Close Menu

Busque por Palavra Chave

Moisés chegou a governador; Tudo certo para dar errado; A Vitória é de Eduardo Pinho Moreira; Começa nova era

Por: Marcos Schettini
29/10/2018 09:33 - Atualizado em 29/10/2018 09:35

Derrota plena do PT

Ao ver, no discurso de Fernando Haddad ontem em um hotel em São Paulo quando afirmou sua perda eleitoral, Dilma Rousseff estava escondida mostrando, de fato, o tamanho que o PT saiu nesta eleição. O partido perdeu tudo, mas ainda manteve uma bancada e elegeu governadores. A tendência é se perder no tempo, se Jair Bolsonaro fizer um governo moderno, capaz de mostrar ao mundo que o Brasil tem jeito. Foi das mãos do presidente eleito que o PSL, inexpressivo, tornou-se a segunda maior bancada em Brasília. Se tudo isso não são sinais de tempos novos, é um de que o partido de Lula da Silva tem os dias contados no país ou, se der tudo errado, se fortalecer.


Impressionante

Carlos Moisés tornou-se governador e recebeu um Estado que nem ele, quando se candidatou, acreditou. As redes sociais, campanha barata e eficiente, foram fatais. Mais rápido que avião e sem recursos, ganhou porque a mudança chegou.

Merecidamente

Embora não tenha noção de como vai governar o Estado, vai montar um governo em que terá que bater na porta dos partidos. Dentro da Alesc, onde tem deputados eleitos, chamará para fortalecer seu partido e quem, do MDB, PSDB e PSD, será beneficiado.

Ele

Jair Bolsonaro, agora como presidente da República, vai dar a atenção merecida para o Estado mais por sua relação com Rogério Peninha Mendonça que pelo governador eleito. Moisés não tem intimidade com o capitão reformado.

Campeão

Jair Bolsonaro é o campeão de votos nestas eleições porque foi ele, e ninguém mais, o injetor de ânimo nos Estados. Está em seu nome o grande motivador pelas mudanças que marcaram este processo. Venceu sozinho.


Tudo

Jair Bolsonaro elegeu tudo. Além dos filhos, campeões de votos, fez governadores em vários Estados, do partido ou não, deputados federais, estaduais e senadores. Ele chega mandando e desmandando, literalmente. Pelos números, faz o que quiser.

Massacre

A eleição para governador em SC não foi apenas uma derrota grande do deputado Gelson Merisio, mas uma vitória pessoal do MDB que ele tanto combateu. O maior vitorioso neste confronto das urnas foi Eduardo Pinho Moreira.

Derrota

Carlos Moisés venceu a eleição em Chapecó, Xanxerê lugares onde Merisio teve forte atuação política e Xaxim, cidade onde nasceu. Fazendo mais ou menos os votos do 1º turno, Gelson Merisio perdeu tudo e o PSD sai menor na eleição.

Futuro

Como não tem força para segurar o partido sob seu comando, provavelmente quem deverá assumir a sigla é Júlio Garcia, seu maior opositor interno e responsável por muitos tropeços que o deputado venceu para chegar a ser candidato.

Alesc

A Mesa já foi processo de discussão no segundo turno e, Júlio Garcia, o deputado mais votado do PSD, com experiência para presidir a Casa, toma dianteira. Satisfeito com a vitória de Carlos Moisés, vai contar com ele para dirigir o Legislativo.

Experiência

O ex-conselheiro tem largo conhecimento e trato fácil com os deputados, e uma bancada inexperiente, vai precisar dele para seguir em busca de uma composição forte e afinada com o governador eleito. Júlio Garcia venceu.

Vencedor

Carlos Moisés venceu o pleito e vai precisar de Júlio Garcia para construir um cenário propício para fazer o governo acontecer. O maior vencedor deste processo eleitoral é o governador Eduardo Pinho Moreira assumindo-o.

Desforra

Foi em Eduardo Pinho Moreira, apenas nele, a orientação de dar a Carlos Moisés a chuva de votos que o MDB levou e incentivou o bombeiro a manter a força. Saiu do atual governador a lucidez que deu a vitória ao governador eleito.



Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Campanha Santur
Rech Mobile
Alesc Facebook - Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro