Close Menu

Busque por Palavra Chave

Eleição indefinida; PT surpreende no Ibope; Arsenal interno das coligações; Os poderes de quem venceu e quem perdeu a eleição

Por: Marcos Schettini
06/10/2018 12:53

Senado

Será a eleição ao Senado, como este Satélite já havia afirmado, que definirá quais os rumos do 2º turno das eleições. Isso quer dizer que, com Raimundo Colombo e Esperidião Amin na frente, se isso ficar demonstrado, vai dar motor.

Também

O Ibope apontando empate entre os três principais, indica muita sensibilidade do eleitor que, embora as causas de cada um definitivamente, está sendo levado pelo efeito Jair Bolsonaro. Nisso, Gelson Merisio precisa mostrar melhor.

Alteração

Entre a pesquisa anterior e a atual, pouco foi mudado. Mas o acirramento aumentou. O que está claro é que, quem ir para o segundo tempo, vai ter um exército maior em favor da consolidação do projeto. E o Senado, se der certo, conta muito.

Abandonos

Quem vai chegar, mantém o rumo. Quem perdeu a eleição fica, na etapa final, distante. Indignado com a fragilidade, fica imaginando o ocorrido. Somente entra no jogo se, vendo-se no futuro governo, joga para ganhar. Vão para a Bolsa.

Bolsa

Quem foi derrotado na proporcional e no Senado, só entra no jogo se observando lembrado, isto é, utilizado no futuro governo ou consolidando sua ida a Brasília e Alesc. Se não ver seu futuro nisso, abandona o barco e joga a toalha.

Embolado

Embora o Ibope tenha dito quem é quem dentro do processo em SC, o cenário de escuridão é somente fora das coligações. Nas internas, dotados de números e melhor observação, sabe o que deve ser feito. O PT se animou.

Escolhas

Se o PT de Décio Lima for para o segundo turno, será beneficiado diretamente pelas movimentações internas. A coligação de Gelson Merisio não apoia o MDB. Neste caso, iria com Bolsonaro e derrotaria Mauro Mariani. Longe.

Outra

Passando para o 2º turno, Gelson Merisio e Mauro Mariani, qual seria a rota do PT, é a pergunta. Já abraçado no adversário nacional de Haddad, ganharia força nesta direção. Mauro Mariani, em uma posição difícil com tucanos, tem dificuldades.

Dificuldades

Mauro Mariani, caso não eleja senadores, ficaria à vontade para definir seu rumo salvando sua candidatura e acertando com Décio Lima. Já que no 2º turno, pelo Ibope, venceria Gelson Merisio contabilizando estes votos e se animou.

Máquina

De hoje para amanhã, dentro das estratégias, será a máquina, bem utilizada, que vai dar rumo para impulsionar a chega ao turno seguinte. Quem tiver estrutura forte e demonstrada, vai impressionar o eleitor.

Eleitos

A cesta de vencedores que sai amanhã das urnas, será jogada no balcão para serem, eles, os negociadores junto ao projeto de conclusão. Deputados estaduais e federais, ao lado dos senadores, deverão dizer quem é que vai já na segunda.

Fotografia

Após a conclusão dos números, será conhecido a veracidade das pesquisas de opinião que os institutos, apresentados nestes 45 dias, disseram ou não a verdade. Sabe-se que em tempo de descrédito, é hora de recuperar o prestígio.

Lados

A afirmação de que já tem vencedores, é errada. O eleitor sabe em quem vai votar e por que. O projeto nacional vai dizer muito a SC no segundo tempo. Vai revelar quem é quem e porque, confusos no 1º turno, mudaram no 2º.

Valendo

Mais que um desafio político, embolados em empates técnicos, eles, os candidatos, sabem em que posição estão. O arsenal interno de informações que recebem diariamente, com máquinas azeitadas e funcionando, está dando certo.

Sucesso

O Satélite deseja a todos os candidatos, governo, Senado e proporcional, que respeitem a seleção do eleitor e façam-se valer disso. Está na hora de dar destino ao Brasil e mudar a forma de fazer política. Boa campanha e boas escolhas.


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro