Close Menu

Busque por Palavra Chave

ARTE E INTERVENÇÃO

ONG Salva inicia Contação de Histórias dos Guias de Luz nesta semana

Por: LÊ NOTÍCIAS
29/10/2018 11:49 - Atualizado em 29/10/2018 12:04
ONG Salva Ilustrações dos Guias de Luz foram feitas pelo ilustrador chapecoense Rogério Puhl Ilustrações dos Guias de Luz foram feitas pelo ilustrador chapecoense Rogério Puhl

Por Vitória Schettini

Com o objetivo de valorizar o folclore de Xaxim e ressaltar as belezas da cidade, a ONG Salva criou os Guias de Luz, com objetivo de realizar intervenções com crianças e adolescentes. Na história, criada por Tiago Gheno e ilustrado por Rogério Puhl, os personagens são mostrados como heróis e protetores das belas paisagens de Xaxim. Em entrevista ao LÊ NOTÍCIAS, Xenna conta como o projeto está sendo desenvolvido e como será a pre-estreia, nesta quarta-feira (31), Dia do Saci, um dos personagens mais conhecidos do folclore brasileiro.

Conforme Xenna, há dois anos a ONG vem se planejando para fazer contação de histórias às crianças e, com a ideia do folclore, o útil se uniu ao agradável. “Nós mapeamos as belezas de Xaxim, como a Pequena Queda d’Água na Vila Diadema, e nesse meio tempo nós não fazíamos a contação de histórias, que muitas pessoas nos pediam. Unimos os dois e esse projeto é para olhar para Xaxim com mais amor, para mostrar à criança um lado mais bonito do município”, ressalta Gheno.

Ainda, o fundador da ONG enfatiza que o projeto envolverá jogo de histórias, jogo de interpretação e aulas de conscientização ambiental, voltados a crianças e adolescentes. As atividades acontecerão no Eco Parque Sol Nascente, próximo à Rafitec, nesta quarta-feira (31) e serão abertas aos alunos das escolas públicas. Os desenhos dos Guias de Luz foram feitos pelo ilustrador Rogério Puhl, em um trabalho realizado em cerca de dois meses.

RECURSOS

O LÊ NOTÍCIAS conversou com o promotor de Justiça Diego Barbiero, que explica sobre a origem dos recursos para confecção e impressão do material dos Guias de Luz. “Tudo foi produzido com o dinheiro do fundo de transações penais, que é formado pelos acordos firmados entre Ministério Público e as pessoas, desde que sejam primárias e com bons antecedentes, as quais cometem pequenos delitos, que, pela baixa ofensividade, não justificam a atuação do aparato repressor do Estado”, ressalta o promotor.

De acordo com Diego, de pouco em pouco, o fundo vai crescendo e fica à disposição da comunidade, onde os valores arrecadados na Comarca são revertidos em benefício da própria Comarca. “O Tiago trouxe a ideia em uma conversa informal e, a partir de então, foram seguidos os trâmites necessários, para a aprovação do projeto pelo Poder Judiciário e expedição do alvará (nome que se dá à autorização para utilização dos valores do fundo) para a ONG Salva, autora do projeto. O resultado foi essa obra de arte, que buscará despertar nas nossas crianças e adolescentes os sentimentos de amor e de respeito pela nossa natureza, uma vez que os personagens estão ambientados nos cenários de Xaxim”, destaca.

ONG SALVA

Atuando principalmente com trabalhos no Eco Parque Sol Nascente, no bairro Industrial Lunardi, a Associação sem fins lucrativos Salva Cultura & Arte, busca o desenvolvimento das potencialidades humanas, através de atividades que oferecem o contato com cultura, arte e informação. Foi criada em 2011 e ao longo desse período, atendeu mais de 4 mil crianças, através intervenções, eventos culturais e contação de histórias, Contextualiza, CINESalva e Sarau de Poesias.


Confira a história que está estampada no projeto Guias de Luz, da ONG Salva:

Guias de tropeiros pelas florestas, combatentes e curandeiros poderosos: os protetores eram sacis, curupiras, todos magos. Esses heróis viviam aqui, na Pequena Queda d’Água.

- Há muito tempo, em uma terra não muito distante, surgiu uma lenda de heróis que lá habitavam. Tais heróis eram guias dos tropeiros que com muita frequência necessitavam atravessar densas florestas! Florestas temidas, pois lá havia uma maldição. Maldição essa exaurida em extermínio dos povos indígenas, o derramamento de sangue inocente enfureceu os Espíritos da Floresta, devido à desarmonia trazida em um local em que reinava a paz. Os responsáveis? Bugreiros, generais e desbravadores, outrora aplaudidos por homens, eles não poderiam enganar os espíritos sábios. A sede por dinheiro, terras e poder faz nascer os Espíritos Sábios. Profunda tristeza, os paraísos destruídos fizeram com que os Espíritos tentassem afugentar os malfeitores e o próprio mal presente em cada ação contrária à paz da Natureza, nossa mãe.

- Eis que Redrim, o Espírito da Justiça, convenceu Uro – o Espírito da Realidade - para que ele transformasse o mal trazido pelos desbravadores em monstros que afugentassem os desertores. Uma grande reunião dos Espíritos Guardiões ocorreu para tentar buscar uma solução. Edra, o Espírito da Compaixão, pediu permissão para até a Terra viajar, pois acreditava que Redrim poderia ser cruel com os seres puros que habitavam as florestas: além de caçados, poderiam ser alvo dos monstros. Sendo assim, Edra ganhou a permissão dos Espíritos da Floresta para recrutar heróis, entregaria sabedoria e poderes para proteger a natureza e buscar a harmonia.

Ereê – o Grande Saci, seus feitos justificam sua fala. Obstinada pela luta em prol da liberdade e da justiça, começara a lutar ainda antes de ganhar os poderes dos guias de luz.Lanceiro linha de frente na guerra Farroupilha. Perdera sua perna no campo de batalha e lá ficou até ficou até que foi resgatado pelas curandeiras guiadas pelo Espírito da Pureza. Agradecido, Ereê, nos dias que correm é um dos Mestres na Vila dos Guias de Luz. Também conhecido como ser humano mais próximo do Espírito da Liberdade – o grande Buh.

Curupira – Índio caingangue, que teve sua tribo destruída por Bugreiros e Generais, sobreviveu e sentiu o chamado de Sharuo, o Primeiro Curupira. Atualmente, Curupira é um dos guias de luz que é protegido pelo Espírito da Grandeza, conhecido também como Du’bel.

Ledak – Filho de General, soldado trânsfuga, desertor, escolheu lutar ao lado dos indígenas e da Natureza, pelo seu instinto de justiça chamou a atenção dos sacis, e assim entrou para os guias de luz, o Espírito da Liberdade entrega o poder a ele e aos sacis que aqui vivem.

Flora – Órfã de imigrantes. Ela perdeu seus pais na longa jornada até o Brasil. Quando desembarcava já se encontrava como escrava, servindo uma família cruel. Vítima de abuso, sofria maus tratos físicos e psicológicos. Jogou-se floresta dentro, até que Ayal, o Espírito da Pureza, conseguiu mostrar o caminho até os Guias de Luz.

Lua – Curupira guerreira e valente. Cabocla que lutava infatigavelmente contra os homens assassinos do povo. Ao lado de Ledak, Flora, Curupira e Edra, Lua vive grandes aventuras sendo um guia de tropeiros, lutando com bugreiros e monstros.

Edra – O Espírito da Compaixão, foi aquele que trouxe para os bons seres da floresta poderes capazes de harmonizar, perpetuar a paz e ocorrer na defesa da natureza Edra, por identificação, vive com os guias de luz em tribo.




Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro