Close Menu

Busque por Palavra Chave

Ventos e porto seguro

Por: Marcos Schettini
14/12/2016 14:16 - Atualizado em 14/12/2016 14:17

O processo sucessório de outubro em Xaxim, embora dado continuidade, vai ganhando o dimensionamento que antecipadamente previa-se. Quem é sensível e inteligente aos poucos se ajusta e, os que buscam a divisão, mantendo o confronto permanente, vão sendo silenciosamente derrotados novamente. São os ventos fazendo o que, naturalmente, é de sua gênese. Leva o barco para o porto seguro a que está destinado e, em conduzindo, levando quem nele se encontra e, na força do timão, o Poder nele demonstrado. Abóboras e mais abóboras, se ajeitando pela justificativa do tempo.

Arrumação

Embora tenha quem não assimile, as discussões para desmembramento de Xaxim da Amai para se inserir na Amosc já estão em pleno andamento. Os entendimentos neste sentido estão em construção. Lírio Dagort e Adriano assimilaram.

Justificativa

Sendo a segunda cidade da Amai, Xaxim está perdida entre Chapecó, poderosa em sua magnitude e Xanxerê que, empurrando o município para trás, não deixa a coirmã despontar. Ao contrário, a Amosc teria um gigante agregado.

Capitalização

Em busca de atrair investimentos a serem aplicados na municipalidade, a dupla Lírio e Adriano já visualizam recursos para ligar Xaxim a Chapecó, via linha Tigre. O projeto é garantir o desenvolvimento e estar casado com a força da Amosc.

Engajado

Amarildo Maroco está se posicionando bem no processo político da Amai e, justificando sua retirada da disputa política de outubro passado, ganhou altura para entrar na disputa pela Assembleia com a brecha aberta de Gelson Merisio.

Leitura

Gelson Merisio está buscando o espaço para a majoritária e sua ausência abre a brecha para ocupação. Amarildo Maroco estaria, entre Miri Gasparini e Edegar Giordani, sendo a opção para o terceiro nome que, observando, está para seu assado.

Cansado

Embora não afirme, Edegar Giordani não quer mais entrar em disputa política. Busca cerrar fileiras para fortalecer o grupo Gelson Merisio e João Rodrigues que estão buscando o campo majoritário. Aí é que Maroco estaria observando a abertura.

Graça

O vereador xaxinense está na graça de Gelson Merisio para, se realmente buscar o espaço para estadual, teria que ganhar um território de visualização e, neste caso, a ADR de Xanxerê onde, sabe-se, Edegar Giordani estaria se retirando.

De olho na ADR de Chapecó, Edegar quer ser mais um quadro para fortalecer o projeto do PSD e, com isso, abriria para Maroco assumir o cargo visando o grito das urnas de 2018. Miri Gasparini, por sair da prefeitura, ficaria em stand-by.

Tucanato

O PSDB realizou um encontrão em Florianópolis na segunda e contou com a mais suntuosa plumagem do partido. Com a sucessão de Raimundo Colombo, Marcos Vieira planta firme. Agora é fortalecer o partido nos municípios neste ideal.

Fragilização?

Não há dúvidas de que Marcos Vieira deu singular voo ao partido e, justamente por ter ganho a altura a que se observa, justifica um confronto pelo controle do partido na convenção do diretório. Vai haver duas chapas e Paulo Bauer já cria a rota.

Acertando

Embora a feijoada do PP estivesse temperada, a pimenta de fato dentro do partido é a aproximação que, aos poucos, estão tendo com o PSD da dupla Lírio e Adriano. Na semana passada, durante horas, mitos estiveram amistosamente recreando.

Recreação

Diga-se, embora a dor de cotovelo dos derrotados, o entendimento entre os mais inteligentes com os vencedores estão acelerados. Conversa ali e lá, já tem um leque forte para, no momento certo, construir o futuro vencedor desejado.



Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro