Close Menu

Busque por Palavra Chave

Na Essência | O quanto você é grato?

Por: Júnior Chisté
17/10/2018 11:31

Está em minhas redes sociais, quem me segue sabe do que estou me referindo.

A neurociência mundial, as últimas pesquisas constatam o por que que o altruísmo, que quando verdadeiramente nos doamos para alguém, estendemos a mão para uma pessoa mais necessitada nos preenche de uma forma única.

Estou me referindo da verdadeira forma grata, da única forma de sermos solidários, ou seja, quando somos verdadeiros não com as outras pessoas, mas conosco mesmos. De nada adianta praticarmos uma ação solidária e sairmos anunciando aos quatro cantos do mundo. Isso é ser afrontoso, é tirar proveito de algo que é desumano. Conheço muitas pessoas que chegam a fazer vídeos contando histórias ou até mostrando pessoas em estados vulneráveis e com isso ganhando fama. Não há expressões para usarmos aqui e deixarmos de perder o verdadeiro significado que quero dar a minha coluna de hoje, o poder da gratidão.

Toda vez que você de fato ajuda alguém imediatamente você se sente preenchido, se sente bem. Quantas vezes ao ver alguém ao lado da BR com o carro quebrado, você parou, prestou assistência e a pessoa não tinha palavras pra lhe agradecer. Quantas vezes sem ninguém saber, você almoçando em um restaurante qualquer percebeu alguém olhando pela vidraça faminto e fez questão de alimentar aquela pessoa. O que você sentiu em situações assim ou parecidas? Existe explicação? Isso teria algum pagamento?

Esse é o significado de nossa existência, sentir o que é verdadeiro, sentir o que nos toca a alma, a ponta do "céu".

Quando ajudamos alguém de forma voluntária, veja só, nosso organismo produz em nosso cérebro três substâncias que nos fazem nos sentir muito bem: a ocitocina, a serotonina e a dopamina. As mesmas substâncias presentes após suas caminhadas, suas corridas ou algo que você faz de bem ao seu organismo.

Quando você faz algo de ruim, uma ação que você sabe que irá prejudicar o seu próximo, seu organismo sem que você perceba produz pro exemplo na corrente sanguínea uma substância chamada cortisol, a substância do estresse, com o tempo ela vai se encarregando por exemplo de deixar as paredes de suas artérias mais fechadas, seu corpo mais fatigado, seu sangue mais "pesado".

Cedo ou tarde as pessoas que ameaçam, prejudicam, continuam perseguindo as outras pessoas logo receberão da lei da vida uma outorga sem volta.

O poder da gratidão é sensacional e se você ainda não conhece comece a praticar desde já, deixe de ser um ser humano ortodoxo, um parasita e passe a ser uma pessoa realmente do bem e não somente de fala. Seja congruente, seja o que realmente você ou sua língua fala.

Há pessoas que falam em Deus a toda a hora e mal sabem o que essas quatro letras significam. Leem a Bíblia e não seguem sequer um só versículo.

O poder da gratidão, do altruísmo é algo benevolente e deveria estar presente principalmente em repartições públicas onde se fala muito e se pratica muito pouco. Há muito cortisol e pouco, mas muito pouco ocitocina, serotonina e dopamina.

E sim é bom lembrar, substâncias assim não se compram, como votos, promessas e outras tantas coisas mais...


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro