, Jessé Pereira tomou pra si o exemplo do candidato a Presidência da República pelo seu partido, Cabo Daciolo, e aproveitou o debate para evangelizar. Falando na maioria das vezes sobre o que acredita ser o poder transformador do evangelho, o candidato do 51, disse acreditar, que será o próximo governador. Jessé e Daciolo demonstram ter a mesma fé.


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro