Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

PIB catarinense mobiliza-se; SC vai ou volta; Pinho Moreira muda conceito; Santa Catarina na Roleta Russa

Por: Marcos Schettini
18/10/2018 10:40 - Atualizado em 18/10/2018 11:42
Diorgenes Pandini/Diário Catarinense

Roleta russa

Santa Catarina é um grande Estado. Respeitado no mundo econômico, com sua força exposta em vários países onde notáveis homens empreendedores, cuja missão de trabalho, assinam o sucesso desta extraordinária terra abençoada por belezas naturais, clima, riquezas culturais e valores de humanidade. Tem pecados sociais a serem vencidos e, por questão de honra, precisam da sensibilidade de seus líderes para justificar, em cada cidadão, uma existência bem sentida e usufruída. É agora, neste momento, que este traçado está sendo oferecido. Os alcances de um Estado em excelência, os caminhos para esta superação de justiça aos catarinenses, é único. Não é uma brincadeira como lembra o governador Eduardo Moreira. Entregar uma arma tão poderosa para quem não tem responsabilidade, torna-se um ato criminoso inclusive. Brincando, é atirar na própria têmpora.


Socorro

O PIB de SC começou a se mexer dentro das empresas e nas organizações da classe para fazer uma desmontagem do candidato do PSL. Entenderam que Carlos Moisés é um perigo para a economia e o futuro do Estado.

Mobilização

O recado já chegou ao presidente da Fiesc, Mário Cezar de Aguiar, para liderar uma discussão a partir de hoje, conscientizando o empresariado para o que eles chamam de perigo ao entregar um Estado sadio a uma liderança carregada de despreparo.

Real

Independente de ser uma pessoa boa e de evidente honestidade, virtudes que marcam este debate, não são suficientes para dirigir SC. Ter estas qualidades públicas é obrigação. Mas competência, visão e pulso firme, são o manche desta aeronave.

Descompasso

Admira-se que as autoridades como Eduardo Pinho Moreira, então com dificuldades para levar o Estado nestes tempos de grande responsabilidade, retirando-se justamente da disputa, declare voto a um candidato inexperiente.

Responsabilidade

Ao decidir por ficar no governo e deixar a Mauro Mariani a disputa eleitoral, Eduardo Pinho Moreira lembrou das dificuldades financeiras e sua atenção plena ao Estado afirmando que SC não é uma brincadeira. Agora mudou o próprio conceito.

Exato

Quando declara voto a um candidato sem visão administrativa, que desconhece a espinha do Estado que ele mesmo governa, Eduardo Moreira tropeça nas próprias convicções de homem público. Ele sabe, mais do que ninguém, tudo o que tem passado.

Diferença

Uma coisa é não aceitar a liderança de Gelson Merisio que chegou ao 2° turno sem a presença do MDB, outra é SC que Eduardo Moreira governa. O pulso forte, como tem demonstrado, tem sido a marca diferenciada de sua gestão, sem amadorismo.


Clareza

Os debates, como todos têm acompanhado, são para os esclarecimentos de competência, arrojo e conhecimento dos grandes problemas e desafios a serem vencidos. Comandante Moisés, neste caso, revelou-se, até então, com desempenho insuficiente.

Sabedoria

Não ter conhecimento geral da altura e desafios de SC, não é uma afronta para um cidadão comum. Mas a um candidato a governador é obrigação. Saber o que fala é fundamental. Se governar é honroso, ser respeitado por isso, é coroamento.

Transparência

Ao decidir por não ir conversar com o empresariado de Joinville e Jaraguá do Sul, comandante Moisés se esquiva. Reconhece em si as dificuldades para ganhar a confiança exigida sobre sua inocência administrativa. Teme tirar as dúvidas, revelando-se pulso frágil.

Final

Fugindo de encarar os bombeiros voluntários, unidade combatente com grandes serviços prestados a SC, Carlos Moisés ignora a valentia expressa em cada um deles. Ao desrespeitar, deixa bem clara suas intenções desanimadoras.



Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro